Navios deste tipo:

Soryu
Porta aviões
Shokaku
Porta aviões
Taiho
Porta aviões

Listar navios do tipo
Porta aviões

Acontecimentos relacionados
Batalha de Midway
Ataque a Pearl Harbour



Japão
Porta aviões classe
Soryu
(tipo Soryu / Shokaku /Taiho)
Soryu / Shokaku /Taiho

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 19500 Ton
Deslocamento máx. : 15900 Ton.
Tipo de propulsão: Turbinas acopladas
Comprimento: 222 M - Largura: 21M
Calado: 7.44 M.
8 x Caldeiras (oleo) Kanpon ()
4 x Turbinas acopladas Kanpon (152000cv/hp)
Tripulação / Guarnição: 1103 Autonomia: 14000Km a 12 nós - Nr. Eixos: 4 - Velocidade Máxima: 34.5 nós

Aeronaves embarcadas
- 18 x Aichi D3A2 «Val»
- 18 x Nakajima B5N2 «Kate»
- 21 x Mitsubishi A6M2 «Rei-sen»


Forum de discussão

Os navios da classe Soryu foram construídos nos finais dos anos 30 com base em cascos de cruzadores, com o objectivo de os tornar em navios tão rápidos como os porta-aviões Kaga e Akagi, mas com recurso a apenas uma parcela da potência daqueles navios.

Estes navios resultaram na altura nos mais rápidos porta-aviões do mundo, o que era de grande importância, especialmente para as operações de descolagem.
O Hiryo, tinha dimensões ligeiramente maiores que as do Soryu, com um deslocamento máximo de 21900t e uma velocidade máxima de 34.3 nós.

Os dois navios operaram normalmente em conjunto, e estiveram os dois em Pearl Harbour. Também participaram na batalha de Midway onde os dois se perderam.

O Soryu (Dragão Azul) foi atingido por três bombas lançadas durante um ataque na batalha de Midway que começou às 07:25 e que foi levado a cabo por 13 bombardeiros americanos do porta-aviões Yorktown.

Vários fogos espalharam-se rapidamente pelo navio e às 07:30 atingiram o paiol das bombas.

Às 07:40 os dois conjuntos de turbinas tinham parado.

Às 07:45 foi dada ordem de abandonar o navio.
O Soryu continuou a arder até às 16:00 na tarde desse dia. O navio afundou-se às 16:13, tendo sido registadaa uma grande explosão debaixo de água às 16:20.


Quanto ao Hiryu, ao contrário dos outros três porta-aviões da força do Almirante Nagumo, ele não foi atingido no fatídico ataque que colocou a força de porta-aviões japoneses fora de combate na manhã de 4 de Junho.

É do Hiryu (Dragão Voador) que parte às 11:00 da manhã o único contra-ataque japonês, constituído por 40 aviões, do qual resultou atingido pelas 14:30 o porta-aviões americano Yorktown.

O ataque ao Yorktown faz notar aos americanos que não colocaram fora de combate toda a força de porta-aviões japoneses, pelo que é lançado um último ataque com o objectivo de afundar o Hiryu. O ataque é lançado às 15:30 e o navio é atingido gravemente por volta das 17:30.

Os aviões americanos fizeram pontaria à bandeira japonesa pintada na parte da proa da coberta de voo e atingiram o navio quatro vezes.

Ele imediatamente se incendiou e foi abandonado durante a noite e torpedeado por um contra-torpedeiro japonês, e afundou entre as 09:05 e as 09:15 do dia 5 de Junho.
Informação genérica:
Os japoneses desenvolveram vários tipos de navios porta-aviões durante a II guerra mundial, mas há três tipos de navios, que pelas suas características se podem englobar dentro de um mesmo grupo.

Eles são o resultado da análise feita pelos japoneses às características dos porta-aviões britânicos e norte-americanos.

A primeira classe de navios está representada pelos dois Soryu. Os navios foram concebidos na primeira metade da década de 1930 e a construção começou respectivamente em 1934 para o Soryu e em 1935 para o Hiryu. Os navios tinham um deslocamento idêntico ao dos navios porta-aviões britânicos, mas tinham uma proteção inferior, o que em contrapartida lhes dava uma velocidade superior.

Depois foram lançados os dois Shokaku, que eram essencialmente versões aumentadas dos anteriores Soryu. Eles tinham um deslocamento máximo de 32.000t e que eram os maiores porta-aviões japoneses, quando começou a guerra.

Os japoneses só desenvolveram um porta-aviões, com proteção e blindagem adequada demasiado tarde. Tratou-se do Tahio, que foi desenvolvido a partir dos Shokaku, mas com uma proteção blindada de 76mm para a coberta.
Com um deslocamento máximo de 37.000t ele foi o maior porta-aviões japonês (em termos de numero de aviões transportados), sendo no entanto ultrapassado pelo Shinano, que era básicamente um super-couraçado da classe Yamato, convertido em porta-aviões.


   
---