Navios deste tipo:

U-206A
Submarino de ataque (SSK)
Type 540 «Gal»
Submarino de ataque (SSK)

Listar navios do tipo
Submarino de ataque (SSK)


Israel
Submarino de ataque (SSK) classe
Type 540 «Gal»
(tipo U205 / U206)
U205 / U206

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 420 Ton
Deslocamento máx. : 600 Ton.
Tipo de propulsão: Diesel / Electrica
Comprimento: 48.9 M - Largura: 4.9M
Calado: 4.5 M.
Profundidade: 200 M
Numero de tubos: 8
1 x Motor a Diesel MTU 12V483 TY60 (1800cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 32 Autonomia: 8000Km a 5 nós - Nr. Eixos: 1 - Velocidade Máxima: 17 nós

Misseis
Sistema de lançamento N/DHarpoon UGM 844 x Boeing Harpoon UGM 84 (Anti-navio)


Forum de discussão

Os navios da classe Gal ou Type-540, como foram designados pelos estaleiros britânicos Vickers-Barrow, são uma versão do submarino alemão U206 especialmente modificada para operação no Mediterrâneo.

Estes navios substituiram dois submarinos britânicos, do periodo da II guerra mundial que foral vendidos a Israel em 1967. Desses três navios um perdeu-se antes de ser entregue e os outros dois saíram de serviço em 1975 e 1977, altura em que os três «Gal» entraram ao serviço.

Embora sejam baseados no mesmo projecto da empresa IKL, os navios de Israel são de maiores dimensões que os navios alemães em que se baseiam.
Entre as características distintivas está a instalação de um sistema de mísseis anti-aéreos,

Modernização

Entre 1987 e 1988 os três navios foram objecto de um processo de modernização, que ocorreu de forma paralela à modernização dos U206 alemães.
No entanto, ao contrario dos navios alemães, os navios de Israel receberam capacidade para disparar mísseis anti-navio lançados de submarinos, do tipo sub Harpoon.
Os submarinos passaram a utilizar torpedos NT37E em vez dos obsoletos Mk.37

No entanto, ao incluir novos sistemas a bordo, os navios do tipo Gal ficaram com uma habitabilidade ainda mais reduzida. No total cada navio pode transportar até 10 misseis ou torpedos.

Com a entrada ao serviço dos novos Dolphin os Gal. Foram retirados de serviço no inicio da primeira década do século XXI e enviados para a Alemanha . Depois de se ter tentado vender dois deles sem sucesso, um último sobrevivente foi enviado de volta para Israel onde foi transformado em museu.


Informação genérica:
Os submarinos do tipo U205 e os seus derivados U206 foram os primeiros submarinos alemães construidos em série após a II guerra mundial [1].

Considerando os objectivos estratégicos da NATO, o objectivo dos submarinos alemães após a II guerra era o de garantir o encerramento do mar Báltico em caso de guerra com a União Soviética. Ainda que pequenos e com pequena autonomia, estes submarinos podiam esperar a chegada dos navios soviéticos e afunda-los quando estes tentassem passar pelo estreito que separa a Dinamarca da Suécia.

Características distintivas

A pequena dimensão dos submarinos alemães, e especialmente a necessidade de possuírem casco amagnético, tornou este tipo de navios únicos em todo o mundo. Como não precisavam de submergir em mar aberto e estariam sempre perto das suas bases, os U206 não possuíam grande autonomia e não estavam preparados para submergir a grandes profundidades.
Esta configuração foi uma exigência das especificações da marinha alemã, resultado das doutrinas adoptadas, mas colocou um problema à industria alemã de submarinos para exportação.

Por esta razão, a Alemanha lançou no inicio dos anos 70, uma outra classe de submarinos, mais poderosos e de maiores dimensões, com capacidade para mergulhar a maiores profundidades e ao mesmo tempo muito maior autonomia. Essa classe de navios ficou conhecida como U209, mas como não correspondia às especificações alemães nunca foi adquirida pelo país.
Existe normalmente uma curiosa confusão com a questão dos submarinos alemães para exportação. Na realidade, e ao contrário do que acontece com outros países, os submarinos alemães para exportação, são mais capazes e eficientes como navios submarinos polivalentes, que as embarcações submarinas para o mercado interno.

Distinguém-se três tipos principais de navios do tipo, embora tenham sido construidos dois navios do tipo U201 e três do tipo U202. Estes navios podem ser considerados experimentais, e tiveram muitos problemas com o casco, por não corresponderem às exigências da marinha alemã que exigia casco amagnético. Os U205 podm ser considerados U202 modernizados e com os problemas de corrosão do casco resolvidos.


A classe U205, foi constituida por 11 navios, cuja contrução começou no final dos anos 50, com o primeiro navio a ser entregue à marinha da Alemanha Federal em 25 de Agosto de 1962. Cinco navios foram retirados quando os U206 entraram ao serviço e seis deles ainda estavam ao serviço no final dos anos 80.


Os U206, cuja construção começou em 1969 seriam 18 e a sua entrada ao serviço implicou a retirada de parte dos U205 do serviço activo, mantendo a esquadra alemã em 24 unidades, até ao fim da guerra fria.

Gal

Um terceiro tipo de submarino corresponde a uma versão do U206 que foi vendida a Israel, sendo conhecido como «Gal». Trata-se de uma classe de três navios, cuja construção teve inicio entre 1973 e 1974. Os submarinos foram no entanto contruidos pelos estaleiros de Barrow (Vickers) na Grã Bretanha.

A principal característica que distingue os Gal dos U206, consiste no facto de ao contrário dos navios alemães, a partir de 2008 durante uma modernização os da marinha de Israel terem sido equipados com mísseis sub Harpoon. Os seus sistemas de combate, sonares e electrónica também são distintos.



[1] - A Alemanha federal produziu experimentalmente alguns navios submarinos baseados em modelos concebidos ainda em 1945, antes da rendição da Alemanha nazi.


   
---