Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Veículo de Combate de Infantaria



Veículos idênticos ou relacionados:


BMP-1
Veículo de Combate de Infantaria

BRM-1
Veículo médio de reconhecimento

BMP-2
Veículo de Combate de Infantaria

BMP-3
Veículo de Combate de Infantaria

2S31 «Vena»
Morteiro autopropulsado

BMP-M2
Veículo de Combate de Infantaria

 

Notícias relacionadas
Russos identificam deficiências nas suas Forças Armadas
Guerra na Geórgia, quem começou ?
Industria ucraniana tenta responder às necessidades

BMP-1
Veículo de Combate de Infantaria (Kurganmashzavod)
BMP-1

Projeto: Kurganmashzavod
Russia
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
6.74
n/disponivel
2.94m
2.15M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
12.5t
13.5t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
UTD-20 6cyl
300cv
65 Km/h
30 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Lagartas
460 Litros
600Km
3+8
60º
30º
Anfíbio
2.2M
0.8M

Armamento básico
- 1 x 73mm 2A28 «Grom» (Calibre: 73mm - Alcance estimado de 0.8Km a 1.3Km)
Misseis / foguetes de artilharia
Sistema de radar auxiliar:

País: Irão
Designação Local:BMP-1
Qtd: Máx:350 - Qtd. em serviço:210
Situação: Em serviço
Operacionalidade:
O Irão começou a receber veículos de combate BMP ainda durante o periodo do conflito com o Iraque. Presentmente o numero de veículos BMP-1 tem tendência a reduzir, porque o BMP-1 começou a ser substituido pelo BMP-2.

Continuam no entanto ao serviço BMP-1 adaptadas com uma nova torreta básica armada apenas com uma metralhadora pesada. Essa versão é conhecida como Boraq:


Forum de discussão

O BMP-1 - introduzido em 1967 - é o primeiro veículo de combate de infantaria do mundo. Até ao seu aparecimento, a infantaria soviética era transportada em camiões, sem qualquer tipo de protecção até ao campo de batalha, bastante atrás dos carros de combate (tanques). Isto prejudicava a capacidade e a rapidez do avanço das tropas.

A consideravel capacidade dos vários veículos dos países da NATO e o aumento do poder das armas depois da II guerra mundial, tornou pouco viável o tradicional sistema soviético de transportar a infanteria montada nos tanques, como ocorria com os T-34.

Por isto foi decidido adoptar um veículo que permitisse à infantaria lutar, protegida, dentro de um veículo de combate que acompanhasse os tanques soviéticos.

Para o efeito o BMP-1 dispõe de seteiras e acima de tudo de um canhão de 73mm com carregador automático com 40 recargas.

Pode operar em ambiente NBQ (NBC) e é anfíbio.

Informação genérica:
Os veículos BMP, constituem uma familia de veículos blindados de combate de infantaria de origem soviética / russa.

O primeiro BMP foi uma novidade absoluta nas unidades soviéticas que até aos anos 60 se deslocavam essencialmente em camiões até aos objectivos, para depois desempenhar a sua função a pé.

Com os veículos BMP,. Pretendia-se que a infantaria lutasse a partir do veículo, que incluía seteiras. Esse conceito foi aceite também no ocidente. No entanto a ideia de disparar de dentro do veículo, com um reduzido ângulo de visão acabou por se mostrar pouco útil.

Os veículos BMP são por um lado equivalentes soviéticos ao M-113 americano como transporte de tropas, mas com a agregada capacidade para operar como veículo de combate que o M-113 não tinha.

O BMP-1 estava equipado com um canhão de baixa pressão de 73mm, enquanto que o BMP-3 opera um canhão de 30mm, defendendo-se de carros de combate pesados com o um lançador de mísseis Spandrel. O BMP-3 é a última versão produzida do veículo e está equipado com uma torre armada com um canhão de baixa pressão de 100mm montado juntamente com outro de 30mm.