Marinha da Russia

Comentários às notícias publicadas

Marinha da Russia

Mensagempor admin1 » segunda jun 30, 2014 12:16 am

Parente pobre das forças armadas da Russia, a marinha russa sempre sofreu de um enorme complexo de inferioridade comparativamente aos países da Europa ocidental.
Ela é no entanto talvez o maior símbolo da determinação do Czar Pedro em transformar o vetusto império russo do século XVIII numa potência da Europa.

A construção da marinha russa foi a mais importante declaração, no sentido de afirmar que a Russia era Europa e não Ásia.
admin1
Site Admin
Site Admin
 
Mensagens: 516
Registado: sexta nov 25, 2011 4:44 pm
 

Re: Marinha da Russia

Mensagempor mafets » segunda jun 30, 2014 3:23 pm

admin1 Escreveu:Parente pobre das forças armadas da Russia, a marinha russa sempre sofreu de um enorme complexo de inferioridade comparativamente aos países da Europa ocidental.
Ela é no entanto talvez o maior símbolo da determinação do Czar Pedro em transformar o vetusto império russo do século XVIII numa potência da Europa.

A construção da marinha russa foi a mais importante declaração, no sentido de afirmar que a Russia era Europa e não Ásia.

Parente pobre até meados dos anos 60 (apesar de Estaline ter lançado a construção dos cruzadores Sverdlov http://en.wikipedia.org/wiki/Sverdlov-class_cruiser) e após o colapso da URSS no inicio dos anos 90 (só agora a marinha russa vai incorporando unidades novas, mesmo assim muitas das quais com recurso a navios não desmantelados ou projectos dos anos 80).
Imagem
A partir dessa data a Marinha Soviética precisa de "caçar" os SLBN americanos providos do míssil Polaris (desconhecendo os problemas técnicos que estes possuiam principalmente ao nivel das ogivas http://en.wikipedia.org/wiki/UGM-27_Polaris), fora das suas águas territoriais pelo que é forçada a despender mais verbas bem mais avultadas para navios não costeiros, culminando com a construção da classe Moskva de porta-helicópteros anti-submarinos http://en.wikipedia.org/wiki/Moskva-class_helicopter_carrier.
Imagem
Com o inicio dos anos 70, o investimento é ainda maior, já que aos cruzadores se juntam os Cruzadores Porta-Aviões da Classe KIEV (http://en.wikipedia.org/wiki/Soviet_aircraft_carrier_Kiev), a Classe Kunetzov(http://en.wikipedia.org/wiki/Russian_aircraft_carrier_Admiral_Kuznetsov), a classe Kirov ( http://en.wikipedia.org/wiki/Kirov-class_battlecruiser) e já estava em estaleiro o Ulyanovsk (http://en.wikipedia.org/wiki/Soviet_aircraft_carrier_Ulyanovsk), entre outros navios, que se apresentavam como uma tentativa de contestar o domínio americano dos mares. Nesta altura a Marinha Soviética, quer pelo orçamento mas também pelos navios que possuía não pode ser considerado um "parente pobre" face aos outros ramos (o orçamento da URSS em 1984 era praticamente igual ao americano e vejamos só o exemplo dos submarinos nucleares, bastante caros de construir e operar que no inicio da década de 1990 era iguais em numero aos dos EUA). Desde 1991, sim, pois foi a principal vitima da incapacidade Russa para manter as F.A. do tempo da URSS, com muitos navios a serem desmantelados, sucateados ou mesmo abandonados, pois o orçamento disponível foi para áreas de defesa mais fáceis de manter e onde o desnível de capacidade comparativo aos EUA não era tão grande.
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem
Desde 2001, novamente o orçamento Russo para a marinha tem vindo a aumentar e embora ainda se aceite que dos 3 ramos é aquele que é menos forte.
An August 2009 report from the U.S. Office of Naval Intelligence estimated the Yasen-class submarines to be the quietest, or least detectable, of contemporaneous Russian and Chinese nuclear submarines but is still not as quiet as contemporary U.S. Navy submarines (i.e. Seawolf and Virginia class). http://en.wikipedia.org/wiki/Yasen-class_submarine

Segundo o departamento de Estado Norte-Americano, este é o submarino russo menos barulhento, o que quer dizer em comparação a classes como a AKULA e ALFA terá mais probabilidades de escapar a um ataque a uma força tarefa dos EUA. Agora, este tendo tantos problemas técnicos que atrasaram o seu desenvolvimento (trata-se de um projecto antigo) e por norma sendo um Submarino Nuclear (algo em que os russos não são propriamente uns especialistas) e sabendo que a US Navy não se dá muito bem sobretudo com os diesel-eléctricos muito mais pequenos e silenciosos (http://www.passarodeferro.com/2014/02/o-submarino-portugues-e-o-porta-avioes.html), a situação operacional não deve sofrer grandes alterações (a não ser que os Russos coloquem em serviço muitas unidades com os problemas resolvidos, o que é pouco provavel).
Imagem
Imagem

Cumprimentos
Avatar do Utilizador
mafets
Major
Major
 
Mensagens: 749
Registado: sexta dez 09, 2011 3:51 pm
 

Re: Marinha da Russia

Mensagempor pt-papatango » terça Oct 21, 2014 10:43 am

Vem-me à memória a expressão Wild Goose Chase.

No entanto não seria impossível que os russos se tivessem perdido num arquipelago de centenas de minusculas ilhas. Desde que têm submarinos que os russos vão fazer turismo para as ilhas da Suécia.

As recentes aproximações da Suécia e da Finlândia à NATO, poderão explicar uma tentativa russa para intimidar os dois países. Não seria a primeira nem será a última vez que os russos tentam mostrar os dentes para meter medo.

Só que a ser assim, parece que o governo da KGB russa continua a comportar-se como se não percebesse que há coisas que funcionam ao contrário.
Para evitar que a Suécia e a Finblândia entrem na NATO, a única coisa que os russos podem fazer é criar condições para que eles se sintam seguros.

Este tipo de atuação mascarada por parte dos russos (QUE FAZ PARTE DO MODUS OPERANDI) tem no entanto uma quantidade de vantagens. Eles nunca reconhecem as operações, e deixam ficar sempre uma dúvida no ar.
A dúvida, à boa maneira russa, pode sempre ser virada ao contrário.

Também pode ser um submarino sueco, a tentar criar medo aos suecos para convencer a opinião pública da vantagem de aderir à NATO.

Cumprimentos
pt-papatango
Capitão
Capitão
 
Mensagens: 271
Registado: terça jan 24, 2012 4:42 pm
 

Re: Marinha da Russia

Mensagempor mafets » terça Oct 21, 2014 12:38 pm


Estas situações eram muito normais na Guerra Fria principalmente nos anos 80. Desde submergíveis russos encalhados a traços de minissubmarinos no fundo do mar, passando por mesmo uma situação de "vias de facto" como se verifica na primeira imagem, houve de tudo. Com o aumentar de atividade Russa no Báltico é natural que se volte à mesma situação. É da maneira que os Suecos arrebitam, já que desde a situação com o "Backfire" andavam desleixados e pensavam que a paz era "favas contadas" ;)
Imagem
Imagem
Imagem
Imagem

Sudações
Avatar do Utilizador
mafets
Major
Major
 
Mensagens: 749
Registado: sexta dez 09, 2011 3:51 pm
 

Re: Marinha da Russia

Mensagempor Dozer » terça Oct 21, 2014 10:12 pm

Parece que os russos estão a dizer que foi um submarino holandês e não um submarino russo, que se perdeu nos fiordes ou ilhas lá do sítio.

Saudações
Avatar do Utilizador
Dozer
Tenente
Tenente
 
Mensagens: 196
Registado: segunda dez 05, 2011 1:52 am
 

Re: Marinha da Russia

Mensagempor mafets » quinta Oct 23, 2014 11:24 am

http://www.fleetmon.com/newsroom/2014/5213/mystery-russian-submarine-swedish-waters-and-scf-t/
The growing sensation was fuelled by a strange behaviour of Sovcomflot aframax tanker Liberia NS CONCORD Petroleiro, which is hanging around in the middle of the Baltic since the middle of October, and notwithstanding all the fuss, didn’t leave the area east of Archipelago. At 0000 UTC Oct 20 vessel was drifting some 35 nautical miles east of eastern borders of Archipelago. Research vessel Russia PROFESSOR LOGACHEV Navio de investigação (owner State-owned company Polar Geo Research, engaged in deep-water operations) left Russian Navy Base Kronshtadt, S-Petersburg, for Las-Palmas according to AIS, but presumably, she was to joint Liberia NS CONCORD Petroleiro in strange activities off Archipelago. As of 0400 UTC Oct 20, her position is unknown.

Pois. Mas apesar dos "mafapenicos" do costume jé terem inclusive "arranjado" uma fotografia de um submarino holandês, são dois navios russos que estão na área, inclusive o "Professor Logachev" que é feito para investigação inclusive em aguas profundas (estando assim equipado para conduzir operações de ajuda e resgate a um submarino em dificuldades) . Não existe relato que se saiba de nenhum navio holandês no Báltico ou região, nem a historia indica algum que tenha "encalhado" em águas suecas. Já os Russos... ;)
Imagem
Imagem

Cumprimentos
Avatar do Utilizador
mafets
Major
Major
 
Mensagens: 749
Registado: sexta dez 09, 2011 3:51 pm
 

Re: Marinha da Russia

Mensagempor pt-papatango » sábado Oct 25, 2014 5:03 pm

A questão que se coloca, do meu ponto de vista é:

Os russos pretendiam o quê ?
Verificar em que ponto estão as defesas da Suécia ?
Será para isso que têm feito voos com aeronaves que forçam até a força aérea da Dinamarca, da Polónia e a Força Aérea Portuguesa (destacada na Lituânia) a efetuar missões de escolta ?

Não será contraproducente o que os russos estão a fazer ?
À medida que eles mais pressão fazem, eles acabam de facto por levar os países vizinhos a aproximar-se da NATO.

Os russos parecem ser suicidas. Se a Suécia e a Finlândia entram na NATO, os russos ficam literalmente fechados no báltico.

Cumprimentos
pt-papatango
Capitão
Capitão
 
Mensagens: 271
Registado: terça jan 24, 2012 4:42 pm
 

Re: Marinha da Russia

Mensagempor mafets » domingo Oct 26, 2014 2:03 pm

É pelo menos a 20ª vez que os Russos entram em Águas Suecas. Uma das vezes poder-se-ão ter tramado:
One theory is that the wreck is the submarine discovered near Utö in 1981, and attacked by the Swedish destroyer Halland. http://aquilinefocus.blogspot.pt/2011_03_01_archive.html

Imagem
Imagem
Mas também não foram os únicos: http://en.wikipedia.org/wiki/Swedish_submarine_incidents
Following the stranding of a Soviet Whiskey-class submarine in 1981 on the Swedish archipelago, a series of massive submarine intrusions took place within Swedish waters. However, the evidence for these appears to have been manipulated or simply invented. Classified documents and interviews point to covert Western, rather than Soviet activity. This is backed up by former US Secretary of Defense Caspar Weinberger, who stated that Western "testing" operations were carried out regularly in Swedish waters. Royal Navy submarine captains have also admitted to top-secret operations

Agora a quem é que interessa? A lista é grande e ilustre :mrgreen: . Aos suecos porque depois da "barracada" do backfire ficaram muito mal vistos e tiveram as F.A. criticadas de cima a baixo (o que é mau quando existem brinquedos caros desde as corvetas Stealth ao Gripen NG a arriscam-se a ficar sem fundos :mrgreen: ), as mesmas que agora agradecem aos deuses esta benesse e aproveitam para dar um "show de meios", algo que fica sempre bem nas noticias e resulta muito bem como propaganda (aparentemente haverá reforço de "pilim" nos próximos 5 anos :roll: ) Depois supostamente aos Russos que provam que continuam a conseguir colocar submarinos nas águas suecas, tenham eles o que tiverem, sem serem caçados (se não tiveram o proveito pois acusam os holandeses pelo menos ficam com a fama :wink: ). No "background" temos a NATO que tem "o sonho" de ver a Escandinávia inteira na Aliança Atlântica e os os média que fizeram um "fartote" de notícias, enquanto que para o povo sueco "a vida continua". :roll:
Imagem
Imagem

Saudações
Avatar do Utilizador
mafets
Major
Major
 
Mensagens: 749
Registado: sexta dez 09, 2011 3:51 pm
 

Re: Marinha da Russia

Mensagempor mafets » quinta nov 06, 2014 10:35 am

http://observador.pt/2014/11/05/marinha-escolta-navio-russo-para-fora-das-aguas-portuguesas/
Uma corveta da marinha portuguesa escoltou esta madrugada um navio russo para fora da Zona Económica Exclusiva, confirmou o ministro da Defesa ao Observador. É o terceiro incidente numa semana.

Imagem
Imagem
Será que perderam alguma coisa? :poispois: :mrgreen: :twisted: :roll:
Imagem

Cumprimentos
Avatar do Utilizador
mafets
Major
Major
 
Mensagens: 749
Registado: sexta dez 09, 2011 3:51 pm
 

Re: Marinha da Russia

Mensagempor mafets » quarta nov 12, 2014 11:05 am

http://www.themoscowtimes.com/opinion/article/how-europeans-can-punish-putin-for-mh17/510911.html
The annexation of Crimea and Russian support for the separatists engaged in an ongoing bloody conflict in eastern Ukraine undoubtedly have the potential to make Russia an international pariah. But until now the reaction in the West has been limited to derogatory media coverage, minor sanctions and restrictions on travel for some Russian officials, while politicians both in Europe and the U.S. seem unwilling to punish Russia with further, harsher sanctions that may affect the interests and economies of their own states.

One of the most obvious examples of this is France's unwillingness to drop the ill-fated and controversial contract to supply two Mistral-class amphibious assault ships to the Russian navy. The deal was struck with the Russian Defense Ministry in 2011 and is valued at about $1.5 billion.

Russia has already paid France most of the cost of both ships, the first of which is due to be delivered this month, and Russia has threatened "significant" penalties if the French postpone the delivery.

Imagem

Cumprimentos
Avatar do Utilizador
mafets
Major
Major
 
Mensagens: 749
Registado: sexta dez 09, 2011 3:51 pm
 
Próximo

Voltar para Notícias

Quem está ligado:

Utilizadores a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 2 visitantes