Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Viatura táctica média

Veículos idênticos ou relacionados:


SdKfz-8
Viatura táctica média

SdKfz-6
Viatura táctica média

SdKfz-11
Viatura táctica média

SdKfz-7
Viatura táctica média

SdKfz-9
Viatura táctica pesada

 

SdKfz-8
Viatura táctica média (Daimler-Benz)
SdKfz-8

Projeto: Daimler-Benz
Alemanha
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
7.35
n/disponivel
2.5m
2.81M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
13.5t
15t
8000Kg
12000Kg
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
Maybach-HL 85 12cyl.
185cv
51 Km/h
20 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Lagartas e rodas
N/disponível
0Km
13
N/disponivel
0M
0M

Sistema de radar auxiliar:


Forum de discussão

Embora a sua referência não o indique, o SdKfz-8 foi o primeiro dos veículos médios/pesados de meia lagarta para apoio do exército alemão a ser desnvolvido.

Com capacidade para rebocar até 12 toneladas o SdKfz-8 deveria ser o tractor de artilharia mais pesado da Wermacht, numa altura em que ainda não estava prevista a construção do ainda mais pesado SdKfz-9 (capacidade para rebocar 18 toneladas). Este modelo é especialmente importante, porque sendo o primeiro a ser desenvolvido, ele marcou todos os restantes modelos, mesmo que desenhados por outros projectistas.

O projecto de construção é da Daimler Benz, a qual já tinha começado a estudar este tipo de veículo ainda durante a I Guerra Mundial, tendo produzido o primeiro «Half-Track» ainda em 1919. É desses projectos que vai derivar o SdKfz-8. A empresa continuou os estudos do veículo e em 1931 chegou mesmo a ser cogitada a possibilidade de a União Soviética colocar uma encomenda para veículos deste tipo, que eram conhecidos como DB S-7, com modificações sendo efectuadas até que se chegou ao modelo DB S-10, que foi classificado pela Wermacht como SdKfz-8.

O SdKfz-8 foi desenhado como tractor de artilharia, no que era considerado um veículo excelente, tendo continuado a operar nessa função durante toda a guerra. Apenas há uma derivação de que existem provas fotográficas de um modelo ao qual foi instalado um canhão anti-aéreo de 88mm «Flak-18».

Com capacidade para rebocar até 18 toneladas, ele deveria ter capacidade para rebocar as peças de artilharia alemãs de 150mm, bem assim como óbus de 210mm conhecido como «Morser».
Com o aparecimento de novas armas o SdKfz.8 foi utilizado para rebocar as peças de artilharia de longo alcance K-18 de 170mm.

A Luftwaffe adoptou o SdKfz-8 para rebocar peças de artilharia anti-aérea como o Flak-38 e Flak-39 de 105mm.

Sabe-se que por volta de 1942 havia 1.615 unidades em serviço.
A produção decorria em Berlim-Marienfeld (Daimler Benz) e nas fabricas da Krupp em Mulhausen, com algumas unidades aparentemente sendo fabricadas também pela Skoda.

Informação genérica:
Os veículos do tipo meia-lagarta utilizados pelo III Reich podem dividir-se em três tipos.

O primeiro tipo, corresponde aos veículos SdKfz-250 e SdKfz-251 que eram viaturas destinadas a transportar a infntaria, nomeadamente junto com os tanques, no que foi uma das principais vantagens das unidades blindadas alemãs durante a primeira fase da guerra.

O outro tipo, corresponde aos «Maultier» ou «Mula» que eram veículos comerciais em produção na Alemanha durante o final dos anos 30 e que foram adaptados depois de 1941 para responder às necessidades da frente leste.

O terceiro tipo de veículos meia-lagarta, são os tractores e veículos de transporte construidos propositadamente para funções militares, embora não estivessem destinados a prestar serviços nas primeiras linhas.

As designações destes veículos não seguiram uma ordem lógica, e destacam-se os seguintes modelos:

SdKfz-8 (1928) - Capacidade de reboque de 12 toneladas

SdKfz-7 (1933) Capacidade de reboque de 8 toneladas

SdKfz-11 (1934) - Capacidade de reboque de 3 toneladas

SdKfz-6 (1934) - Capacidade de reboque de 5 toneladas

SdKfz-9 (1936) - Capacidade de reboque de 18 toneladas.