Listar navios do tipo
Couraçado «Pré Dreadnought»


França
Couraçado «Pré Dreadnought» classe
Danton

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 18318 Ton
Deslocamento máx. : 19763 Ton.
Tipo de propulsão: Turbina a vapor
Comprimento: 144.9 M - Largura: 25.8M
Calado: 9.2 M.
4 x Turbinas acopladas Parsons (0)
26 x Caldeiras (carvão) Belleville / Niclausse (22500cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 923 Autonomia: 6000Km a 10 nós - Nr. Eixos: 4 - Velocidade Máxima: 19.4 nós

Canhões / armamento principal
4 x DCN - Naval 305mm L/45 M.1906 (f) (Calibre: 305mm/Alcance: 26.3Km)


Forum de discussão

Os couraçados franceses da classe Danton são relativamente dificeis de classificar, porque eles são mais poderosos que todos os pré-Drednought, mas também não são de facto «Dreadnought» puros, pelo menos considerando a classificação que é dada a estes navios neste site.

Provavelmente eles seriam super «pré-Dreadnought», principalmente por causa de (como os pré-Dreadnought) disporem de quatro canhões de 305mm, juntamente com uma poderosa bateria secundária com 12 canhões de 240mm colocadas lateralmente em seis torres duplas.

Os Danton parecem ser inspirados nos couraçados pré-Dreadnought britânicos da classe «Lord Nelson» que também foram navios de transição, com uma bateria principal de quatro peças de artilharia de calibre 305mm, a que se juntavam mais dez de calibre 234mm.

O lançamento destes navios demonstra algum atraso por parte dos franceses em aceitar os couraçados monocalibre do tipo Dreadnought. Os britânicos construiram apenas dois «Lord Nelson» e passaram de imediato para os Dreadnought.

Não obstante, estes foram os primeiros grandes navios de guerra franceses equipados com turbinas a vapor, o que também era uma característica de muitos dos navios do tipo Dreadnought.
Relativamente aos seus antecessores da classe «Patrie» os Danton eram bastante mais pesados e tinham maquinaria bastante mais poderosa, embora o aumento na blindagem e o peso do armamento os tornasse apenas marginalmente mais rápidos.

Um dos problemas dos Danton foi o grande consumo de carvão, que reduziu a autonomia dos navios. Por isso eles ficaram condicionados a operações no Mediterrâneo.

Embora fossem navios obsoletos, os problemas economicos da França levaram a que os navios fossem alvo de algumas modernizações com o objectivo de prolongar a sua vida útil até ao final da década de 20. Foram objecto de modificações os couraçados Condorcet Diderot e Voltaire tendo sido retirados de serviço em 1927, embora alguns deles tenham continuado ao serviço como navios de treino e instalação flutuante fixa.

O Danton, foi torpedeado em 1917 pelo submarino alemão U-64 tendo-se afundado de seguida.

Os couraçados Voltaire, Vergniaud, Mirabeau e Diderot fizeram parte de uma força que operou no Mediterrâneo oriental (Mar Egeu) durante a I Guerra Mundial, onde tinham como função impedir a saída de navios da Turquia através dos Dardanelos.

Os navios franceses chegaram a actuar, bombardeando o palácio real em Atenas, para forçar os gregos a aceitar as condições dos aliados.

Com o fim da guerra o Mirabeau e o Vergniaud foram enviados para o Mar Negro para o porto russo de Sebastopol, que não estava sob controlo dos soviéticos durante a guerra civil na Rússia Czarista.

O couraçado Condorcet, foi utilizado como navio depósito e nessa condição continuou a ser utilizado até 1944 tendo sido utilizado como instalação flutuante pelos alemães e sido bombardeado pelos aliados.


Informação genérica:


   
---