Navios deste tipo:

New York
Couraçado «Super-Dreadnought»

Listar navios do tipo
Couraçado «Super-Dreadnought»


Estados Unidos da América
Couraçado «Super-Dreadnought» classe
New York
(tipo Wyoming / New York)
Wyoming / New York

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 27432 Ton
Deslocamento máx. : 32512 Ton.
Tipo de propulsão: Máquinas a vapor
Comprimento: 174.7 M - Largura: 32.4M
Calado: 9.6 M.
6 x Caldeiras (carvão) Bureau Express ()
4 x Máquinas a vapor (28100cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 1314 Autonomia: 0Km a 0 nós - Nr. Eixos: 4 - Velocidade Máxima: 21 nós

Canhões / armamento principal
10 x US Naval Gun Factory 356mm/45 Mk8-Mk12 (US) (Calibre: 356mm/Alcance: 33Km)


Forum de discussão

Os dois navios da classe New York, eram idênticos aos dois couraçados da classe Wyoming, com a diferença principal residindo no facto de os New York estarem armados com canhões de 356mm. Por causa do maior calibre, eles receberam apenas 10 canhões em vez de 12.

Na verdade, por isto os dois «New York» foram os primeiros navios americanos equipados com canhões de 356mm, pelo que são os primeiros navios americanos da fase que se aproxima dos «Super Dreadnought», os navios com canhões de grande calibre, que rapidamente relegaram os «Dreadnought» para uma classe secundária.

Os New York tinham outra característica curiosa, pois numa altura em que muitas das marinhas do mundo optavam por construir couraçados movidos por turbinas a vapor, os New York utilizaram maquinas a vapor de tripla expansão, consideradas mais económicas.

No entanto, em 1926 os New York foram submetidos a uma modernização em que receberam novas caldeiras a óleo, além de armamento adicional de 76mm, juntamente com uma catapulta que permitia utilizar aviões de observação.

Os navios estavam relegados para a função de navios de treino de tripulações, mas o inicio da guerra na Europa levou a que a marinha dos Estados Unidos decidisse aproveitar esses navios e efectuar uma extensa modernização entre 1940 e 1941.
Entre as modificações esteve a alteração das torres, e do armamento principal que permitiu que a elevação máxima dos canhões passasse de 15º para 30º, e um novo reforço da capacidade anti-aérea, que passou a contar com 24 canhões de 40mm e 36 canhões de 20mm.

Como se tratava de navios de segunda linha, eles foram utilizados para protecção dos combóios de navios que navegavam no Atlântico, numa função que também foi dada aos couraçados britânicos do periodo da I Guerra.

Mas em 1944, os dois navios foram transferidos para o Pacífico, onde o poder dos seus canhões foi muito apreciado para bombardear as posições japonesas nas costas de Iwo Jima e Okinawa.

Durante essas operaçoes o New York ainda foi atingido por avioes Kamikaze japoneses e acabou sendo utilizado como alvo de testes nucleares no Pacífico.
O segundo navio do tipo, o USS Texas, foi transformado num museu e encontra-se em exposição em Huston nos Estados Unidos.




Na imagem, o couraçado New York, na sua configuração inicial, com torres de observação do tipo «treliça» e com duas chaminés

Informação genérica:
Os navios das classes Wyoming e New York, são idênticos na sua configuração base e os New York são na prática uma extensão dos Wyoming. Os navios são praticamente idênticos em, comprimento, deslocamento e sistema de propulsão, mas diferem entre eles no armamento principal.

A sua construção também foi aprovada na mesma altura, 1910.

Os dois Wyoming (USS Wyoming e USS Arkansas ) são os últimos navios americanos do tipo «Dreadnought» (12 canhões de 305mm) enquanto que os dois New York (USS New York e USS Texas) se podem considerar os primeiros navios do tipo Super-Dreadnought, por terem sido armados com armamento principal mais poderos (10 canhões de 356mm).


   
---