Navios deste tipo:

Courbet
Couraçado «tipo Dreadnought»
Bretagne
Couraçado «tipo Dreadnought»

Listar navios do tipo
Couraçado «tipo Dreadnought»


França
Couraçado «tipo Dreadnought» classe
Courbet
(tipo Courbet)
Courbet

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 22189 Ton
Deslocamento máx. : 26000 Ton.
Tipo de propulsão: Turbina a vapor
Comprimento: 165.9 M - Largura: 27.9M
Calado: 9 M.
24 x Caldeiras (carvão) Belleville / Niclausse (0)
4 x Turbinas acopladas Parsons (28000cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 1108 Autonomia: 7500Km a 10 nós - Nr. Eixos: 4 - Velocidade Máxima: 20.5 nós

Canhões / armamento principal
12 x DCN - Naval 305mm L/45 M.1906 (f) (Calibre: 305mm/Alcance: 26.3Km)


Forum de discussão

Os navios da classe Courbet foram os primeiros navios da marinha francesa concebidos segundo o principio do couraçado monocalibre que tinha sido adoptado pelo Dreadnought britânico.

Eles foram revolucionários na marinha francesa não só por isso, mas por terem sido os primeiros navios europeus a abandonar definitivamente a inclusão de um esporão, que continuava a ser comum nos navios britânicos americanos e alemães da altura, mas também pelo seu novo sistema de controlo de tiro.

O calibre escolhido foi o de 305mm (12") que se tornava comum na altura, embora já se estivesse a notar uma modificação no sentido de calibres maiores (356mm e 380mm).
Esta tendência levou a que rapidamente os navios deixassem de ser considerados como secundários e a França iniciou um plano de construção de uma nova séria baseada nos Courbet, mas armada com canhões maiores.

A instalação das torres à proa e à ré em posição sobreposta permtiu reduzir o comprimento máximo dos navios, e deixando-os dentro do máximo permitido pelos estaleiros franceses da altura.

Infelizmente a vantagem dos aspectos modernos foi algo reduzida com a inclusão de características ultrapassdas. A França que tinha inovado com a colocação de baterias secundárias em torres, voltou atrás com a colocação dos canhões secundários em posições baixas em casamatas, o que complicava a sua utilização.

Também a opção pelas torres laterais não foi a melhor, pois essa configuração começava a entrar em desuso. Já a protecção e blindagem eram adequadas para os navios.

Actuação durante a I Guerra Mundial

Quando a guerra começou, o couraçado Courbet era o Navio Almirante da esquadra Francesa do Mediterrâneo. Logo em 16 de Agosto entrou em combate com o cruzador Austr-Hungaro «Zenta» tendo-o afundado durante uma perseguição em que o navio da marinha imperial da Austria-Hungria tentava escapar para o Mar Adriático.
O navio foi modernizado após a guerra e quando em 1940 a França foi ocupada, o navio operava como navio de treino. Mesmo assim ele saiu de Cherbourg e escapou das mãos alemãs dirigindo-se à Grã Bretanha.
O navio foi utilizado em Junho de 1944 como parte do porto flutuante «Mulberry» na Normandia, sendo posteriormente desmantelado.

Na imagem abaixo, o Courbet quando foi lançado, no periodo que antecedeu a I Guerra Mundial em que se destacam as três chaminés e o mastro simples.


Informação genérica:
Os couraçados do tipo Courbet podem ser considerados como a versão francesa dos navios do tipo Dreadnought.
Eles podem ser divididos em duas classes:

Classe Courbet (4 navios com armamento de 12x305mm)

Classe Bretagne (3 navios com armamento de 10 x 340mm)

As duas classes de navios são muito parecidas, sendo a sua principal diferença exterior a remoção das duas torres laterais que existiam na classe Courbet e que foram removidas nos Bretagne, que em sua substituição tinham uma torre central.
Assim, os Bretagne contavam com 10 canhões de 340mm contra 12 canhões de 305mm nos navios da classe Courbet.

Este tipo de navios franceses era relativamente moderno para a altura, sendo especialmente importante de frisar a sua superioridade em termos de sistema de controlo de tiro.


   
---