Listar navios do tipo
Porta aviões


Estados Unidos da América
Porta aviões classe
Gerald Ford

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 102000 Ton
Deslocamento máx. : 95000 Ton.
Tipo de propulsão: Reactor nuclear
Comprimento: 332.8 M - Largura: 40.8M
Calado: 0 M.
4 x Turbina a vapor Federal Equipment Co. (0)
2 x Reactor nuclear General Atomics Mod. A1B (0)
Tripulação / Guarnição: 4660 Autonomia: 0Km a 0 nós - Nr. Eixos: 4 - Velocidade Máxima: 30 nós

Misseis
Sistema de lançamento Mk.49 RAMRIM 116 Rolling Airframe Missile2 x Raytheon Systems RIM 116 Rolling Airframe Missile (Defesa Anti-Aérea)


Forum de discussão

O USS Gerald Ford será o primeiro porta-aviões de um novo tipo que virá substituir os porta-aviões do tipo Nimitz, o último dos quais será o USS George Bush.

O navio tem um custo previsto de aproximadamente 10.500 milhões de Dolares americanos, a preços de 2008 e incorporará muitas novas tecnologias e conceitos que têm vindo a ser desenvolvidos nos últimos tempos.

Embora a configuração do navio seja relativamente convencional, a ilha de comando está colocada quase à popa do navio.

No total o navio poderá operar 75 aeronaves de asa fixa, que vão ter bastante mais espaço que o que está disponível na actual classe Nimitz.
Os navios da nova classe vão também ser muito mais automatizados que os navios anteriores, pelo que a tripulação total não atingira 5.000 pessoas.

Porta-aviões electrico
A principal característica no novo navio, é o facto de os seus dois reactores atómicos serem optimizados para a produção de energia electrica.

Embora utilizando dois reactores nucleares, em conjunção com turbinas a vapor para a propulsão, o navio utilizará a energia eléctrica para todas as restantes funções. Neste aspecto, a mudança mais significativa será a introdução de catapultas electromagnéticas em substituição das actuais catapultas a vapor. As catapultas utilizam a mesma tecnologia dos combóios/trens de levitação magnética e todo o sistema pode ser operado por um grupo de apenas 90 pessoas. O sistema de paragem e recolha das aeronaves também utilizará a energia eléctrica.
Os radares serão do tipo AESA e não haverá antenas móveis para nenhum dos sistemas de pesquisa e de controlo de tiro.

Custos
O s navios da classe são concebidos pare reduzir o numero de paragens para manutenção durante a sua vida útil. Espera-se que essa redução possa reduzir o custo total do navio durante a sua ida útil de mais de 50 anos em cerca de 5.000 milhões de Dolares americanos.
Já o combustível nuclear só será substituido ao fim de 23 anos.

Quando entrar ao serviço em 2015 o USS Gerald Ford deverá substituir o USS Enterprise (CVN-65).


Informação genérica:


   
---