Navios deste tipo:

Spruance
Contra torpedeiro
Kidd
Contra torpedeiro
Keelung
Contra torpedeiro

Listar navios do tipo
Contra torpedeiro


Estados Unidos da América
Contra torpedeiro classe
Kidd
(tipo Spruance-Kidd)
Spruance-Kidd

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 6950 Ton
Deslocamento máx. : 9754 Ton.
Tipo de propulsão: Turbina a Gás
Comprimento: 171.6 M - Largura: 16.8M
Calado: 9.1 M.
4 x Turbina a Gás General Electric LM-2500 (80000cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 339 Autonomia: 14500Km a 17 nós - Nr. Eixos: 2 - Velocidade Máxima: 33 nós

Canhões / armamento principal
2 x FMC-United Defense / BAE Systems 127mm L/56 Mk.45 Mod2 (Calibre: 127mm/Alcance: 23Km)
2 x Raytheon Systems 20mm Phalanx Mk15 Block 1 (Calibre: 20mm/Alcance: 2.3Km)

Misseis
Sistema de lançamento Mk-26 launcherSM-2MR (RIM-66B)52 x Raytheon Systems SM-2MR (RIM-66B) (Defesa Anti-Aérea)
Sistema de lançamento Mk.141Harpoon RGM 84D8 x Boeing Harpoon RGM 84D (Anti-navio)

Torpedos

Radares
- ITT Radar Systems / Gilfillan AN/SPS-48E (Pesquisa aérea - Al.med: 203Km)
- Raytheon Systems AN/SPS-55 (Combinado Aerea/superficie - Al.med: 37Km)

Sonares
- General Electric AN/SQS-53 / Pesquisa activa/ataque

Outros sistemas electrónicos
- EADS Mk 36 SRBOC (Contramedidas electronicas)


Forum de discussão

Os contra-torpedeiros da classe Kidd, eram quase irmãos gemeos dos navios da classe «Spruance» e foram encomendados pela marinha iraniana em 1974. Mas quando os navios começaram a ser lançados, nos finais dos anos 70, a deterioração da situação iraniana e as más relações entre os Estados Unidos e aquele país do golfo, levaram a que a entrega dos navios fosse cancelada.

A marinha dos Estados Unidos inicialmente não tinha qualquer função para os navios, uma vez que eles não estavam incluidos nos planos navais. Foi necessário um orçamento suplementar para cobrir os gastos com sua construção e eles foram terminados com sistemas idênticos aos dos navios da classe Spruance com o qual partilham grande parte das características.

Os Kidd, foram construidos desde o inicio com grande espaço de sobra para futuras modernizações e o navio poderia facilmente ter o seu deslocamento máximo aumentado em pelo menos mais 1.000 toneladas sem que isso provocasse grandes problemas.

Embora com uma incorporação algo complexa, os quatro Kidd tinham a preferência dos marinheiros americanos, porque foram construidos tendo em vista as condições no golfo pérsico, e receberam de projecto (por exigência iraniana) uma extensa instalação de ar condicionado.

Por terem sido concebidos para utilização pelos iranianos, os navios não eram especializados em luta contra submarinos ou em defesa aérea e acabaram sendo transformados em um pouco dos dois, beneficiando do tamanho da classe Spruance com os desenvolvimentos que estavam em estudo para integração nos contra-torpedeiros e cruzadores AEGIS, embora não tendo aquele sistema instalado.
Ainda foi considerada a possibilidade de construir os restantes Spruance segundo o padrão dos Kidd, mas restrições orçamentárias impediram essa modificação.

Por causa do seu radar AN/SPS-48, os Kidd eram superiores mesmo aos mais recentes navios Spruance em termos de defesa aérea, mas quando começaram a ser lançados mais navios do tipo Arleigh Burke, eles foram sendo retirados de serviço.

A Grécia chegou a mostrar algum interess na aquisição dos navios, mas as negociações não chegaram a bom termo.

Os quatro navios acabaram sendo vendidos a Taiwan, embora as autoridades da ilha estivessem alegadamente interessadas na aquisição de navios do tipo Ticonderoga em segunda mão. Os quatro Kidd acabaram por ser entregues e modernizados em Taiwan, onde a sua capacidade para lançar mísseis SM-2 os transformou nos principais navios de defesa aérea do país.


Informação genérica:
Os navios contra-torpedeiros do tipo Spruance encontram-se entre aqueles que atrairam maior controversia durante o periodo do seu lançamento, e estiveram envolvidos numa polémica que também afectou outros navios norte-americanos por estarem aparentemente sub armados.

Esta classe de navios divide-se no tipo «Spruance» que começou a ser entregue à marinha dos Estados Unidos e o tipo «Kidd», uma derivação mais sofisticada da qual apenas quatro navios que foram inicialmente construidos para a marinha iraniana.

Todos os navios foram encomendados ao mesmo estaleiro, com o objectivo de reduzir ao mínimo os custos, mas mesmo assim houve varias acusações de favorecimento.
O facto de os navios mostrarem quase nenhum armamento do exterior, levou a que a opinião pública mais uma vez criticasse o alto custo dos navios.
Na verdade os principais sistemas dos contra-torpedeiros Spruance estavam ocultos, tendo posteriormente sido modernizados e os sistemas de armas acrescentados.

Classe Kidd
Com base nos contratorpedeiros Spruance os estaleiros americanos receberam em 1974 uma encomenda para quatro navios, que deveriam ser entregues à marinha iraniana, que era na altura o principal aliado dos Estados Unidos no Golfo Pérsico.

Baseados nos Spruance, os Kidd, tinham melhores capacidades para defesa anti-aérea e eram em geral superiores aos seus congeneres norte-americanos.
A chegada ao poder do regime islâmico levou ao cancelamento das encomendas e os quatro navios foram posteriormene integrados na marinha dos Estados Unidos.

Classe Keelung
Após vários anos ao serviço da marinha dos Estados Unidos, os navios da classe Kidd foram vendidos para Taiwan depois do ano 2000. Embora mantenham as mesmas características básicas eles foram modificados com novo software de gestão de combate e segundo tudo indica receberam mísseis anti-navio de concepção local.


   
---