Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Viatura táctica média

 

870 «Militant»
Viatura táctica média (AEC)
870 «Militant»

Projeto: AEC
Reino Unido
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
6.64
n/disponivel
2.44m
2.85M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
13t
N/disponivel
10000Kg
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
AEC AH-760
165cv
65 Km/h
30 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Seis rodas motrizes
N/disponível
0Km
1
N/disponivel
0M
0M

Sistema de radar auxiliar:


Forum de discussão

O modelo AEC Militant, veio substituir o AEC Matador ao serviço na Grã Bretanha durante a II guerra mundial. O aumento do peso dos sistemas de artilharia também influiu na opção de introduzir este novo sistema tractor de artilharia, que como o seu antecessor também foi utilizado para várias funções, de entre as quais se destaca a de viatura auto-tanque para transporte de combustível.

O Militant Mk 1 é uma versão revista e melhorada do Matador, e a sua produção começou em 1952. A viatura esteve em produção até 1967.

São identificáveis três versões distintas do Militant, designadas Mk.1 Mk.2 e Mk.III. Da primeira versão foram fabricados 3,800 exemplares e muitos deles substituiram viaturas «Matador» mais antigas e viaturas já obsoletas do periodo da II guerra mundial.

Não há informação suficiente sobre as quantidades que foram produzidas das versões seguintes, mas os Militant foram comercializados tanto para o mercado militar como para o mercado civil. De entre as versões mais conhecidas está o tractor-reboque, que tinha capacidade para transportar carros de combate.

Os Militant continuaram aos serviço até aos anos 80 na sua versão Mk.III. O número de versões e séries foi muito grande, tendo sido produzidos desde tractores para reboques até plataformas especiais para o transporte de veículos agricolas, passando por auto-tanques e veículos militares de comando e comunicações.

Informação genérica:
-