Listar navios do tipo
Cruzador blindado


Estados Unidos da América
Cruzador blindado classe
Brooklyn (1892)

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 9215 Ton
Deslocamento máx. : 10068 Ton.
Tipo de propulsão: Máquinas a vapor
Comprimento: 122.7 M - Largura: 19.71M
Calado: 7.32 M.
7 x Caldeiras (carvão) (0)
2 x Máquinas a vapor Trip.exp. (16000cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 581 Autonomia: 10000Km a 12 nós - Nr. Eixos: 2 - Velocidade Máxima: 20 nós


Forum de discussão

A classe Brooklyn foi constituida por um único navio, cuja construção foi autorizada em 1892. Ele deveria ultrapassar em capacidade o cruzador New York e a influência francesa foi clara no seu desenho.
Os bordos laterais extremamente inclinados e o armamento principal em torres laterais protuberantes eram características tipicamente francesas.

O navio estava equipado com quatro torres, cada uma delas com duas peças de artilharia de 203mm (8 polegadas).

A blindagem do Brooklyn era no entanto relativamente leve, com uma proteção de 76mm a proteger a casa das máquinas. O seu cinturão protetor também era de 76mm (3 polegadas), apenas as torres eram mais blindadas (140mm e máximo de 203mm nas «barbetas»).

O navio chegou a atingir nos primeiros testes de mar uma velocidade de 21.9 nós, no entanto com carga normal, a sua velocidade era próxima dos 20 nós


Participação na guerra hispano-americana

O Brooklyn erao navio almirante do comodoro Schley durante a batalha de Santiago de Cuba em 1898, contra a marinha espanhola.
No entanto, a debilidade da blindagem do navio não chegou a ser demonstrada devido à falta de qualidade dos disparos dos navios espanhóis, cuja tripulação estava com problemas de disciplina.

Ainda assim o Brooklyn foi dos navios mais atingidos pelos tiros dos navios espanhóis. Entre 1908 e 1914 o navio foi objeto de uma grande modernização e esteve ao serviço durante a I guerra mundial.

Enviado para o Pacífico, o navio foi utilizado até 1920, altura em que foi retirado de serviço.


Informação genérica:


   
---