Navios deste tipo:

Colossus
Porta aviões ligeiro
Arromanches
Porta aviões ligeiro
Minas Gerais
Porta aviões ligeiro
Vikrant
Porta aviões ligeiro
Veinticinco de Mayo
Porta aviões ligeiro

Listar navios do tipo
Porta aviões ligeiro


França
Porta aviões ligeiro classe
Arromanches
(tipo Colossus)
Colossus

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 14000 Ton
Deslocamento máx. : 17900 Ton.
Tipo de propulsão: Turbina a vapor
Comprimento: 211.2 M - Largura: 34.2M
Calado: 7.4 M.
4 x Caldeiras (oleo) Admiralty «3 drum» (0)
4 x Turbina a vapor Parsons (40000cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 1300 Autonomia: 22000Km a 15 nós - Nr. Eixos: 2 - Velocidade Máxima: 25 nós


Forum de discussão

O porta-aviões francês Arromanches, era o antigo HMS Colossus da real marinha britânica, que foi transferido para a França em 1946 e finalmente comprado pelos franceses em 1951.

O navio não chegou a ser utilizado para operações de combate durante a II guerra mundial, ficando limitado a operações de transporte. Com o fim da guerra, a Grã Bretanha tinha um número de porta-aviões muito grande e começou um processo de desactivação de vários navios, mesmo de porta-aviões que praticamente tinham acabado de ser construidos.

O Colossus foi transferido para a França em 1946 e os franceses equiparam o navio com tecnologia moderna e aviões de origem norte-americana.

O Arromanches participou na campanha na Indochina francesa apoiando as forças francesas no terreno. A operação dos bombardeiros Helldiver em apoio da fortificação cercada de Dien Ben Phu ficou famosa.

Durante o conflito na Indochina, os Helldiver do Arromanches efectuaram centenas de operações contra o Vietmin. Como o Arromanches não possuia capacidade para tanto combustivel de aviação e a França não tinha reabastecedores, o navio tinha que navegar para Hong Kong periodicamente, deixando os aviões em bases em terra.

Aeronaves
Desde a sua aquisição, o Arromanches começou por operar caças Supermarine Seafire e bombardeiros SBD Dauntless. Estes ainda durante o conflito na Indochina foram substituidos respectivamente por caças Hellcat e bombardeiros Helldiver.

Pouco tempo depois, durante a operação contra o Suez no Egito, o Arromanches estava equipado com caças Corsair e bombardeiros Avenger.

A partir de 1959 o Arromanches foi submetido a uma modernização em que lhe foi removida a catapulta e introduzido um convés com pista em angulo. O Arromanches passou então a operar também como navio de treino, com a entrada ao serviço dos dois porta-aviões da classe Clemenceau.
Ele recebeu também o naquela altura novo Alizé de patrulha marítima, o que dava ao navio capacidade para luta anti-submarina e posteriormente um grupo de helicópteros.
A partir de 1968 ele passou a ser designado como porta-helicópteros.

O Arromanches foi retirado de serviço em 1974 e desmantelado em 1978.

Foi prevista a sua substituição até 1981 por um novo tipo de porta-helicópteros de concepção francesa, mas o projeto atrasou-se por razões financeiras e acabou por ser cancelado, quando começou, já na década de 1990 a despontar o projeto de um novo porta-aviões nuclear.


Informação genérica:
A classe de porta-aviões «Colossus» tem origem no plano de construções navais de tempo de guerra dos britânicos durante a II Guerra Mundial.
Foi a mais numerosa familia de porta-aviões da Grã Bretanha e foram construidas trezes unidades.

Trata-se de uma classe constituida por duas séries. A primeira, que é conhecida como Colossus é ligeiramente diferente com algumas alterações relativamente ao layout interno, mas basicamente trata-se do mesmo navio.
A segunda série é conhecida como Majestic.

São navios construidos com enfase no número e não nas características técnicas. Por isso a sua velocidade ficou limitada a menos de 25 nós, não existe praticamente proteção ou blindagem e o armamento defensivo foi reduzido ao mínimo.

Os navios da classe foram os seguintes:

Colossus

HMS Colossus [6]
HMS Glory
HMS Ocean
HMS Venerable [1]
HMS Vengeance [2]
HMS Theseus
HMS Triumph
HMCS Warrior [4]
HMS Perseus [5]
HMS Pioneer [5]

Majestic

HMS Hercules [3]
HMS Leviathan
HMCS Magnificent (HMCS)
HMS Majestic
HMS Powerfull
HMS Terrible


[1] - Transferido para a Holanda e posteriormente para a Argentina (Veinticinco de Mayo)
[2] - Emprestado à Austrália e transferido para o Brasil como Minas Gerais
[3] - Transferido para a Índia como Vikrant.
[4] - Transferido para a Argentina como Independencia.
[5] - Completados como navios de manutenção de aeronaves.
[6] - Transferido para a França como Arromanches


   
---