Dados sobre países utilizadores:


Listar veículos do tipo
Carro de combate pesado



Veículos idênticos ou relacionados:


Arjun Mk.1
Carro de combate pesado

 

Notícias relacionadas
India: Problemas com T-90 dão possibilidades ao Arjun
Ministro indiano pede transparência aos russos
Encomenda de T-90 indianos enfrenta problemas
India procurará novo tanque

Arjun Mk.1
Carro de combate pesado (HVF - Avadi)
Arjun Mk.1

Projeto: HVF - Avadi
India
Dimensões
Comprimento
Comprimento máximo
Largura
Altura
Altura máxima
7.5
10.194m
3.847m
2.23M
Peso vazio
Peso / combate
Cap. Carga
Reboque
56t
58.5t
N/disponivel
N/disponivel
Motor / potência / capacidades
Motor
Potência
Vel. maxima
Terr. Irregular
MTU838 Ka501 12cyl
1400cv
72 Km/h
40 Km/h
Tração
Tanque combustivel
Autonomia
Tripulação
Lagartas
1610 Litros
450Km
4
77º
40º
1M
2.43M
0.9M

Armamento básico
- 1 x 120mm / Arjun (Calibre: 120mm - Alcance estimado de 0Km a 0Km)
Misseis / foguetes de artilharia
Sistema de radar auxiliar:

País: India
Designação Local:Arjun Mk.1
Qtd: Máx:125 - Qtd. em serviço:40
Situação: Em serviço
Operacionalidade:
Apenas 12 protótipos e 15 modelos de pré produção foram produzidos embora no inicio de 2007 tenha sido referido que até 40 unidades já terão sido entregues ao exército.

O exército da India parece ter planos para tornar operacionais pelo menos dois regimentos equipados com este tanque. Eles deverão ser regimentos de elite e a sofisticação tecnologica introduzida no Arjun (que deverá ser o mais sofisticado tanque da India) são uma indicação disso.

No entanto, noticias recentes referem que o exército indiano que nos anos 70 parecia especialmente interessado no desenvolvimento do veículo, parece ter perdido o interesse pelo seu desenvolvimento, havendo presentemente muitos defensores da utilização de modelos derivados do T-72.

A decisão sobre a adopção ou não do Arjun no futuro parece contar com a oposição de muitos oficiais do exército indiano, que aparentemente preferem o tanque T-90S. Mais recentemente, foi anunciado que a Índia pretende desenvolver um novo sistema, de uma geração futura, deixando assim de lado a aquisição do Arjun como a eventual aquisição de ainda maiores quantidades de tanques T-90S


Forum de discussão

A actual versão do Arjun, tem alegadamente sofrido problemas resultado de restrições financeiras.

Alegadamente um dos principais problemas enfrentados pela industria indiana, é que mesmo com parte dos seus componentes nacionalizados o Arjun é considerado extremamente caro. Calcula-se que o Arjun deva custar aproximadamente 4 milhoes de Euros. O aumento de preço do motor alemão MTU, terá alegadamente levado a industria indiana a estudar a possibilidade de produzir um motor localmente.

Com telemetro laser, computador balístico integrado a um sistema de visão nocturna, este é o mais sofisticado tanque da Índia.

O canhão de 120mm é inspirado no seu equivalente alemão britânico, que equipa os tanques Challenger, mas é fabricado localmente.

O Arjun tem um custo de aquisição 40% superior ao custo do tanque T-90 de origem russa. Esse custo, aliado ao facto de as autoridades militares indianas considerarem que se trata de um projecto ultrapassado, determinou na prática o futuro do projecto.

Informação genérica:
O projecto do Arjun tem origem nos anos 70, quando a Índia tomou a decisão de construir o seu próprio carro de combate. O primeiro protótipo do veículo viu a luz do dia em 1984 mas o seu desenvolvimento tem sido extremamente lento.

O Arjun parece aproveitar a capacidade criada na Índia para produzir tanques da família T-72, (T-72 M1).

O Arjun lembra um chasis reforçado e aumentado do T-72 ao qual foi aplicada uma «nova» torre inspirada naquela do tanque alemão Leopard-2 (versão A4).

Ao contrário do T-72, que tem apenas seis rodas, o Arjun conta com sete. Além de mais comprido ele é mais largo, o que permite lagartas ligeiramente maiores, mantendo uma relação de peso sobre o solo pouco superior. O armamento do Arjun por seu lado parece ser derivado de um canhão britânico.