Listar navios do tipo
Submarino nuclear / mísseis de cruzeiro


Russia
Submarino nuclear / mísseis de cruzeiro classe
Graney

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 5900 Ton
Deslocamento máx. : 8600 Ton.
Tipo de propulsão: Reactor nuclear
Comprimento: 111 M - Largura: 12M
Calado: 8.4 M.
Profundidade: 500 M
Numero de tubos: 8
1 x Reactor nuclear 195MW (0)
2 x Turbina a vapor GT3A (43000cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 80 Autonomia: 9999Km a 0 nós - Nr. Eixos: 2 - Velocidade Máxima: 28 nós

Misseis
Sistema de lançamento N/DSS-Nx-27 «Sizzler» / 3M54E112 x Novator SS-Nx-27 «Sizzler» / 3M54E1 (Anti-navio)


Forum de discussão

O anuncio por parte dos Estados Unidos do lançamento do submarino nuclear da classe Seawolf, no final dos anos 80 coincidiu com o colapso da União Soviética, mas aquela que seria a resposta a esses submarinos norte-americanos tinha já começado a ser concebida tomando a forma de projecto 885, ou Yasen. Estes submarinos deveriam substituir a classe Victor-III. Inicialmente a classe deveria ser uma derivada dos Akula, mas aparentemente o periodo em que o projecto esteve suspenso, permitiu que a nivel de concepção se fizessem profundas modificações.

A Rússia continuou o projecto e a construção do primeiro navio do tipo «Graney» ou Yasen na designação russa começou ainda em 1993. No entanto a construção decorreu a um ritmo extremament lento, tendo o navio estado praticamente abandonado durante anos.

Os trabalhos de construção foram apressados depois de 2005 e espera-se que o primeiro navio possa estar operacional por volta de 2012.
O projecto parece ter futuro, já que a construção do segundo navio do tipo, o Kazan, teve oficialmente inicio em 29 de Julho de 2009, esperando-se a sua entrada ao serviço em 2014. No entanto os planos para a construção de 12 navios foram completamente abandonados. O número foi reduzido para seis e posteriormente os russos deram a entender que apenas quatro navios serão construidos.

Embora os dados não sejam precisos e a especulação possa influir na configuração, os Graney parecem dispor de oito tubos para lançamento vertical de mísseis de cruzeiro, e cada tubo pode conter três mísseis do tipo SS-N-27.
Serão também transportados mísseis anti-navio SS-N-15 além dos torpedos, que utilizam os oito tubos.

Os engenheiros russos parecem ter procurado responder à tradicional superioridade dos submarinos americanos em termos de ruido. Apenas um reactor nuclear está instalado, acoplado a duas turbinas a vapor de desenho mais moderno e compacto, que deverão produzir menos ruido.
Especial cuidado foi tido com a helice, tentando reduzir ao máximo o problema da cavitação.

Se os russos parecem ter procurado produzir um submarino mais silencioso, aparentemente abriram mão da potência, o que resulta numa velocidade máxima que é estimada em 27 nós.
Mesmo assim, os reatores nucleares têm demonstrado problemas, o que levou a constantes atrasos no programa de construção. Em Agosto 2012 o programa foi atrasado pela segunda vez nesse ano após se ter verificado que durante provas de mar, o submarino Severodvinsk produzia níves de ruído muito acima do previsto no projeto.

Os responsáveis afirmam que o navio poderá atingir uma profundidade de 600m, ainda que dados igualmente não confirmados afirmem que considerando o nível de conhecimento dos russos sobre materiais, a profundidade máxima atingida fique entre 400 e 500m, o que de qualquer forma é um valor importante.


Informação genérica:


   
---