Navios deste tipo:

Delta-I
Submarino nuclear / misseis balísticos
Delta-II
Submarino nuclear / misseis balísticos
Delta-III
Submarino nuclear / misseis balísticos
Delta-IV
Submarino nuclear / misseis balísticos
Kalmar / Delta-III
Submarino nuclear / misseis balísticos
Delfin / Delta IV
Submarino nuclear / misseis balísticos

Listar navios do tipo
Submarino nuclear / misseis balísticos


União Soviética
Submarino nuclear / misseis balísticos classe
Delta-I
(tipo Delta)
Delta

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 8600 Ton
Deslocamento máx. : 10200 Ton.
Tipo de propulsão: Reactor nuclear
Comprimento: 136.1 M - Largura: 11.6M
Calado: 10 M.
Profundidade: 400 M
Numero de tubos: 4
2 x Reactor nuclear PWR - agua pesada (0)
2 x Turbina a vapor n/d (52000cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 120 Autonomia: 9999Km a 0 nós - Nr. Eixos: 2 - Velocidade Máxima: 25 nós

Misseis
Sistema de lançamento N/DSS-N- 8 «Sawfly» / R-29U Mod.212 x Soviet State Factories SS-N- 8 «Sawfly» / R-29U Mod.2 (Arma estratégica)


Forum de discussão

Desenvolvidos desde 1965 e designados como projecto 667B os primeiros submarinos do tipo Delta, hoje conhecidos como Delta-I são uma evolução dos submarinos da classe Yankee.

A modificação mais evidente relativamente àqueles, é a proeminente bossa atás da vela, muito maior que nos submarinos da classe anterior, resultado de transportar mísseis cinco metros mais altos.

Estes submarinos começaram a operar com a frota do mar do norte em 1973. A partir de 1976 começaram também a operar com a frota do Pacífico.

O alcance dos mísseis SS-N-8 permitia aos submarinos da classe Delta, operar na área do Mar de Barents e na Gonelandia a uma distância de dois a três dias de viagem da sua base.

Os navios foram transferidos para a marinha russa a partir de 1991 e o processo de desactivação teve inicio em 1994. Os problemas com a economia russa no entanto, afectaram as operações de desactivação. O estado russo não teve durante muito tempo dinheiro para desactivar os submarinos. Em alguns casos foi retirado o combustível, mas materiais radioctivos continuam dentro dos navios. Alguns deles estão encalhados na região de Murmansk aguardando decisões futuras quanto ao seu desmantelamento.


Informação genérica:
Os «Delta» são o resultado da corrida aos armamentos entre a União Soviética e os Estados Unidos, que aumentou especialmente com o desenvolvimento de novos sistemas submarinos soviéticos durante os anos 60.

Os Delta podem ser vistos como versões melhoradas e aumentadas dos submarinos da classe Yankee, ma scom capacidade para transportar os muito mais poderosos mísseis SS-N-8.
A enorme dimensão desses mísseis balísticos colocou um problema complexo aos projectistas soviéticos.

A solução encontrada foi muito pouco elegante, mas funcional. Os soviéticos utilizaram como base os cascos dos Yankee, cortado imediatamente a seguir à vela, incorporando uma secção bastante destinada a incorporar os tubos de lançamento de mísseis. A solução, que nos Yankee não era tão evidente, por estes transportarem mísseis de menores dimensões, resultou na distintiva corcunda que caracteriza este tipo de submarinos.

Notar que os navios desta classe foram transferidos da marinha da União Soviética para a marinha russa. Embora se trate dos mesmos navios, considera-se que o país a que pertencem é diferente, pelo que existem classes duplicadas.
Designamos as classes após transferidas para a marinha russa pelo nome do projecto, dado na marinha russa grande parte dos navios terem passado a receber nomes em substituição dos numeros.


   
---