Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Caça-tanques

 

ASU-57
Caça-tanques (Soviet State Factories)
ASU-57

Projeto: Soviet State Factories
União Soviética
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
3.48
5m
2.086m
1.18M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
2.5t
3.3t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
M-20E
55cv
45 Km/h
0 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Lagartas
N/disponível
250Km
3
50º
40º
0.5M
1.4M
0.5M

Armamento básico
- 1 x 57mm L/73 «ZIS-2 / ZIS-4» (Calibre: 57mm - Alcance estimado de 0.5Km a 8.1Km)
- 1 x 7.62 DT Degtiarev (Calibre: 7.62mm - Alcance estimado de 0.8Km a 0.8Km)
Sistema de radar auxiliar:


Forum de discussão

Desenvolvido nos anos 50, o ASU-57 destinava-se a ser utilizado por unidades aerotransportadas do exército soviético, que fossem desembarcadas por detrás das linhas inimigas.

O principal problema que se apresentava aos estrategas soviéticos, era a necessidade de essas forças disporem de mobilidade e de algum poder de fogo contra blindados, que é normalmente o calcanhar de Aquiles das forças aerotransportadas.
Esperava-se que as forças soviéticas encontrassem apenas as linhas de defesa secundárias armadas com veículos de segunda linha, pelo que nestas condições, a arma de 57mm do ASU-57 era adequada para derrotar qualquer ameaça blindada.

Todo o sistema ASU-57 foi desenhado para ser o mais leve possível, pois deveria ser lançado de para-quedas, utilizando uma plataforma com um sistema de foguetes que deveria amortecer o impacto da queda.
O motor utilizado foi de uma viatura civil , escolhido pelo seu peso reduzido.

A arma principal de 57mm era derivada do canhão de infantaria ZIS-2, desenhado em 1940/1941 e que tinha sido utilizado desde a II guerra mundial.
Tratava-se de uma arma modificada (referida como CH-51) mais curta, e com um freio de boca, dado a viatura ser extremamente ligeira e não poder suportar o «coice» do disparo. Uma versão com cano mais curto (CH-54M) também foi produzida. A sua velocidade de disparo é de de 980m/s. Também foi concebida uma versão para utilização contra infantaria com uma velocidade de disparo de 680m/s.

A blindagem era de apenas 6mm de aluminio, ou seja, o equivalente a 2mm de aço, e não poderia dar qualquer tipo de protecção para o condutor e os dois operadores da arma. A viatura era aberta e apenas o condutor à frente tinha protecção. As rodas eram de borracha

Embora com algumas claras deficiências, o ASU-57 continuou ao serviço por 20 anos, tendo as últimas unidades sido retiradas de serviço durante os anos 70.
Foi substituido pelo ASU-85.

Informação genérica:
-