Navios deste tipo:

Talwar (1959)
Fragata
Whitby «Type 12»
Fragata
Godavari
Fragata
Brahmaputra
Fragata

Listar navios do tipo
Fragata


India
Fragata classe
Godavari
(tipo Leander)
Leander

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 4209 Ton
Deslocamento máx. : 3850 Ton.
Tipo de propulsão: Turbina a vapor
Comprimento: 126.5 M - Largura: 14.5M
Calado: 4.5 M.
2 x Caldeiras (oleo) Babcock & Wilcox (550 psi) (0)
2 x Turbina a vapor Babcock & Wilcox (30000cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 313 Autonomia: 7200Km a 12 nós - Nr. Eixos: 2 - Velocidade Máxima: 28 nós

Canhões / armamento principal
1 x Soviet State Factories 57mm AK-725 (Calibre: 57mm/Alcance: 7Km)
4 x Soviet State Factories 30mm AK-230 / T69 (Calibre: 30mm/Alcance: 6.7Km)

Misseis
Sistema de lançamento N/DSS-N-2D «Styx» / P-22 «Rubezh»4 x Raduga SS-N-2D «Styx» / P-22 «Rubezh» (Anti-navio)
Sistema de lançamento SA-N-4 (ZIF-122)9M33 (SA-8 / SA-N-4)2 x Soviet State Factories 9M33 (SA-8 / SA-N-4) (Defesa Anti-Aérea)

Torpedos
- 6 x ALENIA-Marconi A244/S - sistema de lançamento: lançadores ILAS-3

Radares
- Thales Nederland ZW-06/07 (Superficie - Al.med: 33Km)
- Thales Nederland LW-08 (Pesquisa aérea - Al.med: 162Km)


Forum de discussão

As três fragatas da classe Godavari, constituem uma das primeiras tentativas da industria naval da India no sentido de construir os seus próprios navios.

Embora claramente baseados e inspirados no desenho das fragatas britânicas da classe Leander, os três Godavari foram construidos com o auxilio directo de técnicos sobiéticos, que adaptaram ao navio vários sistemas de concepção soviética, que já estavam em operação na marinha da Índia, nomeadamente a bordo de navios de guerra comprados pelos indianos aos soviéticos.

Nota: A fragata F-22 «Ganga» está equipada com um lançador vertical de mísseis BARAK-I e não com mísseis SA-N-4 com os lançadores duplos de proveniência soviética.

Os outros dois navios da classe também deverão ver substituidos os lançadores de mísseis SS-N-2 pelos muito mais sofisticados SS-N-25.
Foram no entanto identificados problemas ao nível da soldadura nos navios Godavari e Gomati.

A classe é considerada relativamente pouco potente para o tamanho e isso afecta a autonomia do navio a alta velocidade, ou mesmo a apenas 18 nós, uma velocidade de cruzeiro considerada normal para navios mais modernos. A essa velocidade este tipo de navios tem dificuldade em navegar 5000km.
Esta autonomia não contitui no entanto um grande problema para a marinha da Índia que pretende apenas garantir o controlo sobre as suas águas, Zona Económica Exclusiva e regiões adjacentes que garantam o livre transito de navios de e para os portos indianos.


Informação genérica:
Resultado de um desenho e concepção surgida após o final da II guerra mundial, as fragatas do tipo 12, que mais tarde foram genericamente designadas como fragatas do tipo Leander, são uma das familias de navios mais numerosas do pós guerra.

Além da Grã Bretanha utilizaram navios deste tipo e seus derivados a Holanda a Indonésia e a Índia.

A classe Leander serviu ainda de base para derivações produzidas na Índia, com vários sistemas e armamentos de origem soviética.
É o caso da classe Godavari (e da série Brahmaputra, considerada uma classe diferente por causa do seu armamento).

Os primeiros navios do tipo são as fragatas da classe Whitby.


   
---