Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Carro de combate leve



Veículos idênticos ou relacionados:


L-60 / Strv-40
Carro de combate leve

Toldi Mk.I
Carro de combate leve

Strv-42
Carro de combate médio

 

L-60 / Strv-40
Carro de combate leve (Landsverk)
L-60 / Strv-40

Projeto: Landsverk
Suecia
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
4.6
n/disponivel
2.08m
2.05M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
8.5t
9.1t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
Scania L-603-2
142cv
45 Km/h
20 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Lagartas
N/disponível
230Km
3
N/disponivel
0M
0M

Armamento básico
- 1 x 37mm QF L/45 (Calibre: 37mm - Alcance estimado de 0.1Km a 1.8Km)
Sistema de radar auxiliar:


Forum de discussão

O carro de combate leve L-60 da sueca Landsverk é o modelo que se seguiu ao L-10 e foi adquirido pelo exército da Suécia em vários lotes, todos eles ligeiramente diferentes entre si.

O exército da Suécia analisou vários modelos, tanto suecos como de outros países, até tomar decisões sobre a constituição das suas forças blindadas.

Os primeiros Landsverk L-60 foram designados M/38 (ou Strv-38) pelos suecos, tendo sido encomendados 16 exemplares, a que se seguiu uma encomenda de mais 20, conhecidos como m/39 (Strv-39), que receberam duas metralhadoras coaxiais na torreta.
Um terceiro lote destes veículos foi encomendado em 1939 para um total de 100 exemplares. Estes últimos foram designados m/40 e possuiam uma transmissão automática e uma blindagem frontal que atingia os 50mm.
Aos 100 juntaram-se mais 84 exemplares, com características idênticas mas construidos não pela Landsverk mas pela empresa KMV e designados por isso m/40K.

O numero total de carros de combate leves do modelo L-60 atingiu portanto o total de 220 unidades.

O armamento principal do Landsverk L-60 (modelos m/37 m/39 m/40 e m/40K) era o canhão anti-tanque de 37mm da Bofors, mas em 1940 a guerra em França demonstrara que o armamento de 37mm era absolutamente ineficiente contra viaturas blindadas mais modernas, mas na altura as encomendas estavam já colocadas às fábricas.

Quando os modelos da série m/40 começaram a ser entregues (inicio de 1942) era evidente que o seu armamento principal era completamente desadequado para as necessidades.
A pequena dimensão da viatura, tornava inviável equipa-lo com uma torreta maior, que seria necessária para permitir a colocação de uma peça principal de maior calibre. Essa limitação levou ao desenvolvimento de um derivado de maiores dimensões que seria designado m/42 ou Strv/42.

Informação genérica:
A industria sueca Landsverk começou a desenvolver viaturas blindadas durante os anos 30, com a colaboração de empresas alemãs, proibidas de desenvover este tipo de viatura no seu país por causa das limitações impostas após o final da I guerra mundial.

O primeiro verdadeiro carro de combate leve sueco foi o modelo L-10, desenvolvido na primeira metade da década de 1930 e apresentado em 1934.

A Landsverk participou na concorrência para o fornecimento de carros de combate ao exército da Suécia, tendo para o efeito desenvolvido uma versão do L-10 que foi baptizada L-60. Entre as características que davam vantagem ao modelo sueco estava o sistema de suspensão considerado de boa qualidade e superior ao da Vickers.Ele estava armado inicialmente com um canhão de 20mm e foi designado m/38.

Além do exército sueco, o exército da Hungria também demonstrou interesse neste carro de combate. Foi testado em 1936 e denominado «Toldi», tendo sido fabricado sob licença na Hungrria.

O armamento de 20mm e o atraso no desenvolvimento de um canhão mais poderosos por parte da empresa sueca Bofors, levou a que soluções alternativas fossem tentadas. Os militares suecos tinham ficado impressionados com as prestações do carro de combate Checoslovaco TNH da BMM/CKD e fizeram encomendas desse modelo. Mas como a Checoslováquia foi ocupada pela Alemanha as encomendas foram sendo canceladas à medida que o exército alemão requisitava a produção para as necessidades da guerra.

Isto levou a que os suecos voltassem a fazer encomendas do modelo da Landsverk, pedindo modificações que foram introduzidas com os modelos M/39 e o M/40, armados com canhão de 37mm. Esta viatura tinha a dimensao do PzKpfw-II (9 toneladas) mas tinha um armamento equivalente ao do ao PzKpfw-III alemão.

O desenvolvimento da arma blindada durante a guerra tornou todos os modelos suecos obsoletos e isso levou a que a industria sueca tenha desenvolvido um carro de combate de maiores dimensões e com um armamento superior. Essa viatura foi desenvolvida entre 1941 e 1942. Uma versão pesada do L-60 foi igualmente desenvolvida no final dos anos 30 e também foi adquirida pela Hungria em pequenas quantidades (16 exemplares).

Era uma versão de maiores dimensões, pesando 16t coom motor Volvo de 380cv ou dois motores Scania de 160cv cada um.

Essa viatura viria a ser desenvolvida como M-42 ou Strv-42 e estava armada com um canhão de 75mm de baixa velocidade.

Estas viaturas seriam retiradas de serviço nos anos 50 e parte delas reconvertidas, com a substituição da arma de 75mm de cano curto, por uma de mesmo calibre e cano longo, mais poderosa.

Os últimos Strv-42 modificados (Strv-74) estiveram ao serviço entre 1958 e 1984.
Na foto abaixo, um dos Strv-74 com canhão longo de 75mm e torre modificada: