Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Veículo Blindado Transporte Pessoal

 

XP2
Veículo Blindado Transporte Pessoal (Giat Industries / NEXTER)
XP2

Projeto: Giat Industries / NEXTER
França
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
6
n/disponivel
2.1m
2.45M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
18t
24t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
Euro-5 type
320cv
100 Km/h
40 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Seis rodas motrizes
N/disponível
700Km
2+9
N/disponivel
0M
0M

Sistema de radar auxiliar:


Forum de discussão

O XP2 é um «demonstrador de tecnologia» que resulta de uma derivaçãode um outro estudo conhecido como EB2X, que pretendia demonstrar que a partir da mesma plataforma se podiam desenvolver variações muito diferentes de sistemas de armas. A ideia inicial era a de apresentar a viatura ao exército francês e ao exército alemão, mas as industrias alemãs nunca mostraram entusiasmo pelo conceito.
Foi então lançado o projeto NNP de «No Name Project» apresentado em 2010.

O XP2, é a proposta da francesa NEXTER, em colaboração com a Renault-Trucks (Grupo VOLVO) para responder a duas especificações do exército francês, para um veículo blindado de reconhecimento e combate e para um veículo blindado multi-usos. O modelo inclui novidades no campo da tecnologia e adota características que se tornaram comuns neste tipo de viaturas.

A viatura pode incluir uma torre armada com uma peça de 12.7, 25 ou 30mm e operada de forma remota desde o interior da viatura.
Um dos problemas que os franceses identificaram no Afeganistão, foi o de os militares que seguem dentro de um veículo sem qualquer janela, mostrarem dificuldade em aperceber-se da situação fora da viatura quando saem para fora.

Como a doutrina determina que os militares sejam despejados próximo da área de ação, eles podem acabar sendo atingidos por projeteis inimigos antes de se aperceberem de onde ele está.
Para reduzir este problema o XP2 foi equipado com pequenas janelas laterais, além de meios para garantir que os militares dentro do veículo se apercebem da situação tática quando saem para fora.


Seguindo as últimas tendências do mercado que são condicionadas pela experiência em situações de guerra assimétrica, o XP2 apresenta uma silhueta algo desequilibrada, parecendo demasiado alto para o seu comprimento, lembrando o Guarani da IVECO, concebido para o exército brasileiro.

O XP2 poderá utilizar uma grande variedade de motores e potências. A principal característica é a facilidade de substituição do conjunto motriz que pode ser substituido em apenas uma hora.


Demonstrador de soluções para o futuro

O XP2 tem sido essencialmente apresentado como um conjunto de soluções que podem ser adaptadas e eimplementadas em vários tipos de veículos, não sendo claro que a viatura se venha a transformar numa solução de produção, dado tal depender em 2013 das opções futuras do exército francês.

O acordo assinado em Novembro de 2011 entre a NEXTER e a Renault Trucks, leva a crer que pelo menos parte dos sistemas do XP2 farão parte de uma solução conjunta das duas empresas que também não deixará de passar pelo VAM Mk.III da Renault Trucks.

Informação genérica:
-

EBRC / VBMR
Esta viatura deverá cumprir com as especificações EBRC e VBMR emitidas pelo exército francês e destinadas a escolher uma nova família de viaturas blindadas ligeiras que deverão estar ao serviço em 2025.

EBRC - Engin Blindé de Reconnaissance et Combat ou Viatura Blindada de Reconhecimento e Combate.
Trata-se de uma viatura blindada sobre rodas, com capacidade para se afastar rapidamente de potênciais ameaças superiores, ao mesmo tempo que terá alguma capacidade para as defrontar em caso de necessidade.
Este programa destina-se essencialmente a subsitituir viaturas como o AMX-10RC.

VBMR - Veicule Blindé Multi-rôle
Trata-se de uma viatura blindada, sobre rodas, com capacidade para multiplas utilizações, desde viatura ambulância a viatura de engenharia ou transporte blindado de infantaria.
Este programa destina-se essencialmente a substituir viaturas como as VAB.