Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Carro de combate médio



Veículos idênticos ou relacionados:


T-80 / T-80B
Carro de combate médio

T-80U
Carro de combate médio

 

Notícias relacionadas
Putin mostra os dentes

T-80 / T-80B
Carro de combate médio (Transmash - Omsk)
T-80 / T-80B

Projeto: Transmash - Omsk
Russia
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
7.4
9.9m
3.4m
2.202M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
39.8t
42.5t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
Turbina GTD-1000
1000cv
70 Km/h
45 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Lagartas
1100 Litros
450Km
3
60º
40º
1.8M
2.85M
1M

Armamento básico
- 1 x 125mm 2A46M L/51 (Calibre: 125mm - Alcance estimado de 2.5Km a 4.5Km)
Sistema de radar auxiliar:

País: Ucrania
Designação Local:T-80
Qtd: Máx:300 - Qtd. em serviço:271
Situação: Em serviço
Operacionalidade:
Práticamente todos os T-80 ainda ao serviço na Ucrânia são veículos do periodo da União Soviética que foram atribuidos à Ucrânia. Existem planos para modernizar os T-80 e converte-los num padrão mais moderno idêntico ao dos tanques T-84 Oplot.


Forum de discussão

O carro de combate T-80 foi desenvolvido em meados da década de 1970, como resposta à construção dos tanques M1 Abrahams e Leopard-2 alemão.
Na verdade, o T-80 foi uma modernização do carro de combate T-64 desenvolvido na década de 1960.

Os soviéticos tinham tido conhecimento de que os americanos tinham colocado ao serviço um tanque com um motor a turbina e por isso muitos generais, por uma questão de prestigio exigiram que o exército soviético também tivessem uma arma com um motor prestigioso, que demonstrava modernidade.

Assim, o T-80 baseia-se no chassis do T-64, desenhado em Leningrado e produzido em Karkov e Omsk, com modificações na parte traseira para permitir a instalação de uma turbina GTD-1000.

O tanque foi desenvolvido à pressa e foi mostrado aos militares no final da década de 1970, mas os resultados foram negativos. A potência da turbina mostrou ser insuficiente. A turbina GTD-1000 utilizada pelos russos, mostrou ter um consumo incomportável. O T-80, mesmo parado, mas com a turbina em funcionamento tinha um consumo equivalente a 30 litros /100km (3,33 km/litro).
Além disso, ainda que as turbinas sejam relativamente simples, elas tinham inumeros problemas técnicos.
O ministro da defesa soviético, terá dito que o tanque era tão mau, que o país nunca mais pensaria em desenvolver tanques com motor de turbina.

Uma segunda turbina, mais potente foi desenvolvida, a GTD-1250 mas os problemas continuaram.

O T-80B, seguindo a tradição aberta com o T-64, dos desenhistas de Leningrado e da Ucrania de estarem sempre à frente em termos de tecnologia, foi o primeiro tanque da URSS a apresentar sistemas como telemetro a laser e capacidade de visão nocturna, tendo recebido esses sistamas antes do T-64.
O T-80, foi introduzido ao serviço da antiga URSS ainda no ano de 1984.

Conforme é já tradicional nos veículos russos ele tem três tripulantes, ficando o condutor à frente e o comandante e o atirador na torre. O T-80 tem capacidade para disparar munição perfurante, de alto explosivo e também pode disparar mísseis anti-tanque AT-8.

Isso levou ao desenvolvimento quase paralelo de versões alternativas, equipadas com motor mais convencional.
Foram produzidas várias versões do T-80. A versão original (T-80) que foi pouco mais que experimental, a T-80B, produzida em maior numero e várias outras versões com diferentes tipos de blindagem reactiva.

A Ucrânia, que no tempo da União soviética também fabricava o veículo na sua fábrica de Kharkov, comercializa-o com motor a Diesel, sob o nome T-84U. No entanto, o T-84U incorpora vários sistemas russos, o que levou a uma utilização limitada do veículo por parte dos ucranianos.

T-80
Modelo T-80UD: Motor convencional a Diesel com 1100cavalos de potência


Informação genérica:
O carro de combate T-64 que começou a ser desenvolvido na década de 1960 era já em termos de projeto o mais avançado carro de combate da União Soviética. Essa sofisticação continuou quando a viatura entrou ao serviço na década de 1970.

No entanto, as rivalidades dentro da própria União Soviética, levaram a que em meados da década de 1970 se começasse a estudar uma versão modificada do T-64, que foi projetado para receber um motor muito mais potente, turbinado, porque os responsáveis soviéticos tinham tido conhecimento de que no ocidente se preparava o lançamento de um carro de combate que tinha uma turbina em vez de um motor de explosão

Com um motor de turbina e uma quantidade de novidades, como um novo canhão e sistemas sofisticados de tiro como telemetro a laser além de melhor blindagem, o T-80 foi inicialmente a resposta da fábrica de Karkhov, aos engenheiros russos da fábrica da Sibéria que tinham apresentado o tanque T-72, como solução mais barata e mais prática que o T-64.

O T-80 transformou-se no mais complexo carro de combate soviético, com grande parte dos veículos sendo produzidos na República Federativa Sovética da Rússia. Com o fim da União Soviética, enquanto o T-64 continuou a ser produzido na Ucrânia, a produção do T-80 foi concentrada em S.Petersburgo na Rússia.