Navios deste tipo:

Alfa
Submarino nuclear de ataque
Charlie
Submarino nuclear / mísseis de cruzeiro
Victor I / II
Submarino nuclear de ataque
Victor III
Submarino nuclear / mísseis de cruzeiro

Listar navios do tipo
Submarino nuclear / mísseis de cruzeiro


União Soviética
Submarino nuclear / mísseis de cruzeiro classe
Victor III
(tipo Alfa / Charlie / Victor)
Alfa / Charlie / Victor

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 4850 Ton
Deslocamento máx. : 6300 Ton.
Tipo de propulsão: Reactor nuclear
Comprimento: 107 M - Largura: 10.6M
Calado: 7.4 M.
Profundidade: 400 M
Numero de tubos: 6
2 x Reactor nuclear VM-42 (0)
1 x Turbina a vapor OK-300 (31000cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 98 Autonomia: 0Km a 0 nós - Nr. Eixos: 1 - Velocidade Máxima: 30 nós

Misseis
Sistema de lançamento N/DSS-N-21 / Kh-55SM  «Granat»4 x Raduga SS-N-21 / Kh-55SM «Granat» (Ataque ao solo)


Forum de discussão

Introduzido em 1978, o Victor-III é um submarino concebido na União Soviética, resultado do desenvolvimento das duas anteriores séries Victor-I e II. Os submarinos deste tipo são conhecidos como 671-RTM

O seu desenvolvimento ocorre nos anos 70, quando a espionagem soviética se apercebeu que os submarinos soviéticos daquele tipo (e não só) eram alvos fáceis nos navios ocidentais por causa do extremo ruido produzido pelos seus motores.

Por isto, os Victor-III foram construidos com o objectivo de os tornar tão silenciosos quanto possível. Além disso, eles receberam uma modificação considerável relativamente aos anteriores modelos no que respeita à sua capacidade militar. Além dos quatro tubos para o lançamento dos mísseis anti-navio SS-N-15, os Victor-III receberam modificações que permitiram que os seus dois tubos de 648mm pudessem disparar os mísseis de cruzeiro SS-N-21.

Desta forma, os Victor-III são submarinos que estabelecem a ligação entre as classes Alfa/Charlie/Victor por um lado e as classes Sierra/Akula por outro.
É também verdade que todos estes modelos de submarinos estão relacionados entre si de alguma forma.

Característica distintiva.
Os submarinos do tipo Victor-III foram os primeiros a receber um casulo hidrodinâmico em forma de gota, instalado na parte superior do leme. Inicialmente especulou-se que se tratasse de um sistema auxiliar de propulsão ou um sistema de armamento. Mais tarde o sistema foi instalado nos submarinos do tipo Sierra/Akula.
Tratava-se na realidade de um sonar rebocado.

O aparecimento dos Victor-III no final dos anos 70 também preocuparam os estrategas ocidentais, porque os navios eram mais silenciosos que os seus antecessores. O Victor-III por exemplo tanto podia utilizar uma nova hélice de 7 pás, como um novo arranjo de duas hélices de quatro pás instaladas no mesmo eixo.

Curiosidades
Existem dados não confirmados que apontam para a presença de pelo menos um submarino do tipo Victor-III nas águas próximas às Malvinas durante o conflito que opos a Argentina à Grã Bretanha.
Também segundo várias «teorias da conspiração», a União Soviética teria oferecido assistência aos argentinos, durante a primeira quinzena de Março. O apoio soviético seria apenas táctico, e destinado a dar informação sobre a posição das forças britânicas, obtidas por submarinos e também por satélites.


Informação genérica:
Os submarinos dos tipos Alfa, Charlie e Victor sendo diferentes, estão todos relacionados entre si, e a sua construção é resultado das influência inovadora do almirante Sergei Gorshkov na marinha da União Soviética.

Podemos identificar dentro desta «familia» de navios os seguintes modelos:

Alfa - Submarino de ataque de pequenas dimensões e casco simples.

Victor / Projecto 671 - Submarino de ataque lançado no final dos anos 60. (A classe Victor-I tem capacidade para disparar torpedos, a Victor-II pode lançar mísseis anti-navio)

Victor-III - Série de submarinos de ataque com melhor isolamento e características que o tornavam mais dificil de detectar. Este modelo também recebeu capacidade para transportar mísseis de cruzeiro, além dos mísseis anti-navio e dos torpedos.

Charlie / Projecto 670 - Classe complementar de submarinos soviéticos, destinados à produção em série e em grande número, com várias características simplificadas.
Complementado com o 670M, conhecido como Charlie-II


   
---