Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Viatura táctica Ligeira

 

Raupenschlepper Ost
Viatura táctica Ligeira (Steyr / GDLSE)
Raupenschlepper Ost

Projeto: Steyr / GDLSE
Áustria
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
4.425
n/disponivel
1.99m
2.53M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
5.2t
N/disponivel
1500Kg
3000Kg
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
Steyr V8
85cv
30 Km/h
16 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Lagartas
180 Litros
300Km
2
0.86M
0M
0M

Sistema de radar auxiliar:


Forum de discussão

A necessidade ou a ideia de desenvolver o Raupen Schlepper Ost, ou «Tractor Rastejante Leste» surgiu na sequência da análise feita pelos miltares alemães, do desastroso inverno de 1941/1942, em que os exércitos alemães tinham sido detidos pelo general Inverno e pelas péssimas condições das estradas e vias de comunicação soviéticas.

Grande parte dos meios de transporte alemães sobre rodas, mesmo as viaturas 4x4 mostraram não ser adequadas para as estradas enlameadas da Rússia.

Foram pedidos estudos a vários fabricantes para uma viatura de baixo custo e que fosse fácil e rápida de construir.
Tal viatura não precisava ser rápida, não deveria utilizar materias primas raras (borracha etc.) e precisava ter excelentes capacidades para se mover em qualquer tipo de terreno.
Acima de tudo, precisava ser fiável, podendo ser utilizada em qualquer clima.

Uma proposta da empresa Steyr-Daymler-Puch foi aprovada e recebeu o nome de Raupen Schlepper Ost, ou RSO. A viatura correspondia à especificação e utilizava muitos dos componentes mecânicos da viatura ligeira Steyr-1500A.

Várias empresas produziram versões do Raupenschlepper, acima a versão fabricada pela Magirus, com cabine em madeira
A produção começou ainda em Novembro de 1942. Nesse ano em apenas dois Meses, foram produzidos 1500 exemplares da série RSO/01.
Uma segunda série RSO/02 foi introduzida no inicio de 1942 com pequenas alterações.

O pequeno veículo recebeu a aprovação das tropas no terreno. Ele podia transportar uma carga de 1500kg e tinha capacidade para rebocar até 3,000kg
Foi por isso decidido aumentar a produção, tendo para o efeito sido contratadas as empreas Graff & Stiff, Auto-Union, Werk-Wanderer, Siegmar-Schoenau e Kloeckner-Humboldt-Deutz. Mais tarde a Magirus também recebeu encomendas. Cerca de 27,000 exemplares do pequeno veículo foram produzidas até ao final do conflito mundial.

A robustez do Raupenschlepper foi notada e começaram a aparecer pedidos por parte dos militares para que a viatura fosse aproveitada para outras funções.
Por isso o RSO foi testado como plataforma para vários armamentos. Peças de 75mm, 105mm e 150mm foram consideradas. Os sistemas eram algo complicados, pois o armamento seguia dobrado e tinha que ser montado para cada utilização.

No Verão de 1943, na altura em que decorria a batalha de Kursk, foi lançada a ideia de utilizar o RSO como plataforma para um canhão anti-tanque PAK-40 de 75mm. A ideia foi apressadamente aprovada e em Outubro de 1943 os primeiros 50 veículos foram despachados para a frente russa. A administração militar alemã, colocou encomendas para 400 exemplares por mês, antes que houvesse provas no terreno.

As provas no terreno no entanto, mostraram que o sistema não era eficiente. A velocidade do «Raupen Schlepper Ost» era lenta e podia ser letal no campo de batalha, pois o peso da arma reduziu a velocidade máxima para 17km/h.
Os militares alemães deram ao veículo o nome de «Rollender Sarg Ost», as mesmas iniciais de RSO, mas que significam literalmente, «caixão rolante leste». Apenas 60 exemplares da versão anti-tanque foram utilizadas.

Informação genérica:
-