Navios deste tipo:

Ohio
Submarino nuclear / misseis balísticos
Ohio / SSGN
Submarino nuclear / mísseis de cruzeiro

Listar navios do tipo
Submarino nuclear / mísseis de cruzeiro

Notícias relacionadas
Odissey Dawn, contra a Líbia



Estados Unidos da América
Submarino nuclear / mísseis de cruzeiro classe
Ohio / SSGN
(tipo Ohio)
Ohio

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 16600 Ton
Deslocamento máx. : 18750 Ton.
Tipo de propulsão: Reactor nuclear
Comprimento: 170.7 M - Largura: 12.8M
Calado: 11.1 M.
1 x Reactor nuclear General Electric S8G (0)
2 x Turbina a vapor General Electric (60000cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 155 Autonomia: 9999Km a 20 nós - Nr. Eixos: 1 - Velocidade Máxima: 24 nós

Misseis
Sistema de lançamento N/DRGM/UGM-109B «Tomahawk» TASM154 x Raytheon Systems RGM/UGM-109B «Tomahawk» TASM (Anti-navio)


Forum de discussão

Quatro submarinos da classe Ohio, foram convertidos de submarinos de transporte de mísseis balísticos, para submarinos de transporte de mísseis de cruzeiro. Os quatro navios da classe não transportam mísseis com ogiva nuclear, servindo apenas como plataforma para o lançamento de mísseis convencionais.

Dos 24 tubos destinados ao lançamento de mísseis balísticos, 22 foram convertidos para o lançamento de mísseis de cruzeiro. Cada tubo pode transportar até sete mísseis desse tipo, permitindo ao submarino transportar 154 unidades prontas para lançamento.

A reconfiguração dos navios também teve em consideração as necessidades da guerra moderna. Os dois tubos mais próximos da vela, foram convertidos para permitir a colocação de forças especiais em qualquer zona costeira sem necessidade de o submarino vir à superfície.

No espaço deixado vago pela reconfiguração, foram adicionadas instalações para o transporte de até 66 pessoas, normalmente forças especiais «Seals» restando espaço para outras equipes, com outro tipo de funções. Atrás da vela e por cima dos dois tubos que foram convertidos para permitir a entrada e saída de mergulhadores, existe espaço para a colocação de um abrigo para apoiar as operações.

As possibilidades que se abriram com esta «nova» série dos Ohio são grandes e os navios podem ser adaptados para o lançamento de diversos tipos de mísseis e até como plataforma para aeronaves de vigilância não tripuladas.


Como acontece com outros navios da marinha norte-americana, dados como valocidade e autonomia não são divulgados. OS navios normalmente cumprem missões de 100 dias.
Informação genérica:
Oprojecto de navios da classe Ohio correspondeu à necessidade de um submarino que pudesse transportar os mísseis Trident desenvolvidos pelos Estados Unidos.

O primeiro navio da classe foi lançado em 7 de Abril de 1979 e dos iniciais 24 navios, o número foi sendo reduzido até ficar em 18 unidades.

O Ohio era o submarino nuclear mais silencioso em serviço durante os anos 80 e também o maior, ainda que rapidamente o título fosse tomado pelo gigantesco Typhoon da marinha soviética.

Os primeiros oito navios da classe foram inicialmente equipados com o míssil Trident-I (Trident C-4). A partir do nono o míssil instalado passou a ser o muito mais poderoso Trident-II (Trident D-5).

Por esta razão, em algumas publicações fala-se de classe Ohio para referir os primeiros oito navios e de classe Pennsylvania para referir os restantes dez navios.

Dos oito iniciais, os primeiros quatro foram efectivamente objecto de uma grande modificação, deixando de transportar mísseis balísticos, que foram substituidos por mísseis de cruzeiro não nucleares, que são designados por classe Ohio/SSGN..


   
---