Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Viatura táctica Ligeira

Veículos idênticos ou relacionados:


VBL M11
Viatura táctica Ligeira

VBR
Viatura táctica média

Crab
Viatura táctica Ligeira

 

VBL M11
Viatura táctica Ligeira (Panhard-Auverland)
VBL M11

Projeto: Panhard-Auverland
França
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
3.925
n/disponivel
2.02m
1.07M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
2.89t
3.59t
900Kg
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
Peugeot XD3T 4cyl
95cv
95 Km/h
40 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Quatro rodas motrizes
N/disponível
600Km
3
50º
30º
Anfíbio
0.5M
0.8M

Armamento básico
- 1 x 12.7mm Browning M2 (Calibre: 12.7mm - Alcance estimado de 1.5Km a 2.4Km)
Sistema de radar auxiliar:

País: Portugal
Designação Local:Panhard VBL
Qtd: Máx:38 - Qtd. em serviço:38
Situação: Em serviço
Operacionalidade:
O veículo de reconhecimento PANHARD M-11, também referido como VBL de (Veículo Blindado Ligeiro) chegou a Portugal em 1989. Não havia um veículo com estas caracteristicas no exército português, embora tenha em grande parte substituido de alguma forma as antigas Panhard AML, com consideravel vantagem. Entre essas, ressalta o facto de ser um veículo anfibio. Foi desde o inicio atribuido a unidades ligeiras do exército português, na quantidade de dezoito. Posteriormente foram adquiridas outras unidades, que pretendem dotar as unidades ligeiras e aerotransportadas das forças armadas de alguma capacidade anti-tanque (móvel).

Assim, hoje existem no exército unidades deste veículo equipados com lançadores para misseis anti-tanque Milan. Estão igualmente disponíveis unidades dotadas de um radar (AN/PPS-5B), para vigilância do campo de batalha, que permite identificar o movimento de pessoas a 10 Km e o movimento de veículos a 20 Km. A alta mobilidade deste veículo, adicionada á sua facilidade de transporte, torna-o bastante fléxivel no que respeita á sua utilização em Portugal ou em operações de manutenção de paz. Foi enviado por exemplo para apoio das forças portuguesas no Kosovo.

As ultimas versões recebidas, são ou pouco mais compridas e estão equipadas com uma torre que protege o atirador. O numero total em operação atingiu as 38 unidades.

Parte destes veículos estão em 2007, em serviço com as forças portuguesas destacadas no Afeganistão


Forum de discussão

A viatura VBL M11 venceu em 1985 o VBL a concorrência com um veículo da Renault para o fornecimento ao exército francês de um veículo ligeiro de reconhecimento.

O VBL é um «Jipe» modernizado, com grande mobilidade, portabilidade e capacidade anfíbia. Existem várias versões deste sistema, desde a versão base que pode ser equipada com uma metralhadora 12,7.

Uma equipada com um lançador para mísseis anti-tanque Milan, e uma metralhadora 7,62 e uma versão de reconhecimento armada com uma metralhadora 12,7mm e outra 7,62mm.
Existe uma versão preparada para a instalação de um de vários sistemas de lançamento de mísseis anti-tanque.

Sendo um veículo anfibio o Panhard VBL dispõe de helices na parte traseira, que podem locomover o veículo a uma velocidade de 4,5Km/h na água.

O VBL está ao serviço em pelo menos 16 exércitos no mundo e na maior parte dos casos ele é utilizado como viatura de reconhecimento. Mais de 2300 unidades deste veículo foram produzidas.



Informação genérica:
O VBL, ou Voiture Blindé Legere (Vitaura Blindada ligeira) foi desenvolvido no final dos anos 70 (1978) após uma especificação do exército francês para um veículo que pudesse servir tanto de veículo ligeiro de reconhecimento como de veículo plataforma para armamento anti-tanque ligeiro.

A versão base do VBL, pode ser equipada com uma torre que permite proteger o operador da arma 12,7mm.

A versão anti-tanque pode ser equipada com várias torretas diferentes, que permitem o lançamento de distintos sistemas anti-tanque.

A versão «Mistral» está equipada com uma torreta para o lançamento de mísseis anti-aéreos Mistral.

A empresa Panhard (adquirida pela Renault-Trucks em 2012) lançou entretanto uma viatura derivada, configurada como auto-metralhadora e desenvolvida a partir da viatura VBL.