Navios deste tipo:

Tarawa
Porta helicopteros
Wasp
Porta helicopteros
America
LHA Porta Helicopteros

Listar navios do tipo
Porta helicopteros


Estados Unidos da América
Porta helicopteros classe
Wasp
(tipo Tarawa/Wasp)
Tarawa/Wasp

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 28233 Ton
Deslocamento máx. : 40532 Ton.
Tipo de propulsão: Turbina a vapor
Comprimento: 257.3 M - Largura: 42.7M
Calado: 8.1 M.
2 x Caldeiras de alta pressão Combustion Engineering (0)
2 x Turbinas acopladas Westinghouse (70000cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 820 Autonomia: 17000Km a 18 nós - Nr. Eixos: 2 - Velocidade Máxima: 23 nós

Canhões / armamento principal
3 x US Naval Gun Factory 25mm Mk.38 MGS (Calibre: 25mm/Alcance: 6.8Km)
3 x Raytheon Systems 20mm Phalanx Mk15 Block 1 (Calibre: 20mm/Alcance: 2.3Km)

Misseis
Sistema de lançamento Mk.49 RAMRIM 116 Rolling Airframe Missile42 x Raytheon Systems RIM 116 Rolling Airframe Missile (Defesa Anti-Aérea)
Sistema de lançamento Mk.29RIM-7M Seasparrow16 x Raytheon Systems RIM-7M Seasparrow (Defesa antiaérea próxima)

Radares
- Raytheon Systems AN/SPS-49 (Pesquisa aérea - Al.med: 265Km)
- ITT Radar Systems / Gilfillan AN/SPS-48E (Pesquisa aérea - Al.med: 203Km)

Outros sistemas electrónicos
- Argon - ST AN/SLQ-25 (Engodo anti-torpedo)
- EADS Mk 36 SRBOC (Contramedidas electronicas)


Forum de discussão

Os navios da classe Wasp, podem ser considerados como uma continuação da classe Tarawa. No entanto, enquanto os Tarawas são classificados como «LHA» os Wasp são classificados como «LHD».

As duas classes são em grande medida idênticas, mas os Wasp são ligeiramente maiores que os Tarawa. Há algumas formas de os distinguir. Os novos Wasp, não possuem os canhões de 127mm à proa e à popa que caracterizam os Tarawa, poupando assim espaço.
A popa dos navios também mostra um diferente ângulo. Estas modificações tiveram como principal objectivo aumentar a área do convés de voo.

Os navios do tipo Wasp, são protegidos com um tipo de aço mais resistente (o mesmo utilizado no casco dos submarinos nucleares) e as instalações de comando e controlo estão colocadas ém áreas interiores do navio, onde a possibilidade de serem atingidas com um disparo de sorte de um míssil são menores.

O complemento normal tipico em tempo de guerra destes navios seria de 30 helicopteros e 6 aeronaves de asa fixa de descolagem vertical «Sea Harrier».
Configurado como navio de controlo mariítimo ele pode transportar 20 Sea-Harrier e seis helicópteros para luta anti-submarina.

O navio tem capacidade para transportar cinco tanques M1-A1 Abrams, oito peças de artilharia de 155mm modelo M777, vinte cinco viaturas blindadas do tipo LAV-25, sessenta e oito viaturas tácticas tipo Hummer e dez viaturas tácticas do tipo MTVR ou equivalente

A bordo encontra-se um hospital completamente equipado com 64 camas e seis salas de operações.

Em termos de lanchas de desembarque, os Wasp podem transportar três Hovercrafts de desembarque do tipo LCAC-12 (ao contrário de apenas um na classe Tarawa)

Os Wasp podem ser utilizados como porta-aviões ligeiros, podendo operar até 19 aeronaves do tipo Sea-Harrier dos fuzileiros navais norte-americanos


O USS Kearsarge, participou na operação de implementação de uma Zona de Exclusão Aérea sobre a Líbia em 2011. Operou como base para aeronaves Sea-Harrier que atacaram posições na Líbia.


Nota: O LHD 8 «Makin Island» Está equipado com duas turbinas a gás LM-2500+ e não com caldeiras e turbinas a vapor.
Informação genérica:
Classificados como LHA, os navios da classe Tarawa e os da classe Wasp (um complemento daquela) foram concebidos com o intuito de combinar num só navio, as características dos porta-helicópteros da classe «Iwo Jima», juntamente com os navios doca como os «Austin».

No entanto, quando o projecto ficou concluido os navios acabaram por ter um deslocamento maior que dois daqueles navios juntos.

O deslocamento dos primeiros Tarawa atingiu as 39.300 toneladas, sendo portanto maior que qualquer outro navio, excepto os grandes porta-aviões.
Inicialmente foram projectados nove navios da classe mas apeas 5 foram construidos.

Eles foram planeados para construção modular, de forma a que vários estaleiros pudessem construir modulos separados que posteriormente seriam juntos.


Na foto superior um navio do tipo Tarawa em operação. A doca inundada permite a entrada das lanchas de desembarque, no caso uma tipo LCU-1610. Nas fotos inferiores dois dos tipos de lancha de desembarque utilizados nos Tarawa/Wasp. À direita uma LCU-1610 (deslocamento de 375ton. Carregado). A esquerda um hovercraft LCAC (deslocamento de 170ton carregado)


Posteriormente foi desenhada a classe Wasp, que se baseia em grande parte na classe Tarawa, mas com algumas modificações significativas, destinadas a dar aos navios maior capacidade em termos de «envolvimento vertical» e de capacidade de comando.

Uma terceira geração de navios deste tipo começou a ser desenhada em 2007 com o primeiro navio (USS America) a ser lançado em 2009. Trata-se na prática da continuação do último navio da anterior classe Tarawa, que dispõem de maior capacidade para operar aeronaves de descolagem vertical de asa fixa.


   
---