Sociedade / Política


Translation to English not responsability of areamilitar.net.
Service is supplied as is and correct interpretation is not guaranteed.
Espanha: Movimentos nazistas, saem à rua
Neo nazis homenageiam memória de Franco
23.11.2008


Centenas de neonazis espanhóis voltaram a manifestara-se durante o dia de hoje em Madrid, no seguimento das comemorações da morte do ditador Francisco Franco, líder nazista espanhol, que tomou o poder em 1939 após uma sangrenta guerra civil, onde foram cometidos alguns dos mais bárbaros actos de crueldade na história da Península Ibérica.

Os manifestantes, que desfilaram neste Domingo pela «Plaza del Oriente» também homenagearam o fundador do movimento NAZI espanhol, Primo de Rivera e o inspirador de Francisco Franco e do seu movimento golpista de 1936.

Marchando pelas ruas fazendo a saudação hitleriana, os nazis espanhóis gritaram palavras de ordem contra o Estado, e contra os governos nacionais da Catalunha e do País Basco e contra a Lei da Memória Histórica, que pretende corrigir as distorções dos últimos anos, sobre a equidade no comportamento bárbaro dos dois lados da Guerra Civil.

O dia da morte do ditador e genocída Francisco Franco, continua a ser celebrado pelos extremistas espanhóis, que até hoje ainda negam os crimes cometidos por Franco e os actos de genocídio que o ditador cometeu contra o próprio povo espanhol em nome da «Unidade de Espanha».

Até hoje, muitos sectores da sociedade daquele país, continuam agarrados à politica da «Grande Mentira» e do «Gran Olvido» ou Grande Esquecimento, que foi seguida após 1975 com o objectivo de evitar o reacendimento das tensões entre os vários grupos políticos e entre os vários países que fazem parte da Espanha.

O principal mito que foi posto a correr e que continua a ser até hoje «Verdade Oficial» foi o de que a brutalidade foi igual dos dois lados da barricada durante a Guerra Civil de Espanha entre 1936 e 1939. Analistas independentes são unânimes em afirmar que do lado do governo republicano foram cometidos crimes, mas que o governo da República Espanhola tratou-os como tal, tentando evita-los e penalizando-os.

Já do lado de Francisco Franco, os crimes que foram cometidos, foram incentivados, no que era uma politica de terror destinada a garantir a vitória na guerra.

A brutalização das populações foi feita em colaboração com os militares alemães da Legião Condor.
Os alemães estudaram em Espanha, com o apoio dos nazis espanhóis, o impacto do terror sobre as populações civis, pretendendo analisar até que ponto o bombardeamento e o massacre de populações poderia desencorajar o lado oposto a continuar a guerra. Foram exemplos disso o bombardeamento da cidade de Guernica.

A barbárie, a violação de cadáveres, o degolar das vítimas e o fuzilamento de feridos, foram alguns dos crimes autorizados e ordenados por Francisco Franco.

Perez-Reverte: Mesmos objectivos dos nazistas espanhóis: A unidad Hispana tem que ser aplicada a Portugal
As manifestações do nacionalismo espanhol de origem castelhana, ocorrem alguns dias depois de o escritor e jornalista Arturo Perez-Reverte ter feito declarações em que realçava a necessidade da União Ibérica sob a égide da Grande Nação Castelhana, num discurso que copiava algumas das ideias do movimento nazista espanhol dos anos 30.

Perez Reverte, que embora se afirme um democrata, defende objectivamente as posições dos mais fanáticos nazistas espanhóis, celebrizou-se pelas suas obras onde exalta o «espirito Hispano» numa cópia directa do estilo e ideário politico que foi defendido pelos nazistas espanhóis que agora saíram à rua.

Nova legislação recentemente aprovada, conhecida como «Lei da Memória Histórica» pretende impedir as manifestações nazistas, mas não aborda o verdadeiro problema: O facto de a Espanha ser um conjunto de nações sem coesão suficiente entre si, para criarem um Estado unificado.

O movimento nazista castelhano, caracteriza-se por um profundo sentido devoção ao sangue, amor pela Morte e ódio a todos os países não castelhanos da península ibérica, incluindo Portugal.


Últimas noticias sobre este tema

Rei de Espanha abdica

Trapalhada governamental

Adeus Espanha ?

Receios de golpe de estado

Independentistas ganham eleições

Julian Assange capturado em Londres

Presidente da Polónia morre em acidente na Rússia

Espanha: Movimentos nazistas, saem à rua

 
| Forças Armadas de Angola | Exército Brasileiro | Exército Português | Força Aérea Brasileira | Força Aérea Portuguesa | Marinha do Brasil | Marinha Portuguesa | Forças Armadas de Moçambique | Forças Armadas da Guiné-Bissau | Timor - Sociedade | Forças de defesa de Timor | Brasil | Moçambique | Portugal | Listagem de todas as notícias | Listar todos os navios | Listar todas as aeronaves | Listar armas ligeiras | Listar todos os veículos | Listar todos os mísseis | Listar sistemas de artilharia | Artigos de opinião | Médio Oriente | União Europeia | Europa fora a UE | América do Norte | América do Sul e Caribe | África | Índia e Asia Central | Ásia e Oceânia|