Navios deste tipo:

Aradu
Fragata
Almirante Brown
Contra torpedeiro
Espora
Corveta
Yavuz
Fragata
Vasco da Gama
Fragata
Barbaros
Fragata
Amatola
Fragata

Listar navios do tipo
Fragata


Nigeria
Fragata classe
Aradu
(tipo MEKO)
MEKO

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 3100 Ton
Deslocamento máx. : 3360 Ton.
Tipo de propulsão: CODOG - Turbina a gás ou motor a Diesel
Comprimento: 125.6 M - Largura: 15M
Calado: 5.8 M.
2 x Motor a Diesel MTU 20V956 TB92 (10420cv/hp)
2 x Turbina a Gás Rolls Royce Olympus TM3B (50880cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 195 Autonomia: 12000Km a 15 nós - Nr. Eixos: 2 - Velocidade Máxima: 31 nós

Canhões / armamento principal
1 x Oto-Melara 127mm L/54 Mk45 compact (Calibre: 127mm/Alcance: 23.13Km)
4 x Oto-Melara 40mm OtoMelara 40L70 (2x) (Calibre: 40mm/Alcance: 12.5Km)

Misseis
Sistema de lançamento Aspide/AlbatrosAspide-20008 x ALENIA-Marconi Aspide-2000 (Defesa antiaérea próxima)
Sistema de lançamento Otomat (1x)Otomat   Mark 18 x Oto-Melara Otomat Mark 1 (Anti-navio)

Torpedos
- 6 x ALENIA-Marconi A244/S - sistema de lançamento: lançadores STWS Mk.2

Radares
- Plessey AWS-5 (Combinado Aerea/superficie - Al.med: 135Km)
- Thales Nederland STIR-180 (Director de tiro - Al.med: 97Km)
- RACAL-DECCA TM-1226 (Navegação - Al.med: 27Km)
- Thales Nederland WM-20 ... WM-29 family (Director de tiro - Al.med: 24Km)


Forum de discussão

Quando foi entregue, e durante bastante tempo a fragata Aradu era o mais poderoso navio de guerra de qualquer marinha de um país africano e foi também o primeiro dos navios to tipo MEKO a ser entregue a uma marinha.

Contratada no final dos anos 70, e entregue em 1983 a Aradu Iniciou a família MEKO, dado ter sido o primeiro navio deste tipo a ter sido adquirido por uma marinha do mundo.

A Nigéria não tinha no entanto uma estrutura adequada para proceder à sua correcta manutenção, o que levou a que alguns anos depois de ter sido entregue à marinha nigeriana o navio tenha sido colocado fora de serviço por falta de manutenção.

Os problemas com a fragata Aradu começaram a acumular-se durante os dez anos que se seguiram à entrega do navio. No inicio dos anos 90 a falta de manutenções adequada resultou na necessidade de reparações e manutenção extraordinária.

Em 1987 o navio encalhou duas vezes e esteve envolvido numa colisão.
Em 1991 deu-se inicio a uma operação de reparação e modernização nos estaleiros Wilmot Point em Lagos, com supervisão do estaleiro contrutor. A operação de modernização terminou em 1994. Durante a operação de testes, o navio voltou a encalhar e o acidente foi tão grave que o navio foi considerado irreparável em 1995. No entanto, voltou a ser colocado a flutuar em 1996 mas em 1997 o mau estado das máquinas levaram a que o navio ficasse com a sua mobilidade em causa, podendo mover-se apenas com o contributo de um dos seus motores a Diesel.

O navio voltou a ser colocado em doca para reparações em 1999 e em 2003 voltou a navegar outra vez. A análise levou a que fosse necessário nova reparação que ocorren entre 2005-2006.

No entanto, considera-se que embora o navio tenha voltado a navegar, os seus sistemas foram afectados pela paragem. O navio participou nas comemorações da batalha de Trafalgar, representando a Nigéria e tem efectuado algumas viagens de representação mas não se conhece a sua efectiva capacidade militar.

Notas:
O radar director de tiro da família WM, é o WM-25
O navio chamava-se inicialmente «Republic» tendo posteriormente sido rebaptizado «Aradu» que quer dizer trovão.


Informação genérica:
Os navios da classe ou tipo MEKO são navios «modulares» que foram desenhados seguindo a ideia de que os navios da classe teriam todos a mesma estrutura e igualmente a possibilidade de lhes adicionar módulos segundo as características requeridas pelos clientes.

O projecto MEKO, divide-se por sua vez em várias séries,

MEKO-200 - A série de navios mais numerosa

MEKO-360 - A primeira série de navios, construidos para a marinha da Nigueria (1 unidade ) e da Argentina (4 unidades).

MEKO-140 - Considerados pelos estaleiros alemães como fragatas, estes navios foram construidos na Argentina (6 unidades) e são classificados como corvetas naquele país.

Embora seja um projecto dos anos 80, o conceito evoluiu e adaptou-se, tendo sido lançados novas séries, com o objectivo de acompanhar o evoluir da tecnologia e dos conceitos de construção naval.

O mais recente navio do tipo MEKO, é a fragata sul africana Amatola do tipo MEKO-A200


   
---