Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Veículo Blindado Transporte Pessoal



Veículos idênticos ou relacionados:


M548
Viatura táctica média

M-113 A1/A2
Veículo Blindado Transporte Pessoal

M-730 / M48A3 «Chaparral»
Sistema defesa antiaérea Curto/Médio alc.

M901 ITV
Caça-tanques

AIFV
Veículo de Combate de Infantaria

M577 A2
Viatura de comando

M-113B / BR
Veículo Blindado Transporte Pessoal

M1064 (M-113)
Morteiro autopropulsado

M-113 A3
Veículo Blindado Transporte Pessoal

 

M-113 A3
Veículo Blindado Transporte Pessoal (FMC-United Defense / BAE Systems)
M-113 A3

Projeto: FMC-United Defense / BAE Systems
Estados Unidos da América
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
4.86
n/disponivel
2.69m
1.85M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
10.595t
12.809t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
Detroit Diesel 6V53T 5,2L
275cv
64 Km/h
35 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Lagartas
360 Litros
483Km
2+8
60º
40º
Anfíbio
1.68M
0.61M

Armamento básico
- 1 x 12.7mm Browning M2 (Calibre: 12.7mm - Alcance estimado de 1.5Km a 2.4Km)
Sistema de radar auxiliar:


Forum de discussão

O M-113 A3, é a mais recente «encarnação» do veículo blindado M-113, o mais conhecido e o mais produzido veículo blindado dos países da NATO e dos seus aliados.

Muitas sub-versões deste veículo foram já produzidas, desde porta-morteiro até veículo de combate equipado com canhão de 30mm.


O M-113 A3, é a última versão do modelo base, sem armamento adicional, torres ou outro tipo de acessórios e armas.

O M-113 A3 está equipado apenas com uma metralhadora pesada Calibre 12,7mm (.50), e a principal alteração exterior relativamente ao M-113 standard, é a inclusõa de tanques acidionais de combustírvl n parte traseira do veículo, que justificam as protuberâncias que caracterizam o veículo.

A principal diferença relativamente ao modelo M113 e M113-A2, é o novo motor turbocomprimido de 275 cavalos, igual ao do veículo 8x8 STRYKER em substituição do motor de 212 cavalos anterior [1]

Está incluida uma nova transmissão, a modernização dos filtros do motor, permitindo a operação em zonas deserticas e em situações como tempestades de areia, e ainda a inclusão de dois reforços internos na estrutura traseira do veículo.

Estes reforços têm como principal objectivo, servir de apoio e suporte para a inclusão de blindagem adicional, no caso de tal ser julgado conveniente.

Embora modernizado, o M-113 A3 não é um veículo apropriado para entrar em qualquer tipo de combates, porque o seu problema mais conhecido (a fraca blindagem em alumínio) não pode ser resolvido.

O M-113 A3, é utilizado como plataforma de armas, entre as quais a mais conhecida é a de suporte para morteiros e existe também em versão de comando.

[1] Um motor de 350 cavalos está em estudo, com capacidade para fazer o veículo atingir 67Km hora, mesmo aumentando o seu peso para próximo das 18 toneladas.

Informação genérica:
O M113 é um veículo blindado de transporte de pessoal de origem americana, e é provavelmente o mais reconhecido veículo do tipo.

Com mais de 50.000 exemplares produzidos e disponível em mais de 150 versões é o veículo blindado mais produzido no ocidente depois do carro de combate Sherman.

O desenvolvimento do M113 começou na década de 1950, nomeadamente 1956, quando o exército dos Estados Unidos solicitou à industria uma viatura mais barata e mais leve que o M75 que estava na altura em consideração.

A baixa no preço do alumínio e a necessidade de uma viatura leve que pudesse ser aerotransportada influiram de forma decisiva na escolha do modelo.

Ainda que a espessuara da blindagem seja de 35mm, e em alguns casos de 45mm, a espessura real, é de 12 a 15mm quando comparada com o aço.

Depois de várias encomendas de modelos de pré-produção, a versão definitiva do M113 entrou em produção em 1964.

O M-113 é uma espécie de carrinha (perua) blindada com lagartas (muitas vezes referida como Taxi de combate), que tem por objectivo proteger a infantaria que deve seguir junto com os carros de combate. Adicionalmente, foram crescendo as versões, existindo versões que em substituição da peça de 12.7mm têm peças desde 20mm até 105mm.

Presentemente o M-113 não é um veículo suficientemente capaz para resistir ao "calor da batalha" num teatro de guerra moderno. A sua principal deficiência é a pouca protecção balistica, que decorre da fraca blindagem, mas também da existência de laterais direitas, que facilitam a perfuração por projecteis hoje em dia muito comuns, como as Granada-foguete RPG.
Muitos exércitos modernizaram os seus M-113 acrescentando-lhes blindagem adicional, de forma a reduzir este problema.

Este tipo de veículo, está no entanto a ser preterido pelo conceito do VCI (Veículo de combate de infantaria), que tem menor capacidade de transporte mas ao mesmo tempo dispõe de uma canhão de tiro rápido, de 20 ou 30mm instalado no topo.

Existem alguns exércitos que adaptaram o M-113 a esta nova realidade, adicionando-lhe este tipo de canhão e utilizando-o como VCI.




Uma derivação do M-113 que teve uma utilização e classificação distinta foi o AIFV, uma versão melhorada, com melhor blindagem e armada com um canhão, para permitir o apoio à infantaria embarcada.



M-548
Baseado do M-113, foi desenvolvido o M-548, que é basicamente um chassis sobre lagartas sobre o qual podem ser aplicados vários sistemas.