Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Veículo médio de reconhecimento



Veículos idênticos ou relacionados:


VAB 4x4
Veículo Blindado Transporte Pessoal

VAB 6x6
Veículo Blindado Transporte Pessoal

VBC-90
Veículo médio de reconhecimento

VAB Mk. III
Veículo Blindado Transporte Pessoal

 

VBC-90
Veículo médio de reconhecimento (Renault)
VBC-90

Projeto: Renault
França
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
5.63
8.085m
2.5m
2.55M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
12t
13.5t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
Renauld MIDS
220cv
92 Km/h
25 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Seis rodas motrizes
N/disponível
1000Km
3
50º
30º
1.2M
1M
0.5M

Armamento básico
- 1 x 90mm CN-90-F.4 L/52 (Calibre: 90mm - Alcance estimado de 0.5Km a 1.6Km)
Sistema de radar auxiliar:

País: Oman
Designação Local:VBC-90
Qtd: Máx:12 - Qtd. em serviço:9
Situação: Em serviço
Operacionalidade:
Oúnico caso conhecido de exportação do VBC-90, uma viatura armada com canhão de 90mm e construida a partir da base mecânica e da estrutura do Renault/Saviem VAB-90.

A viatura foi utilizada na função de reconhecimento. A sviaturas estão presentamente em fase de3 substituição pelo Centauro italiano.


Forum de discussão

Desenhado pela Renault no inicio dos anos 80, o VBC, ou Vehicule Blindé de Combat destinava-se essencialmente à exportação, tendo como principal objectivo os mercados de várias antigas colonias francesas e países árabes.

O primeiro protótipo foi apresentado em 1979.

O desenvolvimento desta viatura ocorreu na sequência do desenvolvimento do AMX-10RC e também do Panhard-ERC, com o qual aliás o VBC partilha o mesmo armamento principal de 90mm.
Talvez por causa da grande quantidade de concorrentes, o Renault VBC teve dificuldades no mercado de exportação.

Em França apenas a «Gendarmerie» francesa adquiriu o veículo. O outro país que adquiriu esta viatura foi o sultanato de Oman.

Como acontece com outras viaturas do tipo, o seu armamento de 90mm é poderoso e pode mesmo destruir carros de combate pesados excepto os modelos mais recentes com blindagens compostas. Ele destina-se no entanto a garantir a superioridade em confrontos de segundo escalão onde não se preveja a presença de carros de combate principais. A sua leve blindagem torna inviavel qualquer combate com forças equipadas com armamento anti-tanque. Neste caso o VBC-90, como outros veículos do tipo, baseia a sua defesa na velocidade.

Informação genérica:
As viaturas blindadas ligeiras VAB, resultaram da escolha da proposta da Renault no inicio dos anos 70 para o fornecimento ao exército francês de uma família de viaturas blindadas de transporte de pessoal, na configuração 4x4 e 6x6, para a função de «Vehicule de l´avant Blindé»

Inicialmente o veículo foi produzido pela divisão de viaturas pesadas SAVIEM, que pertencia à Renault e depois os direitos acabaram sendo passados para a GIAT, hoje NEXTER.

Os veículos na versão 4x4 foram os primeiros a ser entregues na fábrica de Saint Chamond por volta de 1975. Mais de 6,000 viaturas VAB foram já construidas.

Como é normal neste tipo de viaturas, foram construidas várias versões para os mais distintos fins.

- Viatura de Combate de Infantaria (com canhões de 20mm ou 25mm)

Echelon - Viatura de recuperação e oficina
VCAC/HOT - Viatura armada com mísseis anti-tanque
VCAC/MILAN - idem
VAB/TOW - idem
BROMURE - Viatura de guerra electrónica
VMO - Viatura de policiamento e segurança interna
VTM-120 - Reboque de morteiro de 120mm
VPM-81 - Porta morteiro de 81mm
VAB/Mistral - Viatura de defesa anti-aérea

Existem ainda versões como Viatura de comando, comunicações e de defesa anti-aérea com canhões de 20mm.

A viatura VAB 6x6 foi estudada para acomodar uma torre armada com canhão de 90mm.

Além das versões 4x4 e 6x6, o modelo VAB também esteve na origem da viatura VBC-90, uma viatura de reconhecimento armada com canhão de 90mm.

VAB Mk.II
Apresentado em 2010 o Mk.II é a última derivação da viatura francesa.

VAB Mk.III
Apresentado em 2012 o Mk.III apresenta várias modificações quanto ao sistema motriz, além de uma configuração diferente da blindagem, janelas e motor.
Ele pode na verdade ser considerado um novo veículo.