Listar navios do tipo
Cruzador ligeiro


União Soviética
Cruzador ligeiro classe
Sverdlov

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 13600 Ton
Deslocamento máx. : 16640 Ton.
Tipo de propulsão: Turbina a vapor
Comprimento: 210 M - Largura: 22M
Calado: 6.9 M.
6 x Turbina a vapor Nikolaiev (110000cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 1250 Autonomia: 16000Km a 18 nós - Nr. Eixos: 2 - Velocidade Máxima: 32.5 nós

Canhões / armamento principal
12 x Obukhov metalurgy / Kirov 152mm L/57 B-38 (URSS) (Calibre: 152mm/Alcance: 30.2Km)


Forum de discussão

Os navios da classe Sverdlov constituiram o maior esforço por parte da marinha soviética no periodo imediatamente seguinte ao fim da II Guerra Mundial, no sentido de criar uma força de superfície com alguma capacidade.

Sem tempo para grandes experiências, os soviéticos decidiram-se por construir navios directamente derivados da classe Chapaev, uma classe de cruzadores desenhados nos anos 30 e cujos exemplares só foram terminados depois do final da guerra.

Os cruzadores ligeiros Sverdlov são por isso muito parecidos com os navios desenhados nos anos 30, embora tenham sido objecto de uma revisão destinada a melhorar muito a sua capacidade de defesa anti-aérea e a sua autonomia.
Além da bataria principal constituida por quatro torres triplas armadas com canhões de 6 polegadas (152mm), os Sverdlov contavam ainda com doze canhões de 100mm a que se juntavam mais dezasseis de 37mm.

Os responsáveis soviéticos, sem a experiência e os ensinamentos resultantes do combate no pacífico que os norte-americanos ganharam durante o conflicto, perceberam tarde que o cruzador tinha deixado de ter a importância que lhe tinha sido atribuida antes da II Guerra.
Resultado disso, rapidamente os navios do tipo Sverdlov demonstraram estar ultrapassados como navios adequados para o combate naval.

No entanto, por se tratar de navios recentes e caros, os soviéticos efectuaram em alguns deles, modificações destinadas a aumentar a capacidade e valor militar dos navios.
Alguns dos Sverdlov por exemplo, viram as suas torres à ré removidas e substituidas por um hangar e uma pista para helicópteros. Também o armamento secundário anti-aéreo foi substituido em alguns casos por mísseis anti-aéreos.

Alguns dos navios receberam mísseis SA-N-2 «Guideline». Em 1972 os cruzadores Senyavin e Zhdanov receberam um sistema SA-N-4 e novos canhões anti-aéreos mais recentes.
Durante o periodo de construção, seis navios foram cancelados.
Todos os navios estavam já enconstados ainda antes do fim da União Soviética, tendo sido retirados de serviço durante os anos 80.


Informação genérica:


   
---