Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Viatura táctica Ligeira

Veículos idênticos ou relacionados:


BA-20M
Veículo ligeiro de reconhecimento

BA- 3 / BA-6
Veículo ligeiro de reconhecimento

BA-10
Veículo ligeiro de reconhecimento

Ba-64B
Viatura táctica Ligeira

 

Ba-64B
Viatura táctica Ligeira (GAZ)
Ba-64B

Projeto: GAZ
Russia
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
3.66
n/disponivel
1.69m
1.9M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
2.1t
2.36t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
GAZ-A 3,28L
54cv
80 Km/h
15 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Quatro rodas motrizes
N/disponível
560Km
1+1
N/disponivel
0M
0M

Armamento básico
- 1 x 7.62 DT Degtiarev (Calibre: 7.62mm - Alcance estimado de 0.8Km a 0.8Km)
Sistema de radar auxiliar:


Forum de discussão

O Ba-64 é uma viatura blindada construída dentro da linha desenvolvida na União Soviética de viaturas blindadas ligeiras de reconhecimento. No entanto, embora a viatura tenha parecenças com o anterior Ba-20, trata-se na realidade de um veículo completamente distinto, pois a sua base é a mesma do jipe soviético modelo GAZ-67 [1]. A versão Ba-64B foi a mais produzida de todas.

As linhas da viatura e a sua blindagem inclinada com angulos vivos lembram as do veículo alemão SdKfz-222, embora o Ba-64 seja mais pequeno e ligeiro.
A blindagem inclinada, melhorou o perfil balístico da viatura, que estava na prática melhor protegida que as viaturas blindadas soviéticas dos anos 30 como por exemplo o carro de combate médio BT-5.

Ao contrário das outras viaturas do tipo utilizadas pelo exército soviético, o Ba-64 não deveria ter necessidade de entrar em qualquer tipo de combate, pelo que estava apenas armado com metralhadoras. Era um veículo destinado a operar como viatura de ligação e comunicações e também para escolta de viaturas não armadas.

O desenvolvimento da viatura ocorreu num curto espaço de tempo, um mês depois da invasão da União Soviética pela Alemanha Nazi. E foi resultado da iniciativa do dirigente máximo da fábrica automóvel de Gorki (GAZ).
No inicio de 1942 as primeiras unidades já tinham saido das fábricas e como não havia ainda uma torreta, o veículo foi armado com um suporte para uma metralhadora 7,62mm.

A produção do Ba-64 foi no entanto afectada pelas dificuldades na produção da viatura base, a partir da qual se construia o Ba-64, o jipe GAZ-64/67.
A produção da viatura foi interompida em 1946, mas continuou ao serviço no exército soviético até aos anos 60 e em outros países satélites da URSS até muito mais tarde.
Segundo os dados disponíveis ainda existem viaturas deste tipo ao serviço do exército da Coreia do Norte.


[1] – Trata-se da versão soviética de um dos veículos norte-americanos que concorreu como Jeep da Willys e que se chamou Ford Bantam.

Informação genérica:
Desde que a União Soviética foi criada, que os dirigentes do país entenderam a necessidade de criar meios blindados que pudessem fazer pender a balança de qualquer combate a seu favor.

Ao contrário das tácticas dos países ocidentais que foram influenciadas pela guerra de trincheiras, com movimentos blindados limitados, os soviéticos tiveram que considerar a enorme dimensão do país, e a necessidade de as suas unidades blindadas percorrerem grandes distâncias.

Esta necessidade era também partilhada pelos meios civis, o que levou a URSS a iniciar um programa de motorização durante os anos 20, que começou a dar frutos durante o inicio dos anos 30.

A industria americana FORD, instalou na cidade russa de Gorky uma industria automovel para começar a produzir o modelo de camião americano Ford-AA.
Esse modelo teve um derivado, o FORD-AAA que foi utilizado como base para a produção de viaturas blindadas sobre rodas, que permitissem juntar ao poder de fogo, a rapidez de movimentos.


Surge assim o «Broneavtomobil», automovel blindado em russo, e é uma das soluções dos soviéticos para os problemas que se levantavam.

A primeira solução foi conhecida como BA-I e foi uma solução apresentada pela fábrica Izhorskij, pelo que os primeiros veículos eram conhecidos como Bai, ou BA-I.

Os primeiros BA-I estavam equipados com uma torre equipada com um canhão de 37mm e podem ser considerados como experimentais.

Eles basearam-se no chassis num veículo comercial de transporte GAZ-AAA, de origem americana (Ford Timken), para colocarem em cima uma blindagem e uma torre equipada com um canhão capaz de perfurar blindagem.

BA-6 base
A versão russa do Ford Timken, veículo do final dos anos 20, que serviu de base para a construção da familia de automoveis blindados «BA»


Embora a família de veículos seja maior, destacam-se três veículos básicos, todos eles exteriormente idênticos:
O BA-3, BA-6 e BA-10.

As diferenças entre os vários veículos não eram significativas. Ao contrário do BA3, o BA-6 e o BA-10 tinham a possibilidade de transportar «lagartas» que podiam ser colocadas no rodado duplo traseiro, para aumentar a capacidade do veículo fora de estrada.

O BA-10 tinha um motor mais potente que os seus antecessores, com 85cv em vez de 40cv.

Foram produzidos 160 BA-3.



Automóveis blindados de reconhecimento

BA-20

Embora bastante diferente, mas baseado no mesmo conceito de automovel blindado, dos veículos 4x6, foi igualmente desenvolvido um veículo mais simples, apenas com quatro rodas e equipado apenas com metralhadoras.

BA-64

Seguindo o mesmo conceito de viatura ligeira blindada, embora com uma base mecânica completamente distinta foi desenvolvido o blindado ligeiro Ba-64, que servia basicamente a mesma função, tendo no entanto como base o jipe Ba-67, um derivado de um modelo norte-americano.