Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Viatura táctica Ligeira



Veículos idênticos ou relacionados:


Aro M461
Viatura táctica Ligeira

Aro 240
Viatura táctica Ligeira

Portaro 260
Viatura táctica Ligeira

 

Aro 240
Viatura táctica Ligeira (ARO)
Aro 240

Projeto: ARO
Romenia
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
3.96
n/disponivel
1.78m
1.84M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
1620kg
2.32t
750Kg
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
ARO 2.5 L25 2513cc
79cv
111 Km/h
0 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Quatro rodas motrizes
N/disponível
0Km
1
N/disponivel
0M
0M

Sistema de radar auxiliar:


Forum de discussão

No inicio da década de 1970, o modelo M461 da ARO, baseado ainda no GAZ.69 soviético estava a ficar claramente ultrapassado.
Os soviéticos já tinham começado a projetar o seu substituto, que seria apresentado como UAZ-469. Os romenos por seu lado desenvolveram então o que na prática era um novo modelo, ainda que grande parte dos componentes mecânicos se mantivessem e alfuns modelos parecessem inspirados no UAZ-469.

Nasce assim em 1972 o Aro série 24, que introduzia uma imagem completamente renovada e moderna do seu todo o terreno, tornando-o na realidade mais moderno que o próprio UAZ-469 soviético.

A série 24 era dividida em três modelos base:
Aro-240 com capota em lona (que esteve em produção entre 1976 e 1996)
Aro-243 com capita rigida e três portas (produção de 1972 a 1996)
Aro-244 com capota rigida e cinco portas (produção de 1972 até 2006)

Embora o fabricante tivesse como objetivo o fornecimento de viaturas militares, a exportação para outros mercados como forma de obter moeda forte assumiu uma importância crescente, pelo que a ARO passou a concentrar-se no desenvolvimento de versões mais «civilizadas» e ocidentalizadas, que pudessem concorrer nos mercados ocidentais e também nos mercados da então Europa de leste, como a Polónia, a Hungria ou a República Checa.

A ARO utilizou componentes de outras fábricas automóveis da Romenia, o mais evidente dos quais foi a utilização dos mesmos farois do Renault-12 que se fabricava na Romenia sob a designação Dacia-1300 [1].

Os jipes ARO foram sendo modificados e modernizados. Nesta imagem, a frente do veículo foi sendo atualizada ao longo de trinta anos.




[1] - Exemplo desta colaboração foi a mudança na frente do Aro-240 quando a Dacia modificou a frente do seu Renault-12. Posteriormente foram utilizados farois retangulares do Oltcit Club, a versão romena do Citroen VISA.

Informação genérica:
Os jipes russos GAZ 69, foram uma modernização do GAZ-67 que em grande medida foi influênciado pelo jipe Bantam, utilizando mecânica do Ford model-A fabricado na Russia.

Depois da II guerra mundial, os países da Europa de leste começaram timidamente a tentar desenvolver as suas próprias produções automobilisticas e a Romenia foi um dos países que tentou impulsionar a sua industria automóvel através da construção de viaturas 4x4

Os romenos começaram a produzir sob licença o jipe GAZ-69 e ele viria a transformar-se no pai e avô de várias viaturas romenas, uma das quais chegaria mesmo a ser fabricada em Portugal.

A linha de viaturas é assim constituida por:

ARO-57
Virtualmente idêntico ao GAZ-69 soviético.

ARO M461
Idêntico ao anterior, mas com modificações ao nível da mecânica e também com motor mais potente

ARO Série 24
Modificação estética radical, mantendo grande parte da estrutura e chassis. Esta versão foi a mais vendida de todas

PORTARO
Versão portuguesa dos jipes ARO, montados em Portugal com peças recebidas da Romênia, mas com motores e componentes mecânicos montados em Portugal. Cerca de 10.000 veículos foram produzidos.

Crosslander
Nome dado à versão do ARO 244 que se projetou construir no Brasil, na cidade de Manaus. Problemas técnicos com os motores escolhidos e a falência da ARO na Roménia levaram ao cancelamento da produção com apenas 150 exemplares montados.




Bastante menos conhecida é a ligação dos jipes derivados do modelo GAZ-67 e GAZ-69 a viaturas de transporte monovolume. Tanto na Russia como na Roménia, uma versão para transporte civil foi desenvolvida, em monovolume e em pickup. Com a relação entre romenos e portugueses, também foi desenvolvido um Portaro pickup. A versão monovolume não chegou a ser comercializada.