Navios deste tipo:

Majestic
Couraçado «Pré Dreadnought»
Canopus
Couraçado «Pré Dreadnought»
King Edward VII
Couraçado «Pré Dreadnought»
Formidable (1898)
Couraçado «Pré Dreadnought»
Swiftsure (1903)
Couraçado «Pré Dreadnought»
Duncan
Couraçado «Pré Dreadnought»
Lord Nelson
Couraçado «Pré Dreadnought»

Listar navios do tipo
Couraçado «Pré Dreadnought»


Reino Unido
Couraçado «Pré Dreadnought» classe
Lord Nelson
(tipo 1st class Battleships)
1st class Battleships

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 16090 Ton
Deslocamento máx. : 17820 Ton.
Tipo de propulsão: Máquinas a vapor
Comprimento: 135.18 M - Largura: 24.23M
Calado: 7.92 M.
17 x Caldeiras (carvão) Babcock (Agamemnon - Yarrow) (0)
4 x Máquinas a vapor Trip.Exp. (16750cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 800 Autonomia: 14000Km a 12 nós - Nr. Eixos: 2 - Velocidade Máxima: 18 nós

Canhões / armamento principal
4 x Vickers Defence 305mm/40 Mk.9 Mod.1898 (UK) (Calibre: 305mm/Alcance: 24.2Km)
10 x Royal Ordnance Factories 234mm L/50 Mk XI (UK) (Calibre: 234mm/Alcance: 11.9Km)


Forum de discussão

Constituida por apenas dois únicos navios, esta classe representou o fim da era do pré-dreadnought e abriu caminho a um novo tipo de navio.

A inclusão de baterias secundárias de calibre superior a 152mm (6 polegadas) tinha sido testada já na classe King Edward VII, com quatro torres equipadas com uma peça de 233mm.
Nos dois navio do tipo Lord Nelson, a bateria secundária aumenta de quatro para dez peças de 233mm ao mesmo tempo que era removida a bateria de 152mm.

Algumas publicações apresentam os «Lord Nelson» como semi-Dreadnought, dado eles possuirem uma bateria mista de 14 peças de 305 e 233mm, o que o aproxima em termos de poder da classe de navios que revolucionou a construção naval em 1905.
Na verdade o cinturão protector dos «Lord Nelson» era mais forte que o do Dreadnought mas em termos gerais quando comparado com o HMS Dreadnought e especialmente com os navios que dele derivaram, os dois Lord Nelson estavam obsoletos quando começou a I Guerra.

O navio que resultou, era algo desequilibrado. A não existência de armamento secundário de menor calibre era na altura (inicio do século XX) vista como um dos possíveis caminhos a seguir no desenho dos principais navios de combate das marinhas do mundo.

A idea base, era a de que as baterias principais dos couraçados eram cada vez mais poderosas e que por issoas batalhas seriam travadas a grandes distâncias, tornando inutil o armamento secundário.
Estes dois navios do tipo Lord Nelson apresentaram alguns problemas, principalmente porque a diferença entre os calibres não era muito significativa e isso tornava dificil aos observadores de tiro determinar o que tinham sido disparos de 233mm e disparos de 305mm. Desta forma não era possível enviar informações precisas para o comando das peças para que estas corrigissem o tiro.

A experiência com estes navios não influenciou directamente o salto seguinte da Royal Navy ao ter desenhado e construido o couraçado Dreadnought, pois este último foi lançado antes de os Lord Nelson terem sido concluidos, no entanto foi importante no sentido de determinar a clara superioridade do conceito do novo navio.

Sendo superiores aos outros navios do tipo (ainda que inferiores aos novos navios do tipo Dreadnought) os Lord Nelson foram utilizados para proteger a passagem de tropas britânicas da Grã Bretanha para o norte da França.

Os dois navios foram enviados para o Mediterrâneo, tendo participado activamente na campanha contra a Turquia na região dos Dardanelos.

Embora com maior valor militar que os outros couraçados pré-Dreadnought os navios estavam obsoletos com o fim da I Guerra. O Lord Nelson foi retirado de serviço enquanto que o Agamemnon foi convertido em alvo radio-comandado, sendo finalmente retirado de serviço em 1926/1927.


Informação genérica:
No final do século XIX, a Grã Bretanha afirmou-se de forma clara como a grande potência naval do mundo. Essa afirmação tinha ficado implícita após a vitória sobre os franceses na batalha de Trafalgar no inicio do século, e com a derrota de Napoleão a Royal Navy ascendeu a uma posição de supremacia naval clara.

No final do século, na década de 1890 o poder naval britânico era incontestado, mas começava-se a desenhar haver alguma contestação nomeadamente na Rússia e principalmente na Alemanha, após a unificação alemã.

Nessa altura, e após a construção dos primeiros navios couraçados, os britânicos desenvolveram um tipo de navio que se transformou num «standard» da construção naval para navios couraçados, que eram vistos como os reis dos mares.

Couraçados de Primeira Classe

Após o lançamento desta classe inicial de navios, os britânicos lançaram uma série de derivaçlões que são normalmente consideradas classes distintas, embora basicamente a configuração seja idêntica, com uma bateria principal de quatro peças de 305mm (12 polegadas) a que se somava uma bateria secundária de 12 peças de 152mm (6 polegadas).

Os arranjos do armamento secundário variaram, a blindagem lateral e a motorização sofreram alterações, mas a configuração permaneceu basicamente a mesma em várias das classes. Isto levou a que a maior parte dos navios sejam à primeira vista muito parecidos.

Classe Majestic
A primeira classe de navios deste tipo, cuja configuração serviu de base para vários navios britânicos e também japoneses.

Classe Canopus
Em grande parte idênticos aos navios do tipo Majestic, os Canopus

Classe Formidable
A primeira derivação dos navios Majestic, constituida por duas sub séries (London e Formidable)

Classe Duncan
Construida também como uma derivação da classe Majestic, os Duncan têm igualmente características que derivam dos Canopus.

Classe King Edward VII
A última classe de navios construida nos moldes dos Majestic, que foi construida em numeros significativos. Caracteriza-se pela utilização de uma bateria intermédia de peças de 233mm e um menor numero de peças de 152mm.

Classe Lord Nelson
Apenas dois navios desta classe foram construidos e trata-se claramente de uma classe de transição. Embora armada com a mesma bateria de quatro peças de 305mm, os dois Lord Nelso foram armados com dez peças de 233mm, tendo-se removido o armamento de 152mm.


Couraçados de primeira classe da Marinha Imperial do Japão
Além de navios para a marinha britânica, também foram construidos navios com características idênticas para a marinha do Japão, que tiveram oportunidade de entrar em combate contra os navios russos, durante a guerra russo-japonesa de 1904 - 1905.

Classe Swiftsure
Os dois navios da classe Swiftsure são idênticos aos navios couraçados de 1ª classe, mas receberam um armamento bastante inferior (256mm) dado terem sido concebidos a pedido da marinha chilena, tendo posteriormente sido comprados pela Royal Navy.


   
---