Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Veículo médio de reconhecimento

Veículos idênticos ou relacionados:


M8 «Greyhound»
Veículo médio de reconhecimento

T17 E1 «Staghound»
Veículo médio de reconhecimento

 

T17 E1 «Staghound»
Veículo médio de reconhecimento (General Motors)
T17 E1 «Staghound»

Projeto: General Motors
Estados Unidos da América
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
5.49
n/disponivel
2.69m
2.36M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
12.07t
13.92t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
2 x GMC-270 6cyl.
194cv
89 Km/h
25 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Quatro rodas motrizes
N/disponível
724Km
5
57º
30º
0.8M
0M
0.53M

Armamento básico
- 1 x 37mm M3/M6 m.38 L/53 (Calibre: 37mm - Alcance estimado de 1Km a 1.7Km)
Sistema de radar auxiliar:

País: Reino Unido
Designação Local:T17 Staghound
Qtd: Máx:2844 - Qtd. em serviço:0
Situação: Retirado
Operacionalidade:
O Staghound foi entregue aos exército britânico e empregue logo que possível no teatro de operações do norte de África. O deserto mostrou ser um ambiente onde o T17 podia ser utilizado com vantagem.

Os britânicos utilizaram o Staghound beneficiando do facto de embora ser um veículo ligeiro ele ter uma blindagem bastante aceitável, embora não pudesse enfrentar carros de combate pesados.
Prova disto foi a utilização de uma versão equipada com um canhão de 57mm.


Forum de discussão

Desenvolvido pela General Motors para responder a um requisito do exército norte-americano para uma viatura de reconhecimento armada.
Os testes com o protótipo apresentado tiveram sucesso e foram de imediato encomendados 2000 exemplares em Janeiro de 1942. A esta encomenda seguiu-se uma outra de 300 unidades por parte dos britânicos em Março do mesmo ano, que foi aumentada para 1.500 no mês seguinte.

O primeiro veículo de produção saiu da fábrica em Outubro de 1942, tendo-se produzido 157 até ao final desse ano.

Antes do final do anos porém, uma reavaliaçao por parte do exército dos Estados Unidos levou a que o tamanho e peso do T17 fosse considerado inadequado para as necessidades. O T17 era bastante mais blindado que o M8 e mais pesado.

A encomenda foi cancelada pelos norte-americanos, que passaram a considerar o veículo demasiado pesado mas os britânicos não tinham a mesma opinião sobre o veículo, e mantiveram as suas encomendas. Foi decidido transferir as encomendas colocadas pelos norte-americanos para os britânicos, que receberam toda a produção do modelo que atingiu 2.687 unidades em 1943. a produçao foi encerrada em Dezembro desse ano.

Embora fosse um 4x4, o Staghound era um veículo muito mais blindado que o seu equivalente norte-americano M8 Greyhound. Em ordem de marcha para combate tinha um peso de aproximadamente 14 toneladas.

Versão 6x6 do Staghound
Um versão com seis rodas motrizes deste modelo chegou a ser construida, num total de 250 exemplares, no entanto ela foi considerada demasiado grande e pesada, tendo as encomendas restantes sido canceladas. Os veículos serviram na guarda nacional. Aparentemente alguns foram exportados para o Brasil ao abrigo da Lei de Emprestimo-Arrendamento.

Versões adicionais adaptadas pelos britânicos
O tamanho do Staghound permitia aos seus utilizadores considerarem várias modificações. Entre as modificações implementadas esteve a versão Mk.III na qual os britânicos removeram a torre armada com o canhão de 37mm substituindo-a pela torre armada com uma peça de 57mm retirada do tanque Crusader.

Uma versão anti-aérea equipada com uma torre armada com duas metralhadoras 12.7 foi estudada, mas a redução da ameaça da Luftwaffe levou a que o veículo não chegasse a entrar em produção.

Informação genérica:
O desenvolvimento do M8 «Greyhound» foi influenciado pelos britânicos que utilizaram veículos blindados sobre rodas como viaturas de reconhecimento. A necessidade deste tipo de viatura blindada rápida e de alta mobilidade tornou-se ainda mais evidente após a queda da França e foi nessa altura que o exército dos Estados Unidos começou a dar especial atenção ao problema.

O primeiro veículo de reconhecimento sobre rodas desenvolvido pelos Estados Unidos foi um veículo 4x4 chamado T-17 «Staghound» que foi desenvolvido em conjunto com os britânicos que também pretendiam encomendar o veículo às fábricas norte-americanas.

Segundo a especificação, que só foi apresentada em Julho de 1941, este tipo de veículo deveria estar armado com um canhão de 37mm que seria o mesmo que equipava os carros de combate leves do tipo M3.

Na verdade foram apresentadas duas especificações. Uma para um veículo 4x4 e outra para um 6x6 pelo que a Chevrolet apresentou um projecto na versão 4x4 (que também tinha uma versão 6x6) enquanto que a Ford e a Chrysler apresentaram uma versão 6x6, mas mais leve.

A versão 4x4 da Chevrolet ficaria conhecida como T17 «Staghound», um nome que lhe foi atribuido pelos britânicos, que ficaram com todos os veículos após os norte-americanos terem cancelado a encomenda.

A versão 6x6 da Ford, mais leve que a da Chevrolet, foi adquirida principalmente pelo exército dos Estados Unidos, tendo sido designada M8 «Greyhound»