Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Veículo ligeiro de reconhecimento

Veículos idênticos ou relacionados:


BA-20M
Veículo ligeiro de reconhecimento

BA- 3 / BA-6
Veículo ligeiro de reconhecimento

BA-10
Veículo ligeiro de reconhecimento

Ba-64B
Viatura táctica Ligeira

 

Acontecimentos relacionados
Operação «Barba Ruiva»
Batalha de Khalkhin Gol

BA-10
Veículo ligeiro de reconhecimento (Soviet State Factories)
BA-10

Projeto: Soviet State Factories
União Soviética
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
4.65
n/disponivel
2.07m
2.21M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
4.95t
5.14t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
GAZ-M1 3285cc
52cv
53 Km/h
10 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Seis rodas (quatro motrizes)
118 Litros
300Km
4
24º
20º
0.6M
0M
0M

Armamento básico
- 1 x 45mm L/46 20K Mod33/38 A/T (Calibre: 45mm - Alcance estimado de 0.5Km a 1.5Km)
Sistema de radar auxiliar:


Forum de discussão

O BA-10, foi a versão mais produzida na família de veículos automóveis blindados, que começou a ser incorporada no exército soviético no inicio dos anos 30.

Ele tinha várias diferenças relativamente ao BA-6, nomeadamente a nova torre com forma «cónica» que acomodava uma versão do canhão de 45mm ligeiramente modificada e mais fácil de fabricar, que também foi utilizada pelo tanque leve T-26S.

Os modelos desta família de veículos são relativamente parecidos, mas o BA-10 distingue-se do BA-6 principalmente pela torre conica, com melhor perfil balístico, que no entanto acomodada menos munição que a anterior torre do BA-6 (e também do BA-3).

A torre do BA-10 tambem estava equipada com o canhão anti-carro de 45mm do modelo mais recente (que também equipou o T-26S).

Outra característica do BA-10 que não é tão visível, é o motor mais potente , mas acima de tudo com menor consumo de combustível, que era um factor importante num país com as dimensões da URSS.

BA-6
Um veículo blindado BA-10 capturado pelos finlandeses
O BA-10, possuia um total de 10 rodas, quatro atrás em rodado duplo, ou seja um total de oito rodas no solo, mais as duas rodas da frente. No entanto, além destas 10 rodas, os soviéticos desenvolveram uma solução de recursos destinada a facilitar a progressão em terreno irregular. Eles colocaram duas rodas de reserva, nas laterais da carroceria, em suportes móveis, que permitiam às rodas de reserva serem utilizadas, quando a viatura passava em terrenos irregulares.

Como ocorreu com os restantes veículos do tipo, tanto os BA-10 como os modelos anteriores, BA-6 não mostraram ser adequados para os combates quando a União Soviética foi invadida em 1941. As grandes batalhas de movimentos beneficiavam as forças blindadas equipadas com veículos todo o terreno e o BA-10, não tinha uma mobilidade aceitavel fora de estrada. O seu armamento principal de 45mm, que na guerra de Espanha era temido, também se tornou obsoleto à medida que os veículos alemães recebiam mais blindagem.

Informação genérica:
Desde que a União Soviética foi criada, que os dirigentes do país entenderam a necessidade de criar meios blindados que pudessem fazer pender a balança de qualquer combate a seu favor.

Ao contrário das tácticas dos países ocidentais que foram influenciadas pela guerra de trincheiras, com movimentos blindados limitados, os soviéticos tiveram que considerar a enorme dimensão do país, e a necessidade de as suas unidades blindadas percorrerem grandes distâncias.

Esta necessidade era também partilhada pelos meios civis, o que levou a URSS a iniciar um programa de motorização durante os anos 20, que começou a dar frutos durante o inicio dos anos 30.

A industria americana FORD, instalou na cidade russa de Gorky uma industria automovel para começar a produzir o modelo de camião americano Ford-AA.
Esse modelo teve um derivado, o FORD-AAA que foi utilizado como base para a produção de viaturas blindadas sobre rodas, que permitissem juntar ao poder de fogo, a rapidez de movimentos.


Surge assim o «Broneavtomobil», automovel blindado em russo, e é uma das soluções dos soviéticos para os problemas que se levantavam.

A primeira solução foi conhecida como BA-I e foi uma solução apresentada pela fábrica Izhorskij, pelo que os primeiros veículos eram conhecidos como Bai, ou BA-I.

Os primeiros BA-I estavam equipados com uma torre equipada com um canhão de 37mm e podem ser considerados como experimentais.

Eles basearam-se no chassis num veículo comercial de transporte GAZ-AAA, de origem americana (Ford Timken), para colocarem em cima uma blindagem e uma torre equipada com um canhão capaz de perfurar blindagem.

BA-6 base
A versão russa do Ford Timken, veículo do final dos anos 20, que serviu de base para a construção da familia de automoveis blindados «BA»


Embora a família de veículos seja maior, destacam-se três veículos básicos, todos eles exteriormente idênticos:
O BA-3, BA-6 e BA-10.

As diferenças entre os vários veículos não eram significativas. Ao contrário do BA3, o BA-6 e o BA-10 tinham a possibilidade de transportar «lagartas» que podiam ser colocadas no rodado duplo traseiro, para aumentar a capacidade do veículo fora de estrada.

O BA-10 tinha um motor mais potente que os seus antecessores, com 85cv em vez de 40cv.

Foram produzidos 160 BA-3.



Automóveis blindados de reconhecimento

BA-20

Embora bastante diferente, mas baseado no mesmo conceito de automovel blindado, dos veículos 4x6, foi igualmente desenvolvido um veículo mais simples, apenas com quatro rodas e equipado apenas com metralhadoras.

BA-64

Seguindo o mesmo conceito de viatura ligeira blindada, embora com uma base mecânica completamente distinta foi desenvolvido o blindado ligeiro Ba-64, que servia basicamente a mesma função, tendo no entanto como base o jipe Ba-67, um derivado de um modelo norte-americano.