Listar navios do tipo
Submarino nuclear / mísseis de cruzeiro


Estados Unidos da América
Submarino nuclear / mísseis de cruzeiro classe
Los Angeles

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 6080 Ton
Deslocamento máx. : 6927 Ton.
Tipo de propulsão: Reactor nuclear
Comprimento: 109.7 M - Largura: 10.1M
Calado: 9.9 M.
Profundidade: 400 M
Numero de tubos: 8
1 x Reactor nuclear General Electric S6G (0)
2 x Turbina a vapor General Electric (35000cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 127 Autonomia: 99999Km a 26 nós - Nr. Eixos: 1 - Velocidade Máxima: 32 nós


Forum de discussão

Substitutos dos Lafayette, os submarinos nucleares da classe Los Angeles constituem a mais numerosa classe de submarinos de propulsão nuclear alguma vez construida.

Parte do desenvolvimento dos Los Angeles, resultou dos planos norte-americanos do final dos anos 60 para a construção de dois tipos distintos de navios, um para operações de ataque extremamente rápido e outro para defesa das águas próximas, que deveria ser extremamente silencioso. [1]

Os navios foram sendo modificados à medida que o programa de contrução avançava. Após o 31º navio do tipo, os Los Angeles passaram a contar com tubos para o lançamento de mísseis Tomahawk, quando os navios anteriores só podiam lançar os Tomahawk utilizando os tubos para lançamento de torpedos.

Velocidade
Como é normal em sistemas norte-americanos, o fabricante apenas divulga as capacidades mínimas. Oficialmente os Los Angeles apenas têm uma velocidade confirmada de 25 nós em imersão. Os valores de 32 nós que são normalmente indicados são resultado da análise de especialistas, que consideraram o deslocamento dos navios e a sua potência, que nos modelos mais recentes ultrapassa os 35,000cv.



[1] - «Os vossos malditos submarinos…» - A frase é atribuida a um oficial superior da marinha soviética durante os anos 80. A operação extra silenciosa dos submarinos norte-americanos, que detectavam o ruido dos submarinos soviéticos muito antes de serem detectados por eles, aumentou durante os anos 80 o receio de um ataque nuclear preventivo por parte dos Estados Unidos contra a União Soviética.
As negociações entre a soviéticos e americanos para a redução de armas estratégicas foram condicionadas pela pressão americana, ao enviar propositadamente submarinos do tipo Los Angeles para águas próximas das bases russas no Mar do Norte.
Os soviéticos estavam convencidos de que era impossível detectar a presença dos navios americanos.
Informação genérica:


   
---