Navios deste tipo:

Soryu
Porta aviões
Shokaku
Porta aviões
Taiho
Porta aviões

Listar navios do tipo
Porta aviões


Japão
Porta aviões classe
Shokaku
(tipo Soryu / Shokaku /Taiho)
Soryu / Shokaku /Taiho

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 25675 Ton
Deslocamento máx. : 32105 Ton.
Tipo de propulsão: Turbina a vapor
Comprimento: 250 M - Largura: 26M
Calado: 8.87 M.
8 x Caldeiras (oleo) (0)
4 x Turbinas acopladas Kanpon (160000cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 1660 Autonomia: 18000Km a 18 nós - Nr. Eixos: 4 - Velocidade Máxima: 34 nós


Forum de discussão

O Shokaku e o seu irmão gémeo Zuikaku, foram os dois mais poderosos porta-aviões da marinha imperial japonesa durante a II guerra mundial.
Houve navios mais pesados, mas não tão eficientes e adequados para o combate e houve navios mais modernos, mas de menores dimensões.

Os navios eram uma versão aumentada do porta-aviões Hiryu, ainda que 30m mais longo e com um deslocamento superior em 8500t.

Os dois navios desenvolviam no entanto uma velocidade elevada, por terem instalados os mais poderosos motores colocados num navio de guerra japonês até então. Capazes de 34 nós os Shokaku podiam deixar para trás até os contra-torpedeiros de escolta ou os cruzadores.

Aviões
Os navios podiam transportar 84 aviões.

Defesa anti-aérea
Os navios desta classe estavam equipados com uma poderosa bataria de defesa anti-aérea, de entre as quais se destacam oito torres duplas com peças de 127mm (16 canhões), além de 36 canhões de 25mm, a que foram acrescentados mais 12 em Junho de 1942 (acomodados em torres triplas).


Informação genérica:
Os japoneses desenvolveram vários tipos de navios porta-aviões durante a II guerra mundial, mas há três tipos de navios, que pelas suas características se podem englobar dentro de um mesmo grupo.

Eles são o resultado da análise feita pelos japoneses às características dos porta-aviões britânicos e norte-americanos.

A primeira classe de navios está representada pelos dois Soryu. Os navios foram concebidos na primeira metade da década de 1930 e a construção começou respectivamente em 1934 para o Soryu e em 1935 para o Hiryu. Os navios tinham um deslocamento idêntico ao dos navios porta-aviões britânicos, mas tinham uma proteção inferior, o que em contrapartida lhes dava uma velocidade superior.

Depois foram lançados os dois Shokaku, que eram essencialmente versões aumentadas dos anteriores Soryu. Eles tinham um deslocamento máximo de 32.000t e que eram os maiores porta-aviões japoneses, quando começou a guerra.

Os japoneses só desenvolveram um porta-aviões, com proteção e blindagem adequada demasiado tarde. Tratou-se do Tahio, que foi desenvolvido a partir dos Shokaku, mas com uma proteção blindada de 76mm para a coberta.
Com um deslocamento máximo de 37.000t ele foi o maior porta-aviões japonês (em termos de numero de aviões transportados), sendo no entanto ultrapassado pelo Shinano, que era básicamente um super-couraçado da classe Yamato, convertido em porta-aviões.


   
---