Navios deste tipo:

Oscar (S)
Submarino nuclear / mísseis de cruzeiro
Oscar II
Submarino nuclear / mísseis de cruzeiro

Listar navios do tipo
Submarino nuclear / mísseis de cruzeiro


Russia
Submarino nuclear / mísseis de cruzeiro classe
Oscar II
(tipo Oscar)
Oscar

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 14700 Ton
Deslocamento máx. : 24000 Ton.
Tipo de propulsão: Reactor nuclear
Comprimento: 154 M - Largura: 18.2M
Calado: 9 M.
Profundidade: 350 M
Numero de tubos: 6
2 x Reactor nuclear VM-5 190MW (0)
2 x Turbina a vapor (98000cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 135 Autonomia: 0Km a 0 nós - Nr. Eixos: 2 - Velocidade Máxima: 28 nós

Misseis
Sistema de lançamento N/DSS-N-15 «Starfish»12 x Raduga SS-N-15 «Starfish» (Anti-navio)
Sistema de lançamento N/DSS-N-19 / 3K45 «Shipwreck / Granit»24 x Chelomey SS-N-19 / 3K45 «Shipwreck / Granit» (Anti-navio)


Forum de discussão

Os navios do tiop Oscar (ou Oscar-II) foram todos transferidos da marinha da União Soviética para a marinha da Rússia, após o colapso da URSS.
Alguns navios estavam ainda em construção quando foram transferidos e outros foram lançados já como navios da marinha da Federação Russa.

Os novos navios que foram lançados já como navios russos e que não foram transferidos, sofreram com o problema do fim de muitos dos fornecedores, pelo que foi extremamente importante para a marinha russa e para os estaleiros, demonstrarem que continuavam a manter alguma capacidade para construir submarinos de grandes dimensões.

De entre os simbolos dessa capacidade destacou-se o submarino K141 Kursk, lançado em 1994 e entregue à marinha russa no ano seguinte.
Esse submarino, é provavelmente o mais famoso de todos os navios da classe Oscar-II.
O submarino afundou-se em Dezembro de 2000 como resultado da explosão de um torpedo defeituoso que utilizava Peroxido de Hidrogénio, um combustível tremendamente instável que já era utilizado pelos alemaes na II Guerra Mundial.

A tragédia, que foi ocultada pelas autoridades russas, foi agravada pelo facto de a marinha russa achar que podia salvar os marinheiros que ainda estavam vivos no fundo do mar. Dado não ter meios técnicos minimamente eficazes, a marinha russa só demasiado tarde pediu ajuda.
Todos os tripulantes do Kursk morreram.

Em 2010, apenas dois navios do tipo se encontravam oficialmente ao serviço. Outros dois têm estatuto de reserva e um quinto não há informação sobre a sua situação.

[a] - Projeto 949 Granit. Os restantes pertencem ao projeto 949A Antey.


Informação genérica:
Os navios do tipo Oscar dividem-se normalmente em dois tipos:

Os primeiros dois navios lançados, diferem dos restantes por serem ligeiramente mais pequenos
Os restantes navios são de dimensões maiores (mais 11 metros).

Os navios do tipo foram todos transferidos da marinha da União Soviética (aqui designados como classe Oscar - S) para a marinha da Rússia (classe Oscar), e por isso a classe aparece representada duas vezes, pois para manter a lógica de organização, União Soviética e Rússia são países diferentes.


   
---