Navios deste tipo:

Talwar
Fragata
Shivalik
Fragata
Sergei Gorshkov
Fragata
Admiral Grigorovich
Fragata

Listar navios do tipo
Fragata


India
Fragata classe
Shivalik
(tipo Krivak IV)
Krivak IV

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 4600 Ton
Deslocamento máx. : 5600 Ton.
Tipo de propulsão: CODOG - Turbina a gás ou motor a Diesel
Comprimento: 142.5 M - Largura: 16.9M
Calado: 2.5 M.
2 x Turbina a Gás General Electric LM-2500 (48000cv/hp)
2 x Motor a Diesel SEMT Pielstick 16 PA6 STC (15200cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 257 Autonomia: 15000Km a 18 nós - Nr. Eixos: 2 - Velocidade Máxima: 32 nós

Canhões / armamento principal
2 x Soviet State Factories RBU-6000 (Calibre: 213mm/Alcance: 4.3Km)
1 x FMC-United Defense / BAE Systems 76mm Mk.75 (Calibre: 76mm/Alcance: 18.4Km)
2 x Tulamash Zavod 30mm Kashtan (Calibre: 30mm/Alcance: 4Km)

Misseis
Sistema de lançamento N/DSS-Nx-27 «Sizzler» / 3M54E18 x Novator SS-Nx-27 «Sizzler» / 3M54E1 (Anti-navio)
Sistema de lançamento Barak-VLS (8)Barak-I8 x RAFAEL - A.D.A. Barak-I (Defesa antiaérea próxima)
Sistema de lançamento SA-N-7 «Gadfly» / 3S90 launcher9M38 / HQ-16  «SA-N-7»9 x Novator 9M38 / HQ-16 «SA-N-7» (Defesa Anti-Aérea)

Radares
- Thales Nederland LW-08 (Pesquisa aérea - Al.med: 162Km)
- NIIP-Tikomirov MR710 Fregat «Top Plate» (Combinado Aerea/superficie - Al.med: 157Km)

Outros sistemas electrónicos
- Bharat Electronics AISDN (Sistema integrado de dados tácticos)


Forum de discussão

As fragatas da classe Shivalik, constituem a primeira classe de navios «Stealth» fabricados na Índia.
Embora sejam considerados navios Stealth, as Shivalik são na realidade uma modernização da classe Krivak soviética, a qual já tinha sido modificada com a inclusão de caracteristicas destinadas a reduzir a assinatura radar, que resultou na classe Talwar.

Os doze navios previstos da classe Shivalik, são facilmente distinguiveis dos Talwar, porque têm maiores dimensões (17,5m mais longos) mas grande parte da sua configuração interna e disposição de sistemas de armas são herdados das fragatas Krivak. As linhas exteriores dos navios continuam a mostrar essa influência.

No entanto, e embora seja claro que ainda se trata do modelo de navio soviético que entrou ao serviço nos anos 70, as modificações introduzidas são de grande monta.

Os radares e restantes sensores utilizados pelos navios são de concepção indiana, ou então foram adaptados conforme especificações da marinha da India.
Os navios vão também estar equipados com o míssil anti-navio Brahmos, uma versão do míssil Yakhont adaptada na India para utilização superfície-superfície.
A popa do navio será completamente diferente, pois em vez de um, haverá dois hangares com capacidade para helicópteros Sea King.

Melhores características Stealth

As falhas alegadamente detectadas na clase Talwar, que embora tivesse linhas modificadas não apresentava uma redução clara na assinuatura nos radares, poderão estar na origem das modificações introduzidas na classe Shivalik, onde parecem ter sido redobrados os esforços para reduzir a assinatura-radar do navio.
Espera-se por isso que as fragatas Shivalik sejam menos visiveis que as fragatas Talwar e que as fragatas «Teg» fabricadas em estaleiros russos.

Problemas com licenças para utilização das turbinas.
As dificuldades da industria russa quanto à cosntrução de turbinas, levaram a que os indianos tenham optado por utilizar duas turbinas de origem norte-americana modelo LM-2500, uma das turbinas mais utilizadas internacionalmente.
Esta utilização torna as Shivalik no primeiro navio de projecto soviético a utilizar motores ocidentais.

Sendo material de origem norte-americana, a sua exportação está sujeita a regras rigidas e no inicio de 2009, a apenas alguns meses da conclusão do navio, surgiram na imprensa algumas questões relativamente a problemas levantados pelo Dep. De Estado norte-americano, já depois de os sistemas estarem instalados nos navios.

O custo estimado de cada navio é de aproximadamente 480 milhões de dólares americanos (preços de 2008).


Informação genérica:
Com base nas fragatas Krivak III / Projecto 1135 da era soviética, os estaleiros navais russos, iniciaram um processo de modificação que levou ao desenho e concepção de uma classe derivada de navios, que ainda que sendo claramente baseados nos navios do tipo Krivak, apresentam características inovadoras e podem permitir a sua classificação como um novo tipo.

Este tipo de navios, designados como projecto 1135,6 são também algumas vezes referidos como Krivak-IV, numa alusão à sua derivação da classe Krivak-III.

Modernização e actualização

Uma outra derivação deste modelo, aparece na forma das fragatas indianas da classe Shivalik, as quais foram desenhadas com o apoio dos estaleiros russos.
Os mesmos estaleiros aproveitaram os estudos efectuados, para lançar a classe Sergei Gorshkov.

Tanto a classe Sergei Gorshkov quanto a classe Shivalik são derivados dos Krivak, embora estejam armados com sistemas de armas diferentes.
Os russos designam estes navios como projecto 22350, aparentando tratar-se de um novo navio. No entanto, as dimensões, proporções arranjo dos armamentos, deslocamento e configuração geral demonstram tratar-se basicamente de uma derivação do projecto 1135/Krivak.

Abaixo, o convés de voo para helicópteros e o hangar de um navio indiano Talwar e à direita uma imagem do Sergei Gorshkov.


Outro estaleiro russo, o estaleiro Yantar de Kaliningrad, baseou-se no mesmo projecto para desenvolver uma versão manos sofisticada das Krivak-IV destinada a operações no Mar Negro, cuja primeira unidade foi baptizada de Admiral Grigorovich.


   
---