Navios deste tipo:

Xia
Submarino nuclear / misseis balísticos
Jin
Submarino nuclear / misseis balísticos

Listar navios do tipo
Submarino nuclear / misseis balísticos


China popular
Submarino nuclear / misseis balísticos classe
Xia
(tipo Xia / Jin)
Xia / Jin

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 6500 Ton
Deslocamento máx. : 8000 Ton.
Tipo de propulsão: Nuclear / Turbo-electrica
Comprimento: 120 M - Largura: 10M
Calado: 8 M.
Profundidade: 300 M
Numero de tubos: 6
1 x Reactor nuclear PWR - 90MW (0)
Tripulação / Guarnição: 140 Autonomia: 0Km a 0 nós - Nr. Eixos: 1 - Velocidade Máxima: 22 nós

Misseis
Sistema de lançamento N/DCSS-N-3 / JL-112 x Chinese State Factories CSS-N-3 / JL-1 (Arma estratégica)


Forum de discussão

O submarino nuclear Xia (lê-se Chi-há), foi o único submarino nuclear desta classe construido pela República Popular da China e segundo os dados disponíveis nunca esteve verdadeiramente operacional. Indicios sobre o inicio da construção de um segundo navio nunca se chegaram a confirmar.

Os chineses utilizaram o mesmo processo utilizado pelos soviéticos para desenhar os seus submarinos nucleares transportadores de mísseis balísticos.
No caso chinês, utilizaram como base o casco dos seus submarinos da classe Han e incluiram logo atrás da vela um compartimento de mísseis com doze tubos, para lançamento de igual número de mísseis.

Os planos iniciais chineses incluiam a construção de uma classe de quatro navios, mas os problemas com o desenvolvimento do Xia, levaram a que os restantes três tivessem sido cancelados. Decorreram nove anos entre o inicio da construçao e a entrega do navio à marinha da China. Nessa altura foi efectuado o primeiro teste de lançamento de um míssil.

O navio recebeu 12 mísseis CSS-N-3, que têm um alcance máximo de 2150km. Estes mísseis são balísticos, mas não são intercontinentais, pelo que a sua capacidade é muito reduzida quando comparada com a de outras marinhas da mesma dimensão como a Francesa ou a Britânica. Em meados dos anos 90 especulou-se que tinha sido iniciado um processo de modernização para incorporar os novos mísseis SS-NX-4, mas aparentemente isto não aconteceu.

A motorização deste submarino também é relativamente modesta e foi a mesma instalada a bordo dos submarinos de ataque da classe Han. Ao contrário de outros navios do tipo, os submarinos nucleares chineses não possuem turbinas a vapor, utilizando propulsão nuclear turbo-electrica. Isto reduz a velocidade máxima dos submarinos em imersão a apenas 22 nós.

A entrada ao serviço de mais unidades da nova classe Jin, deverá implicar a saida de serviço do único navio desta classe.

Ataque preventivo

A utilização a dar pelos chineses ao seu único submarino da classe Xia é discutida entre os estrategas, pois existe a possibilidade de que a China considere o submarino como uma arma destinada a fazer um ataque preventivo e não a servir de arma de retaliação em caso de guerra.

Ao contrário dos submarinos ocidentais e russos, o Xia, tem que se aproximar do alvo a um pouco mais de 2,000km de forma a poder lançar os seus mísseis. Também ao contrário daqueles, que têm permanentemente submarinos no mar em parte desconhecida, o submarino chinês está normalmente no porto. Em caso de ataque contra a China, ele seria um alvo fácil.

A especulação leva a considerar a possibilidade de o Xia ser mais uma forma de pressão sobre Taiwan.


Informação genérica:
A China começou a estudar a adaptação do seu primeiro submarino nuclear de ataque em submarino nuclear lançador de mísseis de cruzeiro, pouco depois de ter começado os estudos para o lançamento da classe Han.

O desenho do primeiro desses submarinos iniciou-se nos anos 70 e em 1978 o primeiro e único navio da clase Xia foi lançado.

Os maus resultados com a classe e as dificuldades que os chineses tiveram com o navio levaram a que os restantes três navios fossem cancelados.

Os trabalhos de desenvolvimento continuaram e os chineses pediram auxilio à empresa russa Rubin - já durante os anos 90 - para os ajudar a desenhar uma nova classe de submarinos.

Classe Jin

O resultado apareceu na forma da classe Jin, que segue basicamente a mesma estrutura do anterior Xia, beneficiando dos desenvolvimentos tecnológicos que entretanto ficaram disponíveis, da experiência ganha pelos estaleiros chineses e naturalmente da experiência técnica dos russos.

Quer o único navio da primeira classe quer os restantes navios do segundo tipo lembram os submarinos russos da classe Delta, ainda que possuam apenas 12 tubos em vez de 16.


Classe Tang ?

Presentemente apenas dois navios da classe Jin foram construidos e não foram ainda declarados operacionais. O facto de os mísseis SS-NX-4 serem relativamente recentes pode explicar o atraso.

O tradicional «modus operandi» da marinha chinesa deixa lugar a especulações segundo as quais a classe Jin é apenas uma etapa e que os chineses passarão para a fase seguinte que consiste numa classe de navios derivados da classe Jin, mas com uma secção acrescentada que permite ttransportar o dobro dos mísseis.

Tal classe de submarino, que é presentemente apenas especulação, permitiria à China dispor de um navio equivalente em termos de numero de mísseis, aos submarinos da classe Ohio norte-americana.


   
---