Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Viatura táctica Ligeira

Veículos idênticos ou relacionados:


Hummer M1025 A2
Viatura táctica Ligeira

EQ-2058
Viatura táctica Ligeira

Hummer / APK
Viatura táctica média

URO-Vamtac
Viatura táctica Ligeira

2975 «Tigr»
Viatura táctica média

Hummer M1151 A1 (RE)
Viatura táctica Ligeira

2330 «Tiger»
Viatura táctica Ligeira

Hummer M1152 / RE
Viatura táctica Ligeira

 

EQ-2058
Viatura táctica Ligeira (Dongfeng)
EQ-2058

Projeto: Dongfeng
China popular
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
4.97
n/disponivel
2.134m
1.96M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
2.95t
4.7t
1750Kg
2000Kg
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
Cummins 4BTAA 6.5L
140cv
105 Km/h
40 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Quatro rodas motrizes
115 Litros
0Km
1+1+3
0.75M
0M
60M

Sistema de radar auxiliar:


Forum de discussão

O modelo EQ-2050/2058 aparenta ser a opção chinesa para a substituição do jipe modelo BJ-212 que entrou ao serviço a partir do final da década de 1960.

Os militares chineses tiveram acesso ao Hummer desde a segunda metade da década de 1980, quando a AM-General tentou vender a viatura aos militares.
O interesse chinês foi relativamente reduzido, principalmente por causa do alto custo e da dificuldade que a industria chinesa teria para desenvolver uma versão local, numa altura em que o jipe BJ-212 ainda estava em produção, não sendo conveniente substitui-lo nas linhas de montagem.

Os militares chineses no entanto, continuaram a acompanhar a evolução deste tipo de viatura, que tem uma capacidade de carga bastante superior à do todo o terreno standard do exército chinês.
Alguns anos mais tarde, após a primeira guerra do golfo, em 1989/1990, altura em que o Hummer demonstrou as suas qualidades, os chineses mostraram pela primeira vez algum interesse na viatura.

Por volta de 1995 os chineses utilizaram iniciaram um processo de retroversão de um Hummer, desmontando-o peça por peça para analisar a possibilidade de o produzir localmente. Este processo foi repetido várias vezes com outras viaturas do tipo adquiridas por empresas comerciais chinesas.
Duas fábricas chinesas apresentaram as suas cópias para aprovação, já durante a 2ª guerra do golfo (invasão do Iraque). A cópia da Dongfeng foi a aprovada.

Porém, ainda que tivesse produzido um protótipo, a Dongfeng não tinha como adquirir no mercado chinês todos os componentes necessários para produzir o Hummer. Por esta razão a viatura acabou sendo produzida com peças importadas dos Estados Unidos e compradas à própria AM-General.

Oficialmente, as primeiras 100 unidades do EQ-2050 saíram de fábrica com peças norte-americanas. O processo de contratação local de componentes prosseguiu, facilitado com a enorme expansão industrial da China.

O motor porém, continuou a ser um motor Cummins de origem norte-americana fabricado sob licença. O Cummins 4BTAA desenvolve 140cv e é produzido na China estando quase completamente nacionalizado, dado a maioria dos seus componentes serem fabricados e exportados por industrias chinesas.
A potência do motor, leva a que a velocidade máxima de 105km/h possa ser considerada demasiado optimista. Um valor próximo dos 95km/h deverá ser mais realista.
Uma versão civil (EQ-2050) é oficialmente comercializada pela Dongfeng, mas nesse caso é importado um motor General Motors. A versão civil é mais potente que a versão militar, mas resultou aparentemente da necessidade do fabricante chinês importar peças dos Estados Unidos e ultrapassar o embargo à venda de artigos militares após o massacre ocorrido na Praça da paz celestial, na capital chinesa.

A China começou a exportar viaturas Dongfeng e entre os seus clientes encontra-se a Bielorussia.

Informação genérica:
Veículo de transporte tático de origem americana, substituto do famoso Jeep.

Os veículos tipo Hummer tem sido utilizado para várias funções para as quais não parece ser o veículo mais adequado. Entre elas está o de viatura blindada para operações de reconhecimento em cenários de guerra assimétrica.

Este tipo de veículo tem sido copiado em todo o mundo e existem muitas versões que basicamente copiam as características do Hummer.

M-998Versão base
M-1025Capota rígida / transporte de armas (7.62 ou 12.7). Esta é a versão utilizada em Portugal
M-1035Ambulância
M1109/M-1114Versões com blindagem melhorada


A partir de 1995, foi lançada a família Hummer-A2, que se caracteriza por veículos com maior protecção.

No entanto, embora eficiente como viatura táctica, o Hummer passou a ser utilizado como base para veículo de transporte de infantaria em ambientes de guerra assimétrica.

Rapidamente se verificou que o Hummer não era exactamente o veículo mais adequado para aquela função, mas na falta de melhores opções, o Hummer continuou a ser produzido e entregue pelas forças militares dos Estados Unidos, bem assim como pelas forças militares de outros países.

Para tentar obviar este problema, foi lançada a série «Expanded Capacity» com veículos com maior blindagem.

Versões / cópias do Hummer

Vários países copiaram direta ou indiretamente o conceito, desenvolvendo veículos inspirados ou então quase copiados.

De entre estes destacamos:

Espanha
O fabricante espanhol de viaturas comerciais e de transporte militar UROVESA desenvolveu uma série de viaturas basicamente idênticas ao Hummer, conhecidas como Rabeco. Estas viaturas são utilizadas pelo exército espanhol.

China
O fabricante Dongfeng desenvolveu uma cópia quase exacta do Hummer, que poderá vir a ser o futuro substituto do modelo BJ-212, a viatura táctica mais utilizada pelo exército chinês

Rússia
A industria russa aparentemente tentou desenvolver uma viatura equivalente ao Hummer, mas além de encomendas para serviços de polícia na Rússia, poucos clientes apareceram. O própria exército russo preteriu o veículo em favor de outras viaturas todo o terreno, nomeadamente de origem italiana.