Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Carro de combate médio

Veículos idênticos ou relacionados:


Char D1
Carro de combate leve

Char D2
Carro de combate médio

S-35
Carro de combate médio

 

Char D2
Carro de combate médio (Renault)
Char D2

Projeto: Renault
França
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
5.23
n/disponivel
2.21m
2.66M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
17t
19.75t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
Renault
150cv
23 Km/h
12 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Lagartas
N/disponível
100Km
3
N/disponivel
0M
0M

Armamento básico
- 1 x 47mm L/34 SA35 (Calibre: 47mm - Alcance estimado de 0.285Km a 1.5Km)
Sistema de radar auxiliar:


Forum de discussão

Contráriamente ao que muitos manuais sobre a II guerra mundial publicaram a seguir à guerra, a França nunca deixou de desenvolver a sua própria industria de carros de combate. No inicio da década de 1930, ainda Hitler não tinha chegado ao poder e a França já tinha desenvolvido vários carros de combate relativamente modernos.

Em Janeiro de 1930, já com o projeto de carro de combate D1 em desenvolvimento, a Renault apresentou um projeto para uma versão mais pesada e de maiores dimensões, que seria conhecida como carro de combate médio. A blindagem máxima do carro D2 atingia os 40mm, contra

Os testes decorreram entre 1932 e 1933, tendo sido encomendados 100 exemplares, que entraram ao serviço em Abril de 1936, embora os últimos 38 exemplares só tenham sido entregues em 1940, já com a França na guerra.
Estas datas são significativas pois demonstram o avanço que os franceses tinham conseguido relativamente aos seus concorrentes alemães, que em 1936 ainda desenvolviam o Panzer I.

Os carros de combate D2 entraram ao serviço em 1937, numa altura em que a França concebia novas táticas e doutrinas para a utilização de carros de combate.
O modelo D2, foi produzido a um ritmo lento, mas quando já tinha começado a sua produção, um modelo concorrente, visto como bastante mais sofisticado, recebeu a preferência dos militares franceses, tratava-se do carro médio Somua S-35.

Informação genérica:
A França desenvolveu vários carros de combate durante a I guerra mundial e no periodo entre-guerras, desenvolveu alguns carros de combate que inicialmente foram concebidos como pesados e que foram reclassificados como médios.

Dois modelos se destacam pelos números produzidos.

O primeiro é o Char D2, um carro desenvolvido com base no D1 muito mais ligeiro (e que tinha sido pensado para substituir o FT-17 da I guerra). Fabricado pela Renault, ele faz lembrar em alguns aspectos o tanque médio britânico Mark II medium.
A dedicou-se posteriormente a desenvolver uma versão maior do D1 que viria a ser o char B1.

O outro carro de combate médio francês é o carro S35 desenvolvido pela Somua.

Em termos gerais, contráriamente ao que se tornou lugar comum, os carros de combate franceses eram superiores aos alemães em armamento e em blindagem.

O número de carros médios de que os alemães dispunham contra os franceses era mínimo e apenas alguns carros alemães estavam equipados com peças de 50mm.

Todos os veículos alemães que foram utilizados na invasão da França em 1940, tinham equivalentes franceses em maior quantidade, com melhor blindagem e melhor armamento.

Como se pode verificar pelas datas, os militares franceses tinham desenvolvido carros de combate médios em 1932, que em 1940 ainda eram superiores aos que os alemães enviaram contra a França.