Navios deste tipo:

Krivak-I
Fragata
Nerey «Krivak-III»
Fragata
Hetman Sagaidachny «Krivak-III»
Fragata
Neustrashimy
Fragata

Listar navios do tipo
Fragata


Russia
Fragata classe
Neustrashimy
(tipo Krivak)
Krivak

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 3450 Ton
Deslocamento máx. : 4250 Ton.
Tipo de propulsão: COGAG - Turbina a gás e turbina a gás
Comprimento: 129.6 M - Largura: 15.5M
Calado: 4.8 M.
2 x Turbina a Gás cruzeiro / cruise (24200cv/hp)
2 x Turbina a Gás principal / main (48600cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 210 Autonomia: 7500Km a 16 nós - Nr. Eixos: 2 - Velocidade Máxima: 30 nós

Canhões / armamento principal
1 x Soviet State Factories 100mm L/70 AK-190 (Calibre: 100mm/Alcance: 20Km)
2 x Tulamash Zavod 30mm Kashtan (Calibre: 30mm/Alcance: 4Km)

Misseis
Sistema de lançamento N/DSS-N-22 / 3M80 «Moskit»8 x Raduga SS-N-22 / 3M80 «Moskit» (Anti-navio)
Sistema de lançamento Klinok LauncherSA-N-9 «Klinok» / 9M33032 x Soviet State Factories SA-N-9 «Klinok» / 9M330 (Defesa Anti-Aérea)
Sistema de lançamento N/DSS-N-16 «Stalion» / RPK-6/716 x Soviet State Factories SS-N-16 «Stalion» / RPK-6/7 (Anti-navio)

Radares
- NIIP-Tikomirov MR710 Fregat «Top Plate» (Combinado Aerea/superficie - Al.med: 157Km)

Aeronaves embarcadas


Forum de discussão

A fragata Neustrashimy, ou projecto 1154 é composta por apenas uma unidade, e previa-se que fosse a substituta das fragatas Krivak-I e Krivak-II na função anti-submarina.

Embora baseada na classe Krivak, a Neustrashimy é muito modificada e incorpora sensores e armamentos mais modernoe e mais poderosos. Estava planeada a construção inicial de quatro unidades desta classe, tendo sido iniciada a construção de três. As provas de mar da primeira ocorreram em Dezembro de 1990. Apenas a Neustrashimy foi entregue já à marinha russa depois do colapso da URSS.

Um segundo navio do tipo, a fragata Yaroslav Mudry parece ter recomeçado a ser construida. Aparentemente a marinha da Rússia prepara-se para receber o navio em 2009.
Este tipo de fragatas foi desenhado para operar 16 mísseis SS-N-25, mas esses mísseis só foram previstos para o segundo navio da classe, pelo que não estão instalados na fragata Neustrashimy, que em vez deles utiliza os mísseis SS-N-22. Este facto tem levado a alguma confusão, e algumas fontes apontam a fragata Neustrashimy como estando equipada com o míssil mais moderno.

A função primordial deste tipo de navio é a luta anti-submarina, tal como ocorria com a classe Krivak. A Neustrashimy porém, está equipada com hangar.
Ao contrario de anteriores navios soviéticos, com lançadores de mísseis proeminentes, os lançadores de mísseis SS-N-16 da Neustrashimy estão incorporados na estrutura do navio, e os desenhadores tentaram reduzir a assinatura «radar» com um maior numero de superfícies «lisas».



Acima a fragata Yaroslav Mudriy, em Outubro de 2008, sendo preparada para entrega no estaleiro de Kaliningrad.

A confirmar-se a disponibilidade deste navio, a Yaroslav Mudriy estará equipada com mísseis SS-N-25. O sistema SS-N-16, considerado obsoleto poderá no entanto continuar a ser utilizado.
Informação genérica:
A classe de fragatas Krivak (Storm Petrel na designação russa), tem origem na antiga União Soviética, e são resultado de um projecto de navio conhecido como «Projecto 1135». Eles foram o resultado da necessidade de construir navios que fossem mais económicos que os navios das classes Kresta-II e Kara, que foram lançados nos anos 60 e 70.
As fragatas Krivak, foram concebidas com o objectivo principal de servir como navios para guerra anti-submarina, numa altura em que entraram ao serviço os submarinos nucleares de ataque da classe «Los Angeles», que os almirantes da União Soviética, consideravam uma grande ameaça à esquadra soviética.

Sendo pensados essencialmente para funções de escolta anti-submarina, as fragatas Krivak, estavam relativamente desprotegidas contra ataques aéreos.
Além disso, não foi prevista a utilização de helicópteros, pelo que não era possível utilizar esses meios para detectar submarinos a distâncias maiores, numa altura em que os submarinos norte-americanos estavam já armados com torpedos capazes de atingir alvos a distâncias superiores a 50km.

Distinguem-se três tipos diferentes de fragatas Krivak.

Krivak-I : O modelo original e o mais produzido de todos. Normalmente considerados no ocidente como navios bastante bem desenhados, eles tinham no entanto pouca capacidade defensiva e a falta de um helicóptero não permitia efectuar acções de luta anti-submarina a maiores distâncias.

Krivak-II : As Krivak-II não diferem muito das Krivak-I e a sua principal diferença é a substituição das duas torres duplas de 76mm à popa, por duas torres simples, cada uma com um canhão de 100mm de duplo emprego.

Krivak-III : As fragatas desta série são facilmente identificáveis e distinguem-se das outras duas classes, por possuírem apenas uma torre com canhão de 100mm, colocado à proa. Na popa foram removidos os canhões e instalado um Hangar com pista de pouso para um helicóptero.
Navios deste tipo estão ao serviço na Rússia e na Ucrânia.

Foi construida uma derivação derivação das fragatas da classe Krivak-III conhecida como Classe Talwar. Esse tipo de navio foi especificamente modificado para utilização pela marinha da India. Trata-se de uma Krivak modificada, com a incorporação de novos armamentos, radares e um casco com características «Stealth». Outros navios partiram desse conceito e a própria marinha russa lançou uma classe de navios com as mesmas características. Esses navios, genéricamente referidos como Krivak IV são tratados separadamente.



Série Neustrashimy
Baseada na classe Krivak, embora muito modificada, Apenas dois navios foram lançados. O segundo foi incorporado em 2008.


   
---