Navios deste tipo:

Papanikolis
Submarino de ataque (SSK)
Tridente
Submarino de ataque (SSK)

Listar navios do tipo
Submarino de ataque (SSK)

Notícias relacionadas
Polónia pode comprar submarinos U-214
Turquia contrata compra de U-214
Marinha brasileira: Submarinos em causa
Um U214 ao preço da chuva



Grécia
Submarino de ataque (SSK) classe
Papanikolis
(tipo U-214)
U-214

Dados principais Motores
Deslocamento standard: 1700 Ton
Deslocamento máx. : 1860 Ton.
Tipo de propulsão: Gerador AIP - Celulas de combustível
Comprimento: 65 M - Largura: 6.3M
Calado: 0 M.
Profundidade: 400 M
Numero de tubos: 8
2 x Gerador AIP - Celulas de combustível Siemens / Sinavy BZM-120 (240KW)
2 x Motor a Diesel MTU 16V396 TB-94 (6.24MW)
1 x Motor eléctrico Siemens Permasyn (2.85MW)
Tripulação / Guarnição: 27 Autonomia: 12000Km a 11 nós - Nr. Eixos: 1 - Velocidade Máxima: 20 nós

Misseis
Sistema de lançamento U209214TTHarpoon UGM 844 x Boeing Harpoon UGM 84 (Anti-navio)

Torpedos
- 12 x Atlas Elektronik GmbH DM2-A4 - sistema de lançamento: lançadores U209214TT

Outros sistemas electrónicos
- Atlas Elektronik GmbH ISUS 90 (Sistema de gestão de dados combate)


Forum de discussão

Conforme aconteceu com o submarino U-209, o U-214 teve a Grécia como o seu primeiro cliente.

Inicialmente não estava prevista a aquisição de submarinos deste tipo, pois a marinha da Grécia planeava solicitar o fornecimento de uma versão do U-212 com um casco mais longo. No entanto, os desenvolvimentos no submarino U-212 e a sua adaptação para o novo casco do U-214, juntamente com o facto de este último ter capacidade para mergulhar a profundidades maiores que o U-212, levaram a marinha grega a optar por adquirir o U-214 em vez do U-212.

Os U-214 gregos seriam quatro e estariam equipados com sistemas equivalentes aos dos U-212 alemães, com excepção feita ao sistema electrónico que gere todas as armas do navio, dado o sistema do U-212 (MSI-90U) não estar capacitado para operar mísseis anti-navio.

Vários problemas de percurso, surgiram após a entrega do primeiro submarino, que nunca chegou a ser aceite pela marinha grega.
Inicialmente a não aceitação foi apontada como resultado de não cumprimento das especificações por parte do equipamento. No entanto, o fabricante afirma que os problemas que foram detectados - que nunca foram negados - foram posteriormente corrigidos.

A situação ainda pareceu estarsolucionada em 2008, mas não houve desenvolvimentos positivos. Em 2009 o fabricante anunciou que denunciava o contrato e que procurava uma indemnização por parte do Estado Grego. A Grécia por seu lado, anunciou no inicio de Outubro de 2009 que também cancelava a encomenda.

A modernização dos submarinos U-209 da classe Poseidon, que implicava uma conversão de submarinos mais antigos para os tornar compatíveis com os U-214 não parece ter sido afectada.

Nota:
1) O submarino Papanikolis, o primeiro submarino U-214 do mundo, parece ter apresentado problemas aquando das primeiras provas de mar. Alegadamente o submarino não terá correspondido ao que se esperava. Mostrou-se pouco estável, a assinatura térmica foi considerada elevada e ocorreram problemas de vibração com os mastros dos periscópios.
2) Em Setembro de 2009 foi anunciado que perante a recusa por parte do governo da Grécia em efectuar os pagamentos devidos, mesmo depois de os problemas com o prtimeiro submarino da classe terem sido resolvidos, o fabricante terá denunciado o contracto recorrendo aos tribunais.
Desconhece-se qual será o futuro dos quatro navios.


Informação genérica:
Os navios do tipo U-214 são o resultado da fusão das características dos submarinos oceânicos U-209, com caracteristicas e desenvolvimentos que foram concluidos para os submarinos costeiros da classe U-212. Também contribuiram para a sua concepção os desenvolvimentos dos submarinos do tipo Dolphin construidos na Alemanha para a a marinha de Israel.

A influência do U-209 ainda se encontra no layout interno dos submarinos U-214, enquanto que o desenho hidrodinâmico, lembra em parte o Dolphin. Os mais recentes desenvolvimentos tecnológicos em termos de sistemas de propulsão (Propulsão Independente do Ar) foram por sua vez especialmente desenvolvidos para os submarinos U-212, embora o sistema de combate seja o ISUS-90 pois o MSI-90 (utilizado pelos U-212) não permite a operação conjunta de torpedos e mísseis.

A classe U-214 foi adquirida pela Grécia e pela Coreia do Sul. Portugal encomendou dois navios que pelas características apresentadas pela própria marinha de Portugal e pelo custo do programa são igualmente U-214, embora os portugueses tenham classificados os seus submarinos de U-209PN.

Mais recentemente o Brasil chegou a demonstrar interesse na aquisição de um submarino da classe U-214, No entanto, conforme as notícias vindas a público e notas divulgadas pela própria marinha brasileira, os U-214 brasileiros não teriam sistema de propulsão independente do ar.
A afirmação de responsáveis da marinha brasileira não foi entendida por vários especialistas na matéria, que afirmam que a construção de um submarino U-214 sem o sistema AIP - para o qual o submarino foi concebido - resultaria na necessidade de redesenhar todo o projecto do navio, tornando-o absurdamente caro.

Rumores recentes dão conta de que este tipo de submarinos terá apresentado problemas de desenvolvimento. Alegadamente problemas com a vibração do mastro do periscópio e uma inclinação considerada exagerada, estarão na origem da recusa da marinha grega em receber os submarinos.


   
---